Filipe Melo: "O Festival da Canção está a ser muito divertido, e ficamos contentes por ficar mais um bocadinho"


O compositor Filipe Melo utilizou as redes sociais para reagir ao apuramento de "Contramão" para a Final do Festival da Canção 2021: "O Festival da Canção está a ser muito divertido, e ficamos contentes por ficar mais um bocadinho na festa".


O compositor Filipe Melo, responsável por "Contramão", canção que foi interpretada por Sara Afonso na primeira semifinal do Festival da Canção 2021, reagiu, nas redes sociais, ao apuramento do tema para a Grande Final do concurso: "Eu e a Sara, que não tem Instagram, muito contentes e agradecidos a todos os que gostaram da nossa canção, com letra da Teresa Sequeira. O Festival da Canção está a ser muito divertido, e ficamos contentes por ficar mais um bocadinho na festa. A foto não tem muita definição mas tem muito coração. Até já!"

 

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: FilipeMelo/ Imagem: Pedro Pina | RTP / Vídeo: RTP

5 comentários:

  1. Pena ansiarem apenas ficar mais um bocadinho na festa. Deviam talvez todos ansiarem ganhar, mesmo que seja com diplomacia, em relacao a concorrencia.
    Devia de haver um espirito de trabalharem com o FOCO na representacao de Portugal no exterior.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:50

      Concordo. Por isso é que acho que os Karetus deviam ganhar. A apresentação nao esteve top mas pelo menos são os unicos que vejo de facto com interesse em ganhar, em criar algo diferente para ir ao ESC e inclusive andam atentos às músicas já selecionadas noutros países.

      Eliminar
  2. Talvez precisem de dar meia volta - da contramao para o sentido certo😊
    Fica o meu desejo de o melhor possivel para todososparticipantes.

    ResponderEliminar
  3. José João22:14

    fica o meu desejo de ficarem até ao fim, ou seja, até à eurovisão.
    a canção é lindíssima.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo12:02

    Uma magnífica canção que nos transporta à magia de outras épocas, sendo ao mesmo tempo contemporânea. Só a Sara tem de se soltar mais, sem perder a candura. Um dia, num concerto na Bélgica, a grande Teresa Salgueiro, também com o seu perfil tímido, decidiu rodopiar deixando-se levar pela música. O impacto foi enorme. A música mais fraca do reportório ganhou uma vida inesperada.

    ResponderEliminar