[Rumo a Roterdão] Eric Vidović: "«Reci Mi» é a primeira canção da minha carreira musical"


Com apenas 20 anos, Eric Vidović entra, esta noite, na corrida para representar a Croácia no Festival Eurovisão de 2021. O artista esteve à conversa com o ESCPORTUGAL na rubrica Rumo a Roterdão, falando-nos da sua participação no DORA 2021.


A Croácia escolhe, esta noite, os seus representantes no Festival Eurovisão 2021, com a realização do DORA 2021, que conta com catorze artistas na disputa pelo passaporte eurovisivo. Depois de falar com Beta Sudar, décima classificada em 2019 e uma das concorrentes deste ano, o ESCPORTUGAL esteve também à conversa com Eric Vidović na rubrica Rumo a Roterdão.

"Comecei a minha carreira musical como guitarrista clássico numa escola de música local e, embora quisesse estudar canto, tal não estava disponível no seu início. Enquanto guitarrista, vencei prémios importantes em várias competições na Croácia e, também, em alguns outros países europeus, como a Alemanha, a Bósnia-Herzegovina, a Itália e a Macedónia do Norte. Apesar de gostar de música clássica, a minha verdadeira paixão era improvisar e fazer a minha própria música. Por isso, pouco tempo depois de terminar as minhas aulas de guitarra clássica na escola, comecei a dar alguns concertos ao vivo e, basicamente, comecei a atuar e, ao mesmo tempo, a cantar. De facto, não estava nada confiante, já que, desde sempre, tinha sido apenas um guitarrista" começou por contar-nos o jovem cantor e músico de 20 anos, destacando a importância da participação na versão croata do The Voice, "Com o passar dos anos, melhorei em termos de canto e decidi em pouco tempo, então, participar na versão croata do programa The Voice, participação essa que, realmente, deu início à minha carreira a solo. Para além de cantar e tocar guitarra, estudei produção musical na Academia de Produção Musical, em Zagreb. Percebi que a minha verdadeira paixão é produzir porque posso fazer algo a partir do nada e é isso que, para mim, torna a música especial. Atualmente, tenho o meu próprio estúdio, onde produzi o meu álbum, “I Am Eric”. Em breve, iremos revelar o seu conteúdo.".

Apaixonado desde cedo pelo Festival Eurovisão, Eric Vidovic aponta as vitórias da Finlândia em 2006 e da Sérvia em 2007 como as suas primeiras memórias: "Fiquei apaixonado pelo Festival Eurovisão quando tinha cerca de 5 ou 6 anos de idade. Recordo-me de assistir e ouvir todo o espetáculo e de ter ficar acordado até tarde apenas para ver os vencedores. Para uma criança daquela idade, era, como dizer, uma grande coisa. Também me recordo de implorar aos meus pais para que me deixassem votar na canção “Hard Rock Hallelujah” porque naquela altura, realmente, adorava o som da guitarra elétrica. Também fiquei muito feliz quando Marija Šerifović venceu a competição com a sua canção, “Moltiva”, porque conseguia entender toda a letra, já que as línguas sérvia e croata são muito semelhantes, praticamente iguais. "

A paixão pelo concurso internacional foi também o principal factor para a sua primeira participação no DORA 2021, "Como disse, sempre fui fã do Festival Eurovisão e apenas podia sonhar em fazer parte deste concurso um dia. Honestamente, não esperava entrar na seleção nacional croata, no DORA. Pelo menos, não esperava entrar nesta fase da minha carreira. Mas aqui estou. É a minha primeira canção e já foi selecionada para a final nacional. É uma grande honra para mim. Não interessa o resultado, já estou muito feliz por fazer parte do DORA.", descrevendo "Reci mi" como "uma canção muito cativante. Não tem um ritmo nem demasiado rápido, nem demasiado lento. O principal instrumento será a guitarra, já que é esse o instrumento que melhor toco. Poderá não ser o que o público esperaria como um som do Festival Eurovisão - mas então, é o que é. Pelo menos, penso que será diferente.".

Admitindo uma atuação em que "deixarei a canção falar por si mesma", Eric Vidovic admitiu ao ESCPORTUGAL que poderá interpretar o tema em inglês no Festival Eurovisão: "Posso dar-vos, por agora, uma novidade sobre um dos conteúdos do próximo álbum: “Reci Mi” tem a sua versão em inglês, que será apresentada juntamente com a versão original da canção. Claro, se a canção for selecionada para o Festival Eurovisão, posso ponderar uma melhoria da atuação ou a interpretação da canção na versão em inglês. Mas, mais uma vez, vou deixar que a canção fale por si mesma.".

Questionado sobre a possibilidade do Festival Eurovisão ser realizado sem público, Eric lamenta mas garante ser a solução possível: "Não podemos, realmente, controlar a situação, mas podemos adaptar-nos à situação. É do interesse de todas as pessoas ficar longe de quaisquer riscos de propagação do vírus. Por isso, mesmo que não haja qualquer público a assistir ou  quaisquer outras alterações, o mundo inteiro irá, ainda assim, assistir a um dos maiores festivais. Sendo um grande fã, ainda posso estar feliz por isso.". Além disso, o cantor elogiou a HRT na decisão em realizar o DORA, "Na minha opinião, o DORA é, certamente, o melhor modelo de seleção porque todas as pessoas da Croácia podem votar. Esta é a maneira mais justa para fazer essa escolha. Os meus cumprimentos para a HRT pelo regresso do festival DORA e por mantê-lo nestes tempos tão especiais.".

Abordado sobre os resultados croatas no Festival Eurovisão, Eric Vidovic recordou o triunfo da Jugoslávia com uma canção croata e espera o regresso do país aos lugares de topo:  "A Croácia ainda não venceu o Festival Eurovisão, mas a Jugoslávia venceu. A Jugoslávia venceu com uma canção da Croácia, exatamente 10 anos antes de eu nascer. Essa canção ainda é muito badalada nas festas da região. Obviamente, ainda não ouvi as canções dos outros concorrentes do DORA 2021. Mas apenas espero que, de entre as canções concorrentes, a melhor seja escolhida para representar o nosso país no Festival Eurovisão e que a Croácia consiga agarrar a vitória depois de um longo período de tempo. Ficaria tão orgulhoso e, muito provavelmente, num estado tão eufórico… Por isso, vamos apenas torcer para que a melhor canção vença.".

Sobre Portugal, Eric revelou que tencionava viajar para o Algarve no verão passado, viagem que acabou cancelada devido à pandemia de Covid-19. Contudo, recordou a vitória de Salvador Sobral no concurso de 2017: "A canção de Salvador foi uma das minhas canções favoritas de todos os tempos porque era diferente mas, ao mesmo tempo, muito boa. Apesar de não ter entendido uma única palavra, analisei, mais tarde, a tradução em inglês e percebi que, para além da letra ser muito boa, toda a atmosfera em torno da canção também o era. Para além disso, também tenho essa canção no grupo das minhas favoritas da plataforma Spotify, o que pode indicar o quanto adoro essa canção. Parece fazer parte da banda sonora de um filme. Realmente, amo essa canção. É uma canção emotiva, sem qualquer demonstração espetacular de luzes, fogos de artifício ou outras coisas relacionadas. Apenas um microfone, o Salvador e um lindo instrumental como música de fundo.".

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

Sem comentários