[Rumo a Roterdão] Lovad: "Eu e o Albin ficámos chocados com a qualidade da canção que fizemos"



Lovad faz, esta noite, a sua estreia no palco do Melodifestivalen 2021 com "Allting är precis likadant". A cantora esteve à conversa com o ESCPORTUGAL na rubrica Rumo a Roterdão.


A Suécia continua, esta noite, a sua caminhada para o Festival Eurovisão 2021 com a quarta (e última) semifinal do Melodifestivalen 2021. Sete artistas estão na disputa pelo acesso à Grande Final do certame, com o público a ser o responsável por todos os resultados. Depois de Efraim Leo, a cantora Lovad, estreante na competição, esteve à conversa com o ESCPORTUGAL na rubrica Rumo a Roterdão.

E, ao contrário de todas as previsões, a carreira musical de Lovad... começou no seu guarda-roupa: "Tudo começou no meu guarda-roupa, local onde compunha música. Naquele momento, não estava a ser agenciada por nenhuma editora. Como tal, sempre que possível, enviava e-mail para todas as estações de rádio e jornais que conseguia encontrar. Depois de algum tempo, as minhas canções começaram a ser tocadas na rádio e os cenários onde atuava tornaram-se maiores. Em Estocolmo, fui nomeada como figura pertencente ao “top 3 de Estocolmo” e o meu número de ouvintes começou a aumentar. Comecei a compor música com outros artistas e produtores. Finalmente, ganhei um prémio e uma bolsa de estudo pela minha composição musical. Agora, aqui estou!".

No entanto, em 2021, o foco da carreira de Lovad estará direcionado no Melodifestivalen: "Tudo começou quando conheci o Albin, um dos responsáveis pela criação da canção. O Albin contou-me que tinha tido uma ideia para uma canção que combinaria, perfeitamente, comigo. Quando terminámos de escrever a letra da canção, penso que ficámos chocados com a qualidade da canção, com o facto da canção se ter tornado tão boa. Quase imediatamente, decidimos enviá-la para o Melodifestivalen. Depois de algum tempo, recebemos uma chamada a informarem-nos que iríamos competir. Agora, aqui estamos nós! " revelou, descrevendo "Allting är precis likadant", canção que defenderá no concurso, "A canção está relacionada com o fim de um relacionamento. Trata de explicar, apenas, como é viver todos os dias de forma indefinida. Ninguém está feliz, mas ninguém quer partir. ".

Questionada pelo ESCPORTUGAL, a cantora revelou um pouco do que poderemos ver na atuação desta noite: "Será uma atuação frágil e vulnerável. Será uma atuação linda e marcada pelo nevoeiro, onde sei que se sentirá aquilo que estou a cantar, embora algumas pessoas não entendam o meu idioma.". Em caso de vitória, Lovad também não mudaria nada na atuação, "Adoro a minha atuação, então não mudaria nada".

No final da conversa, desafiámos a cantora a falar sobre as suas memórias eurovisivas: "Recordo-me tão bem da participação da Suécia, em 2000, com a canção “When Spirits Are Calling My Name”, interpretada por Roger Pontare. Que espetáculo! Foi tão bom!" falando também dos factores de sucesso da Suécia no concurso, "De forma geral, penso que existem muitos tesouros musicais provenientes da Suécia. Temos compositores e artistas incrivelmente competentes. Estes factos originam participações, produzidas por nós, muito boas.".

Sobre Portugal, a cantora também não hesitou: "Como nos poderíamos esquecer de Salvador Sobral! Em palco, foi uma atuação tão frágil mas tão boa. Nunca estive em Portugal continental, mas já estive nos Açores! Viajei para os Açores sozinha. Observei baleias e participei numa degustação de vinhos no topo das montanhas. Foi uma viagem absolutamente incrível." revelou, deixando uma mensagem para todos os eurofãs portugueses.

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

1 comentário:

  1. Anónimo19:24

    Que confinça máxima nas próprias capacidades...

    ResponderEliminar