ESC2021: Vice-primeiro-ministro da Bulgária reage à polémica com Vasil Garvanliev

 Krasimir Karakachanov, vice-primeiro-ministro e ministro da Defesa da Bulgária, reagiu à polémica com a dupla cidadania de Vasil Garganliev, propondo que o cantor represente o país no Festival Eurovisão 2022 caso a MRT proiba a sua participação em Roterdão.


Dias depois do anúncio da emissora MRT ter anunciado a abertura de uma comissão interna para avaliar a participação no Festival Eurovisão 2021, após a polémica em torno de Vasil Garganliev e alegada referência à bandeira búlgara no videoclip oficial do tema, o vice-primeiro-ministro e ministro da Defesa da Bulgária, Krasimir Larakachanov, reagiu publicamente ao assunto, descrevendo-o como "inaceitável".

"O Festival Eurovisão é um concurso de música para jovens talentosos. O que está a acontecer com o representante da Macedónia do Norte no Festival Eurovisão, Vasil Garvanliev, não corresponde de forma algumas aos valores da União Europeia, instituição que o país aspira formalmente aderir. Nós, do VMRO, não vamos tolerar a plantação de sentimentos negativos contra Vasil Garvanliev apenas porque ele não esconde ter um passaporte búlgaro... tal como mais 100 mil habitantes do país" frisou, admitindo intervir junto da BNT caso o cantor seja afastado do Festival Eurovisão 2021, "Se o cantor for afastado do concurso, vamos pedir à BNT que o envie como seu representante no próximo ano. Enquanto o VMRO estiver no parlamento búlgaro, não iremos aceitar o servo-macedonismo na União Europeia". 

Vasil Garvanliev foi escolhido internamente pela MRT para representar a Macedónia do Norte no Festival Eurovisão 2020 com "You", depois de ter integrado o coro de Tamara no Festival Eurovisão 2019 em Telavive.
  

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte:EurovisionFun/ Imagem: Google/ Vìdeo: Youtube

1 comentário:

  1. Anónimo18:27

    Nunca vi em 10 anos, tanta polemica em tantos paises ao mesmo tempo numa unica edição do ESC.

    ResponderEliminar