Salvador Sobral: "Gosto imenso da música «Love Is On My Side»"


O cantor português Salvador Sobral, vencedor do Festival Eurovisão 2017, falou sobre a canção vencedora do Festival da Canção 2021: "Gosto imenso da música, até porque sou amigo da malta. Sou suspeito, sou suspeito".

O cantor e compositor Salvador Sobral, vencedor do Festival Eurovisão de 2017 com "Amar Pelos Dois", falou, esta manhã, em entrevista na rubrica "Desculpa, mas vais ter de perguntar", do programa "As Três da Manhã" da Rádio Renascença, sobre o tema vencedor do Festival da Canção 2021, "Love Is On My Side".

"Gosto imenso da música, até porque sou amigo da malta. Sou suspeito, sou suspeito" confessou, admitindo que o Festival Eurovisão não é o habitat natural da banda, "Não sei o que é que eles vão lá fazer, tal como eu. O habitat deles não é aquele, mas pronto. Mas é giro". Além disso, Salvador Sobral sobre o facto de acharem que é um entendido na competição, depois do triunfo em 2017: "Não sei, não percebo nada daquilo. Adoro que as pessoas me perguntem como se eu fosse um entendido. Nunca vi o festival da Eurovisão. Quando eu estava lá, também não vi. Estava nos camarins e ia cantar".


Com "Love Is On My Side", tema composto por Tatanka, vocalista do grupo, os The Black Mamba venceram o Festival da Canção 2021, conquistando o direito de representar Portugal no Festival Eurovisão de 2021 em Roterdão. O grupo português atua na 12.ª posição da segunda semifinal, agendada para 20 de maio.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Renascença/Imagem: The Black Mamba /Vídeo: RTP

15 comentários:

  1. Anónimo21:25

    Salvador dizer bem é mau, considerando ser mal visto pela malta eurovisiva. Quanto ao "não sei o que eles estão lá a fazer", o Salvador esquece-se que teria zero dimensão internacional se não fosse a Eurovisão, por muita qualidade que tivesse. E tem. Já cansa um bocadinho este "enojamento snob" persistente com um festival que é isso apenas: um festival. Uma oportunidade para chegar a milhões, mesmo que no meio de muita brejeirice.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:41

      O Salvador ja reconheceu varias vezes em publico que não teria o mesmo numero de espectáculos nem cantaria em tantos países se não fosse a Eurovisão. No entanto ele não é fã do formato, nunca foi e continua a não ser...perfeitamente aceitável.

      Eliminar
    2. Concordo. Ja estravasa

      Eliminar
    3. Anónimo01:54

      Ele já tem dito que sente muita gratidão por tudo o que Eurovisão tem feito pela sua carreira (incluindo as suas tourneés pela Europa e a China) mas não tem a obrigação de ser eurofã e isso é algo que a comunidade eurofã precisa de entender

      Eliminar
    4. Não! Não é um festival! É um concurso de canções em formato television. Nãoé um festival como se de uma mostra musical se tratasse! É um concurso! Eurovision Song Contest!
      Há pontos para atribuir e classificações a opter! É preciso ter tambem uma abordagem competitiva! EW não ir la passear ao "festival"....

      Eliminar
  2. Anónimo21:49

    Concordo com o Salvador, ele não percebe nada da Eurovisão e espero que parem de lhe pedir opinião sobre o concurso

    ResponderEliminar
  3. Anónimo22:31

    É um talentoso arrogante. Ficava-lhe bem dizrr que está grato ao ESC. Para quê voltar a desrespeitar quem participa e quem vê? Enfim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:10

      E ele sempre se mostrou reconhecido pelas oportunidades que o festival lhe proporcionou, como rampa de lançamento para a sua carreira internacional. Tem-no dito em quase todas as entrevistas, aliás.

      Eliminar
  4. Anónimo00:10

    É um snob que teria continuado no esquecimento se não fosse o festival... com tantos cantores que mereciam mais, a sorte esteve do seu lado.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo01:52

    Para a gente que acha que "O Salvador Sobral é um desrespeitouso por não dizer que ama Eurovisão lhes escrevo: Ele sente uma enorme gratidão pelas coisas que tem conseguido com ganhar Eurovisão (como ter dois tourneés sold-out pela Europa -e China- fora e o contrato com a Warner) mas ele não é eurofã e não tem porque ser um

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:12

      Claro que sim. Os eurofãs fanáticos é que são completamente cegos e não admitem que um vencedor da Eurovisão não seja fã do formato.

      Eliminar
  6. Anónimo02:37

    Os eurofas ficam picados quando o sobral é honesto. Devem estqr habituados à falsidade dos outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:38

      A partir do momento que rle classifica outro artista como sendo uma aberração essa "honestidade", como você lhe chama, é pura e absoluta falta de educação

      Eliminar
  7. Anónimo09:56

    Ele já disse tantas vezes que está agradecido! Mas isso não o obriga a dizer o políticamente correto, a deixar de ser verdadeiro, a dizer que gosta e que entende o formato eurovisivo. Eu que era tão fã também sinto um pouco isso em relação ao ESC. No entanto isso não lhe retira benificios que sao muitos. Mais sinda nos tempos atuais em que é preciso existir elementos agregadores inter países.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo16:25

    Há aqui um ligeiro mal entendido. Eu fui o primeiro a comentar. Ele tem direito a não gostar, o que me irrita é ele sugetir que os Black Mamba não deviam ir. "O que eles vão lá fazer?" Vão tentar ganhar um bocadinho de atenção internacional, talvez alguns concertos. Ou seja, aquilo que, na expressão máxima, o Salvador conseguiu. Portanto, o Salvador é incoerente nesse ponto. O ser coerente no não gostar da Eurovisão não me incomoda. Entristece-me aoenas, porque negligenciar um palco de milhões de espectadores é burrice. E snobice. Aproveitar esse palco para mostrar talento (ganhando ou não) parece-me uma boa aposta para qualquer artista sem receios.

    ResponderEliminar