[Rumo a Roterdão] Thomukas: "Penso que cada participação será um verdadeiro videoclip em vez de uma simples atuação ao vivo"

O cantor Thomukas faz, este ano, a sua estreia na corrida para representar a Lituânia no Festival Eurovisão. O artista esteve à conversa com o ESCPORTUGAL na rubrica Rumo a Roterdão.


A Lituânia é um dos países que optou pela realização da sua final nacional para o Festival Eurovisão de 2021, com o Pabandom iš naujo a contar com a participação de 22 artistas entre duas eliminatórias, uma semifinal e a Grande Final, agendada para 6 de fevereiro. Depois da banda Black Spikes, que entra a concurso com a cantora Indrė Launikonytė, e dos Twosome, o ESCPORTUGAL, na rubrica Rumo a Roterdão, esteve à conversa com Thomukas, candidato que disputa, esta noite, a primeira eliminatória do certame.

"Não sou, realmente, um cantor com uma carreira consolidada, mas gosto de participar em concurso e criar canções" destacou Thomas Tumosa, artisticamente conhecido como Thomukas, "Durante os meus anos de adolescência, participei em vários espetáculos de talentos, sendo o mais notável a edição lituana do X Factor, onde fiquei em 3.º lugar". Atualmente, o artista garante estar mais dedicado a outra área: "Descrevo-me como um artista visual, que trabalha na criação de jogos de realidade virtual e conteúdos imersivos. Crio também os meus próprios soundtracks e lancei, atualmente, um conjunto de 7 canções, interpretadas em inglês e lituano".

Questionado sobre o Festival Eurovisão, Thomas recordou a prestação dos LT United em 2006: "As minhas primeiras memórias remontam a 2006, quando a Lituânia levou "We Are The Winners". Localmente, a edição foi muito badalada. Sabíamos que a Lituânia iria ficar muito bem classificada ou até vencer... Foi um momento único ver a Lituânia a competir muito bem internacionalmente! Fiquei viciado e, deste então, nunca mais perdi o concurso". Contudo, o cantor é bastante critico com as prestações do país no concurso internacional: "A Lituânia falha os grandes resultados porque procuramos uma canção que seja adequada para a Eurovisão em vez de inovar e levar algo novo que possa estabelecer um novo padrão. Nunca se pode ganhar seguindo as regras, temos de ser nós a criar as regras".

Pela primeira vez a concurso na final nacional, Thomukas entrará no evento com "Wish": "Estava com vontade de criar uma canção e ao longo da produção pareceu-me uma canção apta para a Eurovisão. Fiz a letra num ápice e resolvi inscrever-me na final nacional, com a esperança que os lituanos vejam na canção o mesmo que eu vi" relembrou o cantor, descrevendo a canção como esperançosa, "Com esta canção quero mostrar que, apesar da vida parecer difícil, vale sempre a pena vivê-la se desejarmos algo. Quanto mais pequenas são as coisas que cada pessoa deseja, mais fácil será alcançar e sentir-se realizado".

Em caso de triunfo, o cantor garante que não mudará nada na atuação: "Não mudarei nada relativamente à atuação: se a atuação for boa o suficiente para os lituanos, será bom o suficiente para o resto do Mundo. Somos muito críticos uns com os outros. Claro que, se ganhar a final nacional e tiver financiamento, poderei acrescentar efeitos de realidade aumentada, partículas, luzes e alguns elementos chamativos. Mas só isso...".

Além disso, Thomas Tumosa garante que o facto das atuações serem pré-gravadas melhorará as prestações: "Isto tornará as atuações verdadeiramente únicas, utilizando a tecnologia para melhorá-las. Penso que cada participação será um verdadeiro videoclip em vez de uma simples atuação ao vivo, o que dará um novo ar à competição. Estou ansioso por tal, pois sei bastante sobre tecnologia e posso, definitivamente, fazer uma atuação incrível".

No final da conversa com o ESCPORTUGAL, Thomukas recordou também a participação de Portugal em 2017: "É impossível não recordar o vencedor de 2017, Salvador Sobral. A canção era bastante triste e emotiva. O Festival Eurovisão adora histórias tristes, então faz todo o sentido. No entanto, não me consigo lembrar de nenhuma outra participação" frisou, lamentando ainda não conhecer Portugal.

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

Sem comentários