Bielorrússia: Galasy ZMesta admite participação no Festival Eurovisão 2022

A agência de notícias ATN News avançou que os Galasy ZMesta estão a preparar uma canção para representar a Bielorrússia no Festival Eurovisão do próximo ano.


Depois de vetar a participação de "Ya nauchu tebya (I'll Teach You)" e de prolongar o prazo de entrega de uma nova canção, a EBU/UER decidiu pela desclassificação da Bielorrússia do Festival Eurovisão 2021 após a submissão de uma nova canção... com igual conteúdo político. As duas canções foram submetidas pelo grupo Galasy ZMesta, escolhido internamente pela BTRC.

No entanto, apesar das duas recusas da EBU/UER, os Galasy ZMesta estão a preparar uma candidatura para representar a Bielorrússia no Festival Eurovisão... do próximo ano. A notícia foi avançada pela agência de notícias ATN News, algo que poderá indicar uma nova escolha interna da formação para o concurso internacional de 2022 pela emissora bielorrussa.

Estreante em 2004, a Bielorrússia contabiliza 16 participações no certame europeu, tendo apenas seis participações na grande final do concurso. O melhor resultado remonta a 2007 quando Dmitry Koldun e o tema Work Your Magic alcançaram o 6.º posto em Helsínquia. Em Telavive, Zena representou o país com "Like It", terminando em 24.º lugar na Grande Final com 31 pontos, nenhum deles oriundo de Portugal. Vencedores do Eurofest 2020, os VAL representariam a Bielorrússia no Festival Eurovisão 2020 com "Da Vidna", canção interpretada na íntegra em bielorrusso.



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPlusES/ Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

6 comentários:

  1. Anónimo13:09

    Acho que no próximo ano vamos voltar a não ver a Bielorrusia. Este ano, pelas candidaturas que circulavam na net- Chakras; Kazna e Kiss N'Gun - tinham excelentes opçoes e foram escolher logo um grupo politico...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo13:40

    Não era mais fácil os Bielorrússos arranjarem um diva qualquer e comprar uma canção a um compositor sueco como faz o Azerbaijão todos os anos?

    ResponderEliminar
  3. Em vez de nos quererem ensinar não sei o quê como dizia canção deles, podiam era aprender a parar de ser ridículos...

    ResponderEliminar
  4. Pelo feedback que tiveram o melhor é nem tentarem. Dêem oportunidade a outros artistas que têm mais talento.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo19:55

    Homens de luta .. bielorrussos)((()))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:06

      Eles são literalmente os anti-Homens da Luta.
      A "Luta é Alegria" era uma canção a favor do protesto(em 2011 esse protesto era referente às medidas de austeridade, mas a letra é o suficientemente neutra para defender qualquer tipo de protesto, desde os protestos pelo meio ambiente, os da função pública pelo descongelamento de salários e até as manifestaçãode negacionistas contra as medidas de quarentena do governo).
      O Galazy são contra protestos, contra qualquer tipo de protestos, a primeira música que submeteram defendia que o melhor era estar calado e não abanar o barco, numa mensagem clara pró-status quo e pró-ditadura

      Eliminar