Slider

ESC2022: CHANEL REPRESENTA ESPANHA NO FESTIVAL EUROVISÃO 2022

Chanel e "SloMo" venceram o Benidorm Fest 2022 e são os representantes de Espanha no Festival Eurovisão 2022.

Nuestros hermanos já têm representantes para Turim: Chanel e "SloMo" venceram o Benidorm Fest 2022 e representam Espanha no Festival Eurovisão 2022. A canção vencedora amealhou 96 pontos, tendo sido a mais votada do júri (51), a segunda do painel demoscópico (25) e a terceira do televoto (25). Rigoberta Bandini e "Ay Mamá" ficaram em segundo lugar com 91 pontos, enquanto Tanxugueiras e "Terra", favoritas do público, ocuparam a terceira posição da geral, depois de terem ficado em 5.º lugar na votação do júri.

Aceda, de seguida, aos resultados da Final: 

1.º Chanel - "SloMo" - 96 pontos (51J+25D+20T)
2.º Rigoberta Bandini - "Ay mamá" - 91 pontos (46J+20D+25T)
3.º Tanxugueiras - "Terra" - 90 pontos (30J+30D+30T)
4.º Rayden - "Calle de la llorería" - 67 pontos (37J+15D+15T)
5.º Blanca Paloma - "Secreto de Agua" - 61 pontos (39J+10D+12T)
6.º Varry Brava - "Raffaella" - 55 pontos (25J+12D+18T)
7.ºXeinn - "Eco" - 45 pontos (30J+5D+10T)
8.º Gonzalo Hermida - "Quién lo diría" - 35 pontos (12J+18D+5T)


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte, Imagem e Vìdeo: RTVE
29
( Hide )
  1. Anónimo23:07

    Yes yes yes!!!
    Spain 12 points!!!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:09

    Blanca Paloma devia ter ganho....

    ResponderEliminar
  3. Anónimo23:12

    Má escolha a meu ver. Tinham melhores opções.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo23:13

    Juri a manipular mais uma vez os resultados

    ResponderEliminar
  5. Anónimo23:13

    Pobres espanhois...nem com um festival "novo" se livram da polemica do juri prevalecer sobre a opiniao publica loool

    ResponderEliminar
  6. Espanha este ano vai dar espectáculo.Não era a minha favorita,mas admito que a moça sabe dar show.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo23:20

    Eu sabia , de longe a melhor opção

    ResponderEliminar
  8. Anónimo23:23

    Não será uma grande canção, mas que garra, que profissionalismo mostrou esta intérprete (e viu-se logo na semifinal)! Muito desta vitória se deve a ela. Parabéns, Chanel!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo23:24

    A escolha #1 de cinco pessoas. E se calhar de só 2 homens gay de países que não são Espanha. Garanto que nunca aRTVE amostra a pontuação do juri individual.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo23:25

    Vergonhoso!
    Antes da atuação da Channel, a apresentadora disse " Já nao ganhamos há 50 anos, e ela é quem está preparada para ganhar o trofeu em Turim".
    Além disso os jurados levaram-na ao colo e prejudicaram as Tanxugueiras. Como é possível deixar 50 por cento de uma votação para representante do país a cargo de 5 pessoas? É que nem estamos a falar de um jurado com várias pessoas, mas sim 5! Enquanto que o voto do público é limitado a 5 por cento. Isto é preocupante.
    E não é que desgoste da música, ate porque gosto e a Channel deu show. No entanto, foi tudo manipulado e propostas como estas já vimos muitas. Desperdiçaram duas boas propostas como a das Tanxugueiras e a da Rigoberta. Espero que voltem a ficar no bottom five.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo23:25

    Preferia as Tanxugueiras, mas a Chanel mostrou que é uma profissional, uma coreografia sem falhas em palco e um control da capacidade de respirar que poucas cantoras têm.
    Espanha pode conseguir um top5, mas isso vai depender também do número de eurodivas que vamos ter este ano

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo04:38

      top5 com a chanel? só se o resto for muito fraco.

      Eliminar
  12. Anónimo23:36

    Melhor final em anos vindo da Espanha e melhor da temporada este ano, parabens Espanha

    ResponderEliminar
  13. Anónimo23:37

    O verdadeiro ganhador são os eurofãs espanhois e a TVE ao investir no formato

    ResponderEliminar
  14. Anónimo23:38

    Grande alivio nao ter ganho Rigoberta

    ResponderEliminar
  15. Anónimo00:02

    Uma canção ("Terra") partiu para Benidorm com apoio institucional, por (aparentemente) representar uma região autónoma; outra ("Ay, Mamma") trazia o apoio de associações partidárias do (supostamente) politicamente correto; e afinal a vitória foi para uma jovem com experiência de teatro musicado, que se "limitou" a fazer o que sempre aprendeu: trabalhar afincadamente para apresentar uma boa atuação. Às vezes ainda há justiça na vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:48

      Todo la razón. Aplauso!

      Eliminar
    2. Anónimo00:58

      Uma jovem com experiência em teatro musicado que tem amigos no juri espanhol e nem compôs a canção, que tem uma equipa de estrangeiros a fazer o trabalho todo e que nada têm a ver com espanha, uma equipa de ''topo'' cheia de cunhas que trabalhavam para americanos e fizeram um popzito básico pseudo americano para um país europeu. Já ''TERRA'', representa uma região autónoma que tem sido enxovalhada e ignorada há anos, representam a cultura do país que representam, sendo que a canção é cantada por tres raparigas que sabem COMO usar a voz e não precisam de malabarismos de palco para destacar. Ay mama e Terra trouxeram autenticidade e originalidade, escolheram não seguir o rebanho europeu que está completamente americanizado há anos e pisa na própria cultura. Afinal, a vitória de uma jovem que só ganhou graças às amigas do juri e que mesmo com experiência em teatro musicado, parece mais a Jennifer Lopez da wish. Uma senhora que parece estar a representar um país latino e não Espanha, cantando a canção de um senhor chamado Leroy Sanchez, o mesmo que compôs temas como ''Voy a Quedarme'' e levou Espanha ao bottom duas vezes seguidas. Uma letra cheia de arte e empoderada: ''Yo vuelvo loquito' a todos los daddies, Yo siempre primera, nunca secondary''. Eram os mesmos que diziam que ''Canta por Mim'' era a melhor opção para Portugal porque tinha experiência em musicais, acabando por ser a Filipa a dar uma lição a todos e levando Portugal à final. Os mesmos que acreditavam que a vitória do Sobral não foi justa. Que venha mais uma Eurovisão igual a 2021, vai dar um gostinho especial desta vez.

      Eliminar
    3. Anónimo01:18

      Uma canção (SLOMO) partiu para Benidorm com o apoio descarado do juri espanhol, que já eram amigas da Chanel fora do concurso. Em Portugal dizemos que é cunha, as madrinhas que te arranjam lugar na empresa pra trabalhar, não é? O melhor disto tudo: Ela não conseguiu chegar ao top das charts como Ay Mama ou Terra. Nem Terra ou Ay Mamma tiveram apoio de coreógrafos americanos que trabalharam com Britney Spears, mas conseguiram marcar o povo espanhol para sempre com uma mensagem forte e originalidade, numa era em que vivemos num continente totalmente americanizado e dominado pelo inglês, conseguiram entrar nas charts e os seguidores não param de subir, enquanto a outra só será recordada por ter vencido graças aos compadrios do juri castelhano de Madrid. Corajosos são aqueles que não precisam de mendigar ajuda de estrangeiros famosos para ganhar um concurso de música. Ganhar algo com a tua cultura e com uma equipa inteira do TEU país é obra. Que venham mais Tanxugueiras, mais Rigobertas e Maneskin, almas fortes que vingaram sem padrinhos e apoios americanos, que continuam a dizer não à mediocridade nórdica e inglesa lutando pela tradição do país. Preferiram levar uma proposta que teria arrasado em 2007, hoje, com o avanço da tecnologia e da industria musical, dá apenas vergonha alheia. É o tipico complexo de inferioridade, porque achamos que somos pequeninos e devemos levar o que ''funciona'' e é popular, mas nunca uma Rosalia ou flamenco, foram escolher um pop americanizado da américa do sul e em espaningles pelo meio. A piada faz-se sozinha. Um país sem auto estima e união não tem futuro.

      Eliminar
  16. A Chanel é uma grande performer sem duvidas e a canção tem sua qualidade reconheço mas o problema é ser mais do mesmo, já vimos tantas canções desse tipo nos ultimos 5/4 anos e muitas delas ficaram a aquem nos resultados, em vez a Espanha apostar uma proposta com identidade propria e modernidade como Terra mas não, leva uma proposta com uma formula gasta e não dar grandes resultados, Realmente, parabéns TVE pela final realizada mas não acertou a canção vencedora! Sinceramente não creio a Chanel vá ter um bom resultado mas enfim...

    ResponderEliminar
  17. Anónimo00:53

    Boa sorte Chanel! Acho que vai dar um bom resultado à Espanha mas espero que a RTVE mude o sistema de votação na próxima edição.

    Espero que as Tanxugueiras venham inspirar artistas a levarem canções (folk) em galego, catalão, basco etc para o Benidorm 2023.

    Espanha para o ano que tente levar o Galego novamente e Portugal o Mirandês.

    Já agora deixo aqui um link de um cover de uma canção mirandesa cantada por um grupo de galegas.
    https://youtu.be/ZK_dcw2URfw

    ResponderEliminar
  18. Anónimo01:32

    Sinto muita pena pelo circo formado en torno a Chanel, nao merece o odio todo que esta a receber mas isto ja e tipico dos espanhois, ainda fico surpreso que alguem se apresente por este pais

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo04:37

      Odio ou simplesmente sentimento de revolta? Sabe, ao menos, o que se passou? Eu tambem ficaria revoltado. Espanha tem um indice altissimo de corrupção por algo, mas eles, ao contrário dos portugueses, gostam de agir e nao ficar no sofá!

      Eliminar
  19. Anónimo04:34

    O mais chocante disto tudo, para alem das Tanxugueiras nao terem ganho, foi o resultado penoso de Blanca Paloma. Espanha parece ter ranço a baladas de qualidade. O juri espanhol é, culturalmente falando, ignorante. O gosto musical é pimbalheiro, não sai muito do reguetton/shakiras da vida, não é à toa que nos ultimos anos não nos têm dado muitos pontos(aconteceu com os The Black Mamba). Portanto, logo aqui vemos uma diferença ABISMAL em relação ao juri portugues. O nosso também tem defeitos, mas prefiro mil vezes um juri que não escolhe qualquer coisa só porque é radio friendly. As duas senhoras que criaram este Benidormfest precisam de fazer muitas mudanças ali, sistema de votação PÉSSIMO, querem ser um melfest em vez de um festival que represente a industria musical espanhola.
    Como é que 5 pessoas, dois deles estrangeiros, têm mais poder que o povo de um país? Se as galegas tivessem ficado em 4º no juri teriam ganho. Isto é de desconfiar no mínimo.
    Propostas como Jamala ou Salvador Sobral teriam ganho com o juri do Benidormfest? Nunca. Tem de haver remodelação nesse festival, porque parecia mais um OBJECTIVO VISION do que um Benidormfest.

    Cuidado que os outros países vão esmerar-se com as propostas de divas, e não basta ter um breakdance incrível para sair do bottom 5. A proposta só tem UM momento de relevância e não toda a performance, logo aí ha um problema (Raylee vibes).

    Concluindo, canção básica com letra medíocre (mesmo para uma canção pop não se esforçaram, porra, até a Becky G tem melhores letras!), voz pequenina, bailarina fantástica, atuação chata com um único momento top e não passa daí. Prefiro a Albania.
    Adoro que usem a cartada do feminismo para defender esta proposta mediocre, como se criticar a escolha fosse anti feminista. Eu, sendo mulher, não me sinto representada por aquela senhora. Os homens vão adorar e continuam a querer falar por nós...mas adiante.

    Quanto mais divas, mais música uptempo e circo na eurovisão, melhor para Portugal, porque vamos muito provavelmente levar uma balada.

    ResponderEliminar
  20. Anónimo08:13

    Tenho a absoluta convicção de que vai flopar, como já vem sendo hábito de Espanha. Vsi ficar nos últimos lugares.

    ResponderEliminar
  21. Acho que ela deu um grande show, foi uma atuação muito trabalhada e por isso o meus parabéns. A letra, enfim, não há por onde se lhe pegue, acho mesmo de mau gosto.
    Em relação ao resultado parece-me incrível como 50% pertença a 5 pessoas, 25% ao juri demográfico de 350 pessoas e outros 25% ás mais de 190000 chamadas/mensagens dos espetadores. Os júris fizeram impossível as Tanxugueiras vencerem. Espero que para o ano mudem estas percentagens na votação e adicionem mais júris porque 5 é muito pouco (e que não tenham relação com os concorrentes). Agora aos nossos vizinhos toca a apoia-la!!

    ResponderEliminar
  22. A Espanha assim não vai lá. Não vale copiar os outros, neste caso Chipre em 2018, que quase ia ganhando com uma pirosice igual à da galinha dos ovos de ouro, talvez impulsionados por uma forte reacção às críticas do outro que se manifestou contra as canções acompanhadas de muito fogo de artifício. Além de se estar a afastar da sua própria identidade cultural, perde a oportunidade de se fazer representar com uma boa canção. O último classificado foi para mim um dos mais injustiçados da noite. Eu vi o espetáculo pela TVE , não digo em que canal porque não venho para aqui fazer publicidade, algumas canções não as ouvi completas porque não eram muito interessantes e quanto aos apresentadores só tenho a dizer: RTP, estás perdoada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:21

      Estão a tentar copiar o melfest, eles adoram o melfest. O problema é que eles não têm os meios nem tecnologia ao nivel dos nordicos. Ou seja, tudo aquilo ''Slomo'' é uma versão barata do que é feito no norte da europa ou mesmo na Colombia.

      Eliminar
  23. Anónimo00:40

    Flop total. Dá show, mas e o resto? O facto dos eurofãs das redes sociais adorarem a proposta da Chanel deixa-me de pé atrás, sempre que isso acontece com as divas elas flopam. (Adrenalina, El diablo - ficaram loucos com Chipre e flopou na Eurovisão). Enquanto isso, só falavam mal dos The black mamba. Eu diria que o pior erro que podemos cometer é ligar a opiniões de eurofãs estrangeiros do twitter ou youtube, estão quase sempre errados. Sempre. O resultado da Chanel vai depender das propostas dos outros países, se for um ano mediocre, é capaz de se safar do bottom 5, mas hoje em dia, no mundo musical, a criatividade e a canção pesam mais do que a dança ou a voz. Vivemos numa era tecnologica, se vais enviar uma diva, não basta ter uma coreografia de excelência. Ela não tem o carisma de uma Lady Gaga ou das Blackpink. O público da eurovisão tem mudado muito e, como vimos em 2021, os locals estão a ''invadir'' a votação da eurovisão e querem mais do que um Slomo.

    ResponderEliminar

Ideas

both, mystorymag

A NÃO PERDER...

TOP
© Todos os direitos reservados
Criado por templatezoo Personalizado por ESC Portugal - PG, 2022.