[ESPECIAL] As canções que ficaram em 2.º lugar na corrida por Roterdão

 15 países participantes no Festival Eurovisão 2021 usaram finais nacionais para a escolha das suas canções para o concurso internacional. Recorde connosco todas as canções... que ficaram em 2.º lugar.

Do Festivali i Këngës ao Melodifestivalen, os últimos quatro meses ficaram marcados pela denominada pré-temporada eurovisiva, época em que os vários países escolhem os seus representantes para o Festival Eurovisão. Com diversos modelos de votação e formatos de seleção, 15 canções foram escolhidas em finais nacionais (ou em processos internos mas com o lote de canções conhecido), sendo que o ESCPORTUGAL desafia-o a  a recordar as canções que ficaram em 2.º lugar nos vários formatos.

Acompanhe connosco este rescaldo das finais nacionais do Festival Eurovisão 2021:

Naquela que foi (novamente) a primeira final nacional da temporada, a escolha da Albânia causou uma das maiores polémicas do ano. A votação do concurso, que contou com atuações pré-gravadas e foi realizado ao ar livre, esteve a cargo de um painel de jurados que escolheu Anxhela Peristeri e "Karma" como vencedores do Festivali i Këngës 59. Sardi Strugaj com "Kam me t'ba me kajt" ficou em segundo lugar na competição, enquanto Festina Mejzini fechou o pódio. Por outro lado, Inis Nezeri, apontada como favorita ao triunfo com "Pendesë", ficou de fora dos três primeiros... e falhou a gala de entrega dos prémios.



Escolhida internamente pela BNT para representar a Bulgária no Festival Eurovisão 2021 depois do cancelamento do concurso de 2020, a cantora Victoria revelou as seis canções que estiveram na corrida para representar o país em Roterdão. A seleção foi interna mas teve por base a votação dos fãs, sendo que "Growing Up Is Getting Old" foi a canção escolhida para o certame internacional. Apesar dos resultados não terem sido revelados, a cantora revelou que "Imaginary Friend" era a sua segunda escolha para o certame.



A Croácia também apostou na realização do DORA para a escolha dos seus representantes para o Festival Eurovisão pelo terceiro ano consecutivo. Albina e "Tick-Tock" venceram a competição, com a pontuação máxima do júri e do televoto, somando um total de 198 pontos. Em segundo lugar ficou Nina Kraljic, representante croata em 2016, e Alkonost of Balkan com o tema "Rijeka", enquanto Mia Negovetic encerrou o pódio. No entanto, depois da competição, Nina Kraljic alegou problemas nos ensaios e acusou a produção de corromper os resultados do certame...


Depois de ter sido o único país a realizar a final nacional de 2020 sem público, a Dinamarca voltou a realizar o Dansk Melodi Grand Prix 2021 sem qualquer audiência. Oito candidatos estiveram a concurso, com Fyr & Flamme e "Øve os på hinanden" a conquistarem o passaporte eurovisivo com 37% dos votos na Superfinal. A escassos 3% ficou Jean Michel e "Beautiful", enquanto Chief 1 & Thomas Buttenschøn e "Højt over skyerne" fecharam a classificação da Superfinal do certame dinamarquês.


A Estónia voltou a usar o Eesti Laul 2021 como final nacional para o Festival Eurovisão, com 12 candidatos a disputarem a Final do certame, assegurando uma vaga para Uku Suviste, vencedor do concurso do ano passado, nas semifinais. E seria o cantor a conquistar a vitória pelo segundo ano consecutivo com "The Lucky One" a receber 46,4% dos votos na Superfinal. Sissi, filha do vencedor eurovisivo Dave Benton, ficou em segundo lugar com "Time", que recolheu 28,9% dos votos, enquanto Jüri Pootsmann, representante do país em 2016, ficou em terceiro lugar com 24,7%.


Depois de reconduzido como representante de Espanha para o Festival Eurovisão 2021, Blas Cantó preparou duas canções para o Destino Eurovisión 2021, gala televisionada onde o público escolheu a canção que representaria o país em Roterdão. "Voy a Quedarme" foi a escolhida com 58% dos votos, contabilizando mais de 1 milhão e 700 mil votos individuais, enquanto "Memoria" não foi além dos 42% da votação final.



Pelo segundo ano consecutivo, a Finlândia realizou uma edição do Uuden Musiikin Kilpailu com submissão aberta. Aksel Kankaanranta, vencedor do ano passado, voltou a participar, mas não foi além do 5.º lugar, estando a vitória destinada aos Blind Channel com "Dark Side", registando uma das maiores marcas de sempre do certame: 551 pontos e 54,3% dos votos do público. Com 180 pontos, Teflon Brothers x Pandora e "I Love You" conquistaram a segunda posição, enquanto Ilta fechou o pódio.


Depois da seleção interna de 2020, a França voltou a apostar numa final nacional para o Festival Eurovisão 2021. O Eurovision France, c'est vous qui décidez! contou com doze participantes, com Barbara Pravi e "Voilà" a conquistarem a vitória, com o consenso do júri e do televoto. Juliette Moraine e "Pourvu qu'on m'aime", segunda na preferência do júri e quarta no televoto, ficou em segundo lugar, enquanto PONY X e "Amour Fou" ficaram em terceiro lugar no concurso.


Depois da recondução de Eden Alene como representante de Israel para o Festival Eurovisão 2021, a emissora israelita realizou o HaShir Shelanu L'Eurovizion para a escolha do tema para Roterdão. Doze canções participaram na primeira ronda, sendo que apenas três transitaram para a fase televisionada, onde "Set Me Free" venceu com 73% dos votos. "La La Love" ficou em segundo lugar com 17,2%, enquanto "Ue La La" foi a menos votada, registando 11,5% da votação.



O Festival di Sanremo voltou a ser escolhido pela emissora de Itália como formato de seleção para o Festival Eurovisão, com os 26 candidatos a manifestarem, previamente, o interesse em representar (ou não) o país em Roterdão. Na Superfinal, Maneskin e "Zitti e Buoni" venceram o certame com 40,68% dos votos, fruto da vitória na sala de imprensa e no televoto, enquanto Francesca Michielin, representante do país em 2016, e Fedez com "Chimami per nome" ficaram em segundo lugar com 30,49% e Ermal Meta, representante italiano em Lisboa, com "Un milione di cose da dirti", em terceiro com 28,83%, apesar de ter sido o favorito do júri.


Pelo segundo ano consecutivo, a Lituânia apostou na sua recém-nomeada final nacional para o Festival Eurovisão, Pabandom iš naujo!, com seis candidatos a disputarem a Grande Final do formato. O grupo The Roop, vencedor do ano passado, teve uma vaga direta para a Grande Final, voltando a conquistar a vitória, desta vez com "Discoteque". O tema foi o mais votado do júri e registou a maior votação de sempre do público: 74 512 votos. Gebrasy e "Where'd You Wanna Go?", segundo classificado nas duas vertentes, seguiu-se na classificação, enquanto Voldemars Petersons encerrou o pódio.


Noruega também repetiu o processo de seleção do ano passado, com o Melodi Grand Prix 2021 a contar com mais participantes e com uma gala de repescagem para a Grande Final, que viria a contar com 12 candidatos. TIX e "Fallen Angel" venceram a competição com 380 033 votos, deixando em segundo lugar os representantes noruegueses de 2019, KEiiNO, que defenderam "Monument" e que registaram 281 043 votos no Gold Duel do concurso.


Portugal foi outro dos países que apostou na realização da sua final nacional para a escolha dos seus representantes para o Festival Eurovisão 2021. Com dez candidatos oriundos de duas semifinais, a Grande Final foi ganha pelos The Black Mamba e "Love Is On My Side", segundos classificados no televoto e no júri regional. Com a mesma pontuação ficou Carolina Deslandes e "Por Um Triz", favorita do júri mas terceira classificada no televoto, algo que a colocou na segunda posição da geral, enquanto NEEV e "Dancing in The Stars", favoritos do público, ficaram no terceiro lugar.



Pela primeira vez desde 2012, a Rússia realizou uma final nacional para escolher os seus representantes para o Festival Eurovisão 2021. Anunciada a escassos dias da sua realização e com apenas três participantes, o certame foi ganho por Manizha e "Russian Woman" com 39,7% dos votos. #2Mashi e "Bitter Words" ficaram em segundo com 35,7% enquanto Therr Maitz e "Future Is Bright" foram os menos votados com 24,6%.


Seguindo os moldes dos anos anteriores, a Suécia usou o Melodifestivalen 2021 como formato de seleção para o Festival Eurovisão 2021, com o evento a decorrer sem público e num estúdio televisivo. 12 candidatos disputaram a Grande Final, após quatro semifinais e uma gala de apuramento, com Tusse e "Voices" a vencerem com o consenso do público e do júri internacional. Eric Saade e "Every Minute" ficaram no segundo lugar da competição, enquanto The Mamas, vencedoras do concurso do ano passado, e "Move" ficaram na terceira posição da Grande Final.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

2 comentários:

  1. Anónimo22:41

    Meus favoritos:
    1) Lithuania - Gebrasy
    2) Norway - Keiino
    3) Sweden - Eric Saade
    4 Estonia - Sissi
    5) Denmark - Jean Michel

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:15

    Noruega, Suécia, Portugal e Croácia com segundas classificadas muuuuuiiiiiiito superiores às vencedoras...

    ResponderEliminar