Ucrânia: 1+1 admite cooperação com UA:PBC para o Festival Eurovisão

 A emissora privada 1+1 admite uma parceria com a emissora pública ucraniana UA:PBC para a participação no Festival Eurovisão.


Seis anos depois do acordo entre a UA:PBC e a privada STB, a cooperação entre as duas emissoras para assegurar a participação no Festival Eurovisão chegou ao fim no passado mês de agosto, não tendo sido renovado pelas duas estações. Contudo, Maksym Kryvytski, produtor-geral da 1+1, declarou que a emissora privada não descartou uma possível parceria com a emissora estatal: "Não descarto. Produzir um evento desse nível seria um desafio incrível para a nossa equipa. Se tivermos a oportunidade, ficaremos gratos" admitiu, recordando que a emissora, a terceira maior da Ucrânia, é responsável por formatos internacionais, como o The Voice e o Dancing with the Stars, "Talvez façamos uma candidatura ou proposta. Não sabemos...".

O acordo entre a UA:PBC e a STB surgiu em 2016, quando as duas emissoras começaram a cooperação para assegurar a participação da Ucrânia no Festival Eurovisão, durante o período de instabilidade social e económica que o país atravessava. A STB ficou encarregada de organizar a final nacional e de assegurar os gastos dos representantes, enquanto a UA:PBC assegurou a taxa de inscrição e de transmissão do concurso.

Estreante em 2003, a Ucrânia conta com 16 participações no Festival Eurovisão, sendo o único país que nunca falhou o apuramento para a Grande Final, contabilizando também duas vitórias: 2004 e 2016. Em Roterdão, o país foi representado pelos Go_A e "Shum", que terminaram em 5.º lugar com 364 pontos, fruto do 2.º lugar no televoto (267) e do 9.º no júri (97). Em Portugal, a canção foi a segunda mais votada pelo público e a nona classificada no júri nacional, tendo recebido 12 pontos.

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix / Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

Sem comentários