Croácia: Nina Kraljić tece duras críticas à organização do 'DORA 2021'

 

Depois de ter alcançado o segundo lugar na competição, a cantora Nina Kraljić recorreu às redes sociais para tecer duras críticas à organização do DORA 2021.


Representante do país no Festival Eurovisão 2016, a cantora Nina Kraljić era apontada como a grande favorita ao triunfo no DORA 2021 com "Rijeka", tendo perdido para Albina e "Tick-Tock" o direito a representar a Croácia em Roterdão. Depois da transmissão televisiva, a cantora recorreu às redes sociais para tecer duras críticas à organização do final nacional croata, acusando a produção de sabotarem o seu triunfo.

Primeiramente, Nina Kraljić acusa a produção do evento de ter mentido relativamente à ordem de atuação, garantindo que não foi realizado um sorteio para definir o alinhamento e que o facto de ter sido a responsável pela abertura da transmissão foi uma "grande desvantagem propositada". Além disso, a cantora garante que várias pessoas não conseguiram votar na sua canção e que, durante os ensaios, teve vários problemas com o instrumental da sua canção, que fora sucessivamente trocado com "Tick-Tock", canção vencedora do concurso. Contudo, até ao momento, a HRT ainda não reagiu às acusações da cantora.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: EurovisionFun / Imagem: HRT / Vídeo: Eurovision.tv

7 comentários:

  1. Anónimo16:48

    Olha que mau perder, até parece que é dos EUA LOLOL tinha uma canção de "cócó" com o perdão da má palavra, parecia um palhado de quinta categoria com aquele vestido esquisito, e agora a culpa é dos outros? Já em 2016 devia era ter ficado na semi final pois aquela lightouse era a coisa mais chata possível. Bah!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:13

    Quem dera que fosse antes ela...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo18:36

    De facto, tirando o facto de ser a melhor música a competir, nada esteve mais a seu favor

    ResponderEliminar
  4. Anónimo18:45

    É a sua opinião. Mas a grande maioria discorda. Ambas as músicas eram músicas com muito potencial. Mas claro também ambas foram arruinadas em apresentação

    ResponderEliminar
  5. Vista ao longe num local com vegetação alta ainda a confundem com um veado ou coisa parecida. Que coisa mais parola para apadrinhar uma música com pouca originalidade. A canção que ela interpretou em 2016 era bem bonita e passou bem à final. Mas querer mudar de estilo requer também algum bom gosto na mudança que se quer fazer. Só porque sim raramente resulta.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo13:11

    A canção vencedora é tão vulgar , esta é bem melhor e pelo fato de ser cantada em croata merecia estar no ESC.

    ResponderEliminar