EBU/UER suspende formalmente a emissora estatal da Bielorrússia

 

A União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER) concordou pela suspensão permanente da emissora estatal da Bielorrússia de membro ativo da associação.


O Conselho Executivo da União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER) concordou, ontem, em suspender permanentemente a associação da emissora estatal da Bielorrússia à EBU/UER, semanas depois de ter anunciado o processo de suspensão devido "a transmissão de entrevistas aparentemente obtidas sob coação" no final de maio e de não ter recebido qualquer recurso da BTRC no prazo estabelecido.

Desde a criação da EBU/UER esta é a primeira vez que um membro da associação é suspenso da sua adesão, tendo a suspensão entrado em vigor no dia de hoje, 1 de julho. Deste modo, a BTRC deixou de ter acesso aos vários serviços da organização, com destaque para as trocas de conteúdos noticiosos e musicais, a cobertura de determinados eventos e serviços de proteção de interesses, entre outros. 

Sendo a única emissora da Bielorrússia associada ao organismo, a suspensão de membro ativo da EBU/UER coloca também o país fora do Festival Eurovisão Júnior 2021 e do Festival Eurovisão 2022, bem como dos restantes eventos eurovisivos, até que a situação seja revertida. De realçar que, este ano, a BTRC foi desclassificada do concurso depois da submissão de duas candidaturas do grupo Galasy ZMesta com conteúdo político.

Estreante em 2004, a Bielorrússia contabiliza 16 participações no certame europeu, tendo apenas seis participações na grande final do concurso. O melhor resultado remonta a 2007 quando Dmitry Koldun e o tema Work Your Magic alcançaram o 6.º posto em Helsínquia. Vencedores do Eurofest 2020, os VAL representariam a Bielorrússia no Festival Eurovisão 2020 com "Da Vidna", canção interpretada na íntegra em bielorrusso.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Escxtra/ Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

Sem comentários