ESC 2021: Måneskin negam acusações de consumo de cocaína durante a Grande Final



Os Måneskin, vencedores do Festival Eurovisão 2021 em representação de Itália, negam as acusações de consumo de cocaína, durante a Grande Final da competição

A Grande Final do Festival Eurovisão 2021 teve lugar ontem, em Roterdão, e culminou com a primeira vitória italiana desde 1990. Após a vitória dos Måneskin, começaram a circular nas redes sociais acusações de consumo de cocaína por parte de Damiano, vocalista da banda italiana. Tais acusações eram acompanhadas por um excerto vídeo da transmissão de ontem, onde apenas era possível ver Damiano a inclinar-se sobre a mesa, em redor da qual a delegação italiana se encontrava na Green Room.

Na Conferência de Impresa que teve lugar depois da Grande Final, Damiano foi questionado sobre tais acusações por um dos jornalistas ali presentes: "Houve uma sequência durante a transmissão, onde tu és visto no fundo a inclinares-te sobre a mesa e parece que estás a inalar algo, e as pessoas online sugerem que estavas a consumir cocaína. O que era aquilo?". Em resposta, Damiano negou tais acusações: "O Thomas partiu um copo, eu não uso drogas, por favor pessoal, não digam isso". Posteriormente, circulou nas redes sociais uma fotografia da Green Room, onde de facto era possível ver um copo partido no chão, no local onde os representantes italianos estavam instalados. 

Posteriormente, os Måneskin recorreram à sua conta oficial de Instagram, para abordar as suspeitas de que eram alvo: "Estamos verdadeiramente chocados com o que algumas pessoas estão a dizer sobre o Damiano consumir drogas. Nós somos CONTRA as drogas e nunca consumimos cocaína. Nós estamos prontos para ser testados, porque não temos nada a esconder. Nós estamos aqui para tocar a nossa música e estamos tão felizes  com a nossa vitória na Eurovisão, e queremos agradecer a todos por nos apoiarem. Rock'n'roll nunca morre. Nós amamo-vos".

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPortugal/ Imagem: Thomas Hanses / Vídeo: EurovisionTV 

25 comentários:

  1. Anónimo15:10

    Vao fazer teste para "limpar" a imagem. Deles e da EBU...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:43

      Não é para limpar imagem nenhuma. É para comprovar se realmente houve ou não consumo de drogas. Foi o próprio que quis fazer o teste

      Eliminar
  2. Pois é! Acreditamos mesmo que eles não consomem drogas! Tá bem abelha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:40

      E pode bem acreditar.
      Viu cocaína em cima da mesa? Não! São só especulações. Então até ao resultado do teste, não fale com certezas

      Eliminar
    2. Sim sim! E também ninguém da organização virá dizer o contrário! Nem os próprios! Imagine-se a imagem pública que daria, uma confirmação dessas! Assim, faz-se a "limpeza" (ou melhor, diz-se que se faz) e tudo fica bem! Somos ingénuos? Olhe, eu não sou! Se V Exa. quiser ser, esteja à vontade!

      Eliminar
    3. Anónimo15:56

      Em 2017 os haters tugas também diziam que o Salvador era um drogado porque os Viva La Diva não ganharam o fdc, esta tática de difamar os artistas não é nova e só mostra o quão baixo algumas pessoas são capazes de ir...

      Eliminar
    4. Anónimo16:23

      Não se trata de ser ingénuo ou deixar de ser. Trata-se de respeito para com os artistas. Provavelmente não concorda com a vitória da Itália no festival, eu pessoalmente também não, mas isso não é motivo para lixar a imagem de um artista, de uma banda e de um festival.
      Já devia de saber que nem tudo o que parece é

      Eliminar
    5. Anónimo16:24

      É o povo que temos, o português. Depois engoliram em seco quando ele ganhou o festival em 2017 e passaram a dizer maravilhas dele

      Eliminar
  3. Anónimo15:25

    Digam o que disserem... VENCEDORA A TODOS OS NÍVEIS: França. Inclusive moralmente.

    ResponderEliminar
  4. Última vez que escrevo sobre isto.
    Foi vergonhoso o que fizeram com este miúdo e a sua merecida vitória ontem à noite. Vergonhoso.

    Uma imagem tirada de contexto (o rapaz está a 50 cm da mesa) e o preconceito perante a imagem e o rock (quão irónico, sabendo a letra da música vencedora) estragam uma noite épica.

    Toda a minha solidariedade para o Damiano e os Maneskin. Quem os conhece, sabe quem são e que se assumem anti-drogas.

    Vergonhoso também a EBU não proteger os seus artistas de um boato estúpido da Internet.

    Muito triste com o que aconteceu.

    E este rastilho de uma imagem descontextualizada no Twitter só mostra o quanto as pessoas conseguem ser cruéis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Coitado do miúdo! Imagino que você o conheça! E, por isso, sabe é põe as mãos no fogo pela sua inocência! Vamos então esperar pelos resultados do teste. Imagino que haja imagens do mesmo em direto!

      Eliminar
    2. Anónimo16:28

      Aplaudo o seu comentário lacrymea. Concordo em tudo, exceto na parte da EBU. A EBU não se pronunciou ontem, mas está fazê-lo hoje, e bem.

      Eliminar
    3. Anónimo16:30

      Quem tem de esperar pelo resultado é quem o difama. Vergonhoso o que fazem quando não concordam com alguma coisa.
      Só tenho uma coisa a dizer a todos aqueles que difamam o Damiano: Aceitem que dói menos!

      Eliminar
  5. Anónimo16:14

    Não há Eurovisão sem polémicas e sem o desejo de especular polémicas ... pois isso diverte toda a gente!
    Se a banda não tivesse a imagem que têm, a ideia de consumir droga não teria sido nem sequer conceptualizada para criar buzz especulatório apenas por puro sensacionalismo e para alimentar o ego daqueles que provavelmente não queriam uma vitória italiana ...
    Eurovisão no seu melhor quando deixa de se centrar no concurso mas sim nas novelas ficctivas que qualquer um inventa e coloca nas redes sociais para chamar a atenção ... coisa de putos às quais os adultos caem sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que V. Exa. não cai nisso! Uff!!! Viva! Haja alguém sensato (ou que quer aparentar que o é)!

      Eliminar
    2. Anónimo17:14

      Hahahah, rindo até 2022.
      Ao menos aparentou ser sensato, já o senhor aparentou ser um grande idiota que nem respondeu ao que lhe foi dito noutro comentário. Deve ter ficado sem resposta

      Eliminar
    3. Está-se a referir a quem? Pode dizer a quem é que depois leva resposta da minha parte, ou não! Eu sou o das 16h44!

      Eliminar
  6. Anónimo16:36

    Para todos aqueles que dizem que o vocalista italiano inalou cocaína: aceitem que dói menos!

    ResponderEliminar
  7. Anónimo17:11

    Tudo maluco. Tanto preconceito que há por aqui. A música da Itália estava longe de ser das minhas favoritas. Até preferia o rock da Finlândia. Aquela imagem está completamente fora do contexto. Para não dizer que a única coisa que dói filmada foi ele a aproximar-se da mesa. Nada mais. Nem sequer tapou uma narina para snifar (como se costuma mostrar nos filmes). Nem sequer havia vestígios de nada quando se levantou. Tanto preconceito perante uma pessoa que apenas gosta de rock e se veste de uma maneira diferente. Há tantos meninos "certinhos" que se drogam e ninguém fala. Pena estragarem um momento de felicidade de uma banda e de um país por uma estupidez destas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E não se preocupe com o momento! Marketing e um pouco de vitumizacao fazem maravilhas!

      Eliminar
    2. Anónimo19:27

      concordo com o anónimo das 17:11.
      A Itália não era das minhas preferidas mas estou feliz pela vitória deles e pelo resultado das minhas canções preferidas e por Portugal ter feito melhor que as minhas expectativas. Acredito que a Itália vá fazer uma edição do ESC incrível!

      Eliminar
  8. Mas por acaso já reparou que, até determinado momento estavam assim como que catatónicos, letárgicos, zombies e depois, de repente... uma enorme alegria! E não, não foi somente aquando dos pontos. É que há reações e reações! Como você, também costumo ver isso nos filmes.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo19:47

    Chocada por ver portugueses a normalizarem a cultura do álcool.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo19:55

    O que vi no video: Damiano se inclina em direção a mesa depois de algume de cabelos brancos falar alguma coisa, não sei se pra ele. Ao inclinar-se em direção a mesa, o seu companheiro de banda de cabelos longos escuros dá uma batida nele como se chamando a atenção dele para alo e a camera corta. Apos o caompnheiro tocar nele, o Damiano se ergue.
    Agora, o Eurovision tem cerca de 50 cameras e mais centenas de celulares apontados para a banda no green room. Seria de uma estupidez incalculável, se o Damiano tiver feito uso de algo ilícito com tantos olhos a lhe vigiar. Se eles fazem uso de drogas ou não, o problema é deles. Mas, naquele momento, acho muito difícil que o tenha feito.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo21:04

    Consumir em frente a câmaras e sem ficar com vestígios? Acho tudo muito estranho. Se virem a postura dele durante os votos acham que é de uma pessoa que acabou de snifar? Não me parece....sao miudos irreverentes e nada mais. Polêmicas à parte venceu quem o público gostou. Vencedores podiam ser muitos, todos igualmente bons. Esta banda vai longe. Electrizaram a arena. Bravo italia

    ResponderEliminar