Michał Wiśniewski: "As chances de sucesso da Polónia em Roterdão são nulas"

 O cantor Michał Wiśniewski, representante polaco em 2003 e 2006, lamentou que a canção representante da Polónia em Roterdão tenha sido composta por suecos.


O cantor Michał Wiśniewski, representante da Polónia no Festival Eurovisão em 2003 e 2006 enquanto vocalista dos Ich Troje, reagiu, nas redes sociais, à participação polaca no concurso internacional deste ano. "As chances de sucesso são nulas. Vocês sabem bem que não me escondo atrás da diplomacia (...) às vezes acontece quando alguém toma decisões um pouco forçadas e muito desorganizadas. Este é o caso" respondeu a um internauta, recusando criticar o intérprete de "The Ride", "Eu entendo que foi uma oportunidade que o Rafal teve e ele aproveitou-a. Não vou criticá-lo porque ele não tem de mostrar a ninguém o quanto vale. No entanto, a canção deveria ser polaca... e é sueca. É a minha opinião pessoal e sinto um sentimento amargo sobre isso".

A Polónia estreou-se na competição em 1994, tendo participado em 22 ocasiões, destacando-se o segundo lugar alcançado na estreia. Depois de quatro apuramentos consecutivos, a Polónia está fora da FInal nas últimas duas edições. O grupo Tulia foi escolhido internamente pela TVP para representar o país em Telavive com "Fire of Love (Pali się)", terminando em 11.º lugar na semifinal com 120 pontos, 3 deles oriundos do júri português, ficando a 3 pontos do apuramento para a Grande Final. Vencedora do Szansa na Sukces - Eurowizja 2020, a cantora Alicja Szemplińska representaria a Polónia no Festival Eurovisão 2020 com "Empires", canção que disputaria a segunda semifinal do certame internacional. 

 

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCxtra/ Imagem: ESCPortugal / Vídeo: Youtube

3 comentários:

  1. Tens toda a razão. A Eurovisão transformou-se num "rodízio sueco". Estão em todo o lado, ora como compositores, bailarinos, produtores, intérpretes ou como diretores de palco. Provavelmente só Portugal e Itália nunca levaram uma música em que os suecos estivessem envolvidos.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo21:32

    Acho que aqui o maior problema não é ser uma música sueca.
    Mas sim uma música que não se destaca em cada comparada com a concorrência.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo21:55

    Esse cantor esteve hoje numa live com Rafal. Pena que falaram o tempo todo em polaco e nao entendi nada.

    ResponderEliminar