Chipre: Protestos contra a escolha de "El Diablo" para o Festival Eurovisão 2021

 

 A emissora cipriota CyBC emitiu um comunicado a defender a escolha de "El Diablo" para o Festival Eurovisão 2021, após vários protestos de grupos religiosos a apelarem a retirada da canção do concurso.


Depois de ter anunciado a seleção de Elena Tsagrinou e de ter revelado o título da canção, a emissora cipriota CyBC revelou, ontem, "El Diablo", tema com que se fará representar no Festival Eurovisão 2021. Contudo, a escolha não agradou a todos e vários protestos têm sido dirigidos à emissora estatal do país, apelando à retirada da candidatura.

O maior dos protestos é do grupo religioso Cristãos Cipriotas que abriu uma petição para a retirada de "El Diablo" do concurso internacional e lançou um movimento que inundou a CyBC com reclamações por telefone. Contudo, os protestos subiram de tom com vários elementos a ameaçarem incendiar as instalações da emissora, o que obrigou a um reforço da segurança da sede da CyBC.

Por sua vez, a CyBC divulgou um comunicado a defender a escolha de Ellena Tsagrinou e "El Diablo", explicando a mensagem da canção: "É a luta eterna entre o bem e o mal (...) Principalmente nos dias de hoje, esperamos que a canção e a sua correta interpretação sejam uma inspiração não só para as mulheres, mas para quem vive situações semelhantes".

Aceda AQUI ao tema.

Escolhido internamente pela emissora cipriota CyBC, o cantor alemão, de ascendência grega e americana, defenderia "Running" no Festival Eurovisão 2020, canção que estaria a concurso na primeira semifinal. Depois do cancelamento do concurso, a emissora e o cantor revelaram que concordaram em não renovar a participação para 2021.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: CyBC/ Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

4 comentários:

  1. Eu não gosto desta música, mas caramba! As pessoas chateiam-se com cada coisa.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo19:54

    A próxima Kate Ryan

    ResponderEliminar
  3. Chipre ja merece um ESC

    ResponderEliminar
  4. Diogo12:31

    A polémica vende... Nicósia'2022?

    ResponderEliminar