[Rumo a Roterdão] Stavangerkameratene: "Esta canção é dedicada a todos os nossos egos mais jovens"


O grupo Stavangerkameratene faz, este ano, a sua estreia na corrida para representar a Noruega no Festival Eurovisão 2021. ESCPORTUGAL esteve à conversa com grupo o finalista automático da competição norueguesa na rubrica Rumo a Roterdão.

Após cinco semifinais e uma gala de repescagem, a Noruega prepara-se para escolher os seus representantes para o Festival Eurovisão 2021 com a realização da Grande Final do Melodi Grand Prix 2021. Depois de Atle Pettersen, o ESCPORTUGAL esteve à conversa com o grupo Stavangerkameratene, um dos finalistas automáticos do concurso,  na rubrica Rumo a Roterdão.

Juntos há cinco anos, os Stavangerkameratene são constituídos por Kjartan Salvesen, Tommy Fredvang, Glenn Lyse e Ole Alexander Maeland: "Somos quatro artistas a solo, que se juntaram e, em 2016, criaram este grupo. Todos nós temos experiência, que advém da participação em vários concursos de televisão: o Kjartan venceu a versão norueguesa do Ídolos, em 2004; o Glenn venceu, também, a versão norueguesa do Ídolos, em 2007; o Tommy ficou na 5.ª posição da versão norueguesa do X-Factor; e o Ole chegou à final da versão norueguesa do The Voice." revelaram ao ESCPORTUGAL, falando do que levou à formação do grupo, "Contudo, as nossas carreiras só descolaram quando nos juntámos e formámos este grupo. Desde 2016, fizemos quatro digressões por toda a Noruega, esgotámos um local com capacidade para 5500 pessoas e as nossas canções foram reproduzidas mais de 50 milhões de vezes na plataforma Spotify. O nosso álbum de estreia foi disco de platina por duas vezes e a nossa canção com maior sucesso, “Bare Så Du Vett Det”, foi, também, platina por quatro vezes. Tem sido, realmente, uma aventura incrível e um sonho tornado realidade.".

Com a primeira memória eurovisiva a remontar a 1985, "lembramos imediatamente a vitória das Bobbysocks com "La Det Swinge", foi um momento inesquecível", a formação admitiu que já tencionava participar no concurso há vários anos: "Queríamos participar no concurso desde há muito tempo, mas temos estado a aguardar até que surgisse a canção certa. Quando o Tommy compôs esta canção, todos sentimos que este seria o momento certo para os Stavangerkameratene participarem no concurso.".

No concurso, o grupo defenderá "Who I Am", tema cujo videoclip conta com imagens de várias cidades, incluindo Lisboa. "A canção reflete sobre a viagem de vida de uma pessoa, desde criança até adulto. Todas as dificuldades, desafios, momentos bonitos e grandes conquistas através das quais alguém passa, enquanto tenta descobrir o que é a vida. Por vezes, precisamos de um momento para parar e cheirar as rosas. Cada um deve ser grato por ter chegado tão longe, independentemente do número de vezes em que sentiu que a vida foi injusta. Às vezes, a vida torna-se em tudo aquilo que se deseja. Tal não acontece apesar de cada momento difícil da vida, mas sim, devido a cada momento difícil da vida." descreveram, destacando o facto da canção ser bastante identidária dos vários elementos do grupo, "Esta perspetiva é algo que aprendemos a abraçar à medida que ficámos mais velhos. De alguma forma, esta canção é dedicada a todos os nossos egos mais jovens. Quando se observam as próprias fotografias de infância, pode-se ser atingido por uma sensação de “se soubesse, apenas, que tudo iria ficar bem”. Nesta canção, reconhecemos que a pequena criança naquelas fotografias antigas ficou, apesar de tudo, bem.".

Na final da competição, o grupo defenderá a versão em inglês de "Barndomsgater", garantindo que, em caso de vitória, irão ponderar mudanças na encenação: "Caso vençamos, iremos, com certeza, trabalhar na nossa encenação para a tornar a melhor possível. Representar a Noruega no Festival Eurovisão seria um sonho tornado realidade e algo que iríamos encarar com uma grande honra e um grande respeito.". Questionados sobre a pandemia de Covid-19, o grupo garante que a segurança de todos é o mais importante: "A segurança de todos é, sempre, o que é mais importante. Claro, adoramos o público ao vivo, mas estamos preparados para trabalhar e dar o nosso melhor, sejam quais forem as circunstâncias e o que as mesmas permitirem.".

Sobre o Festival Eurovisão, os elementos do Stavangerkameratene garantiram que a "inclusão de elementos da cultura musical norueguesa" nas canções é um dos principais factores pelos bons resultados da Noruega no concurso. Contudo, questionados sobre Portugal, a resposta foi imediata: "Recordamo-nos, especialmente, do momento em que Salvador Sobral cantou “Amar Pelos Dois”. Foi, verdadeiramente, incrível! " destacaram, recordando as viagens dos elementos a Portugal, "Todos nós já estivemos em Portugal. Alguns de nós, várias vezes, até. É um país tão bonito, com pessoas incríveis, calorosas e acolhedoras. Mal podemos esperar para voltar!".

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

Sem comentários