Suécia: Charlotte Perrelli e Tusse apurados para a Final do 'Melodifestivalen 2021'


Charlotte Perrelli e Tusse foram apurados para a Grande Final do Melodifestivalen 2021. Alvaro Estrella e Klara Hammarström seguem para o Andra Chansen

Devido à pandemia de COVID-19, a terceira semifinal do Melodifestivalen 2021 decorreu, sem público, no Annexet, em Estocolmo. Sete candidatos competiram esta noite e tentaram conquistar o público sueco, único responsável pelos resultados. O modelo de apuramento seguiu o formato de anos anteriores: na primeira ronda de votação, os dois candidatos menos votados foram eliminados; na segunda ronda de votação, os dois candidatos mais votados seguiram diretamente para a Grande Final, enquanto os terceiro e quarto classificados foram apurados para o Andra Chansen

Aceda, de seguida, aos resultados da primeira semifinal:

APURADOS - FINAL
Charlotte Perrelli - "Still Young"
Tusse - "Voices"

APURADOS - ANDRA CHANSEN
Alvaro Estrella - "Baila Baila"
Klara Hammarström - "Beat Of Broken Hearts"

ELIMINADOS
5.º lugar - Emil Assergård - "Om Allting Skiter Sig"
6.º lugar - Mustasch - "Contagious"
7.º lugar - Elisa - "Den Du Är"

Estreante em 1958, a Suécia conta com 59 participações no Festival Eurovisão, sendo um dos países com melhores resultados da história com 6 vitórias no curriculum. Em Telavive, John Lundvik representou o país com "Too Late For Love", terminando em 5.º lugar com 334 pontos, tendo recebido 2 pontos do júri português. Em 2020, The Mamas representariam a Suécia, em Roterdão, com "Move".


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Imagem: SVT / Vídeo: YouTube

3 comentários:

  1. Anónimo20:49

    Dois vencedores que trazem mais do mesmo...
    No entanto estou a gostar de ver tantas canções em Sueco na edição deste ano.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo22:24

    Charlotte Perrelli nao merecia o passe

    ResponderEliminar
  3. Anónimo22:59

    A música do Tusse é muito boa. A Charlotte não merecia... Mais uma vez passa o nome e se repararem é sempre o primeiro e o último a atuar que passam. O Emil merecia passar

    ResponderEliminar