Noruega: Chefe de delegação apoia decisão da EBU/UER em relação à Bielorrússia


O chefe da delegação da Noruega apoiou a decisão da EBU/UER de obrigar a Bielorrússia a mudar a sua canção para a Eurovisão.


A União Europeia de Radiodifusão pediu à Bielorrússia que alterasse a letra ou a canção que tinha selecionado para a edição deste ano da Eurovisão, pois considera que esta tem uma conotação política, o que vai contra as regras da competição. A emissora bielorrusa ainda não anunciou quais são os seus planos, não se sabendo se vai proceder a alguma alteração ou desistir de participar em Roterdão.

A delegação norueguesa fez saber que acredita que a União Europeia de Radiodifusão tomou a decisão certa ao pedir esta alteração, afirmando que manter a música existente minaria a natureza apolítica do concurso. “O Festival Eurovisão da Canção foi fundado como uma espécie de projeto de paz na década de 1950. A competição deve ser apolítica", afirmou o chefe de delegação Stig Karlsen. Stig Karlsen é o único chefe de felegação que fez comentários públicos sobre o assunto até ao momento. 

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix/ Imagem: NRK

5 comentários:

  1. Anónimo19:38

    Faz-me graça ter este tipo de reaçoes agora, quando a Ucrania enviou 1944 nao houveram delegaçoes bem a EBU a se manifestar sobre o conteudo politico da mesma, claramente so se manifestam quando lhes convem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:10

      No caso da Ucrânia pode-se argumentar que:

      1) A canção fala de um acontecimento histórico(como o foi Waterloo)

      2) A parte que poderíamos chamar política está relacionada com um país que já não existe(URSS).

      3) As canções que participaram anteriormente que abordam a Segunda Guerra Mundial, o Holocausto ou a Guerra dos Balcãs (entre outros), criaram um precedente e logo a temática de 1944 é uma temática válida.

      4) A canção 1944 é cantada da perspectiva da vítima (a canção sa Bielorrússia é a perspectiva do agressor).

      5) 1944 fala de algo que aconteceu à muitos anos atrás

      Eliminar
    2. Aquele ano era de Sergey Lazarev. Foi claramente entregue o titulo para a Ucrania. É só ver que Jamala nem ganhou sua semifinal.

      Eliminar
    3. Anónimo23:21

      Corrrrror! O Lazarev pode ganhar sim senhor, mas só quando levar uma boa cantiga. Até agora as duas que levou não valiam um tostão furado. A Jamala ganhou e muito bem!

      Eliminar
    4. Anónimo12:18

      Verdade ganhou consoante as regras ponto!

      Eliminar