ESC2021: "Ter a Ahoy Arena cheia parece ser um cenário distante"


Sietse Bakker, produtor executivo do Eurovision Song Contest 2021, afirmou que uma edição normal da Eurovisão está cada vez mais longe de acontecer.


Sietse Bakker, numa entrevista à imprensa holandesa, afirmou que a realização do Festival Eurovisão da Canção 2021 não deverá ocorrer nos moldes normais. Ou seja, o cenário A está cada vez mais distante apesar do produtor executivo se ter recusado a dizer que está oficialmente fora da mesa


Sietse voltou a lembrar que a decisão será tomada em fevereiro mas poderá não ser a final. Os cenários devem manter-se em aberto até mais próximo da data de realização do Festival da Eurovisão. No entanto, uma coisa é certa: a Eurovisão 2021 vai acontecer


Uma das hipóteses em cima da mesa, é a realização de testes rápidos à COVID-19 à entrada da Ahoy Arena. Quem testar negativo poderá assistir ao vivo ao evento mas uma arena completamente cheia "parece ser um cenário distante", afirmou o produtor executivo. 


Recorde, de seguida, os quatro cenários em que poderá ser realizada a Eurovisão 2021:

Cenário A: Festival Eurovisão normal

O primeiro cenário apresentado para o Festival Eurovisão conta com um plano de organização idêntico aos dos anos anteriores. O Rotterdam Ahoy receberia os 9 eventos com lotação total, contanto com a presença de todas as delegações no recinto e a realização das várias atividades e eventos na cidade. A viabilidade deste cenário está dependente da implementação de uma vacina para a Covid-19 ou um novo método de testagem.


Cenário B: Festival Eurovisão com distanciamento social

O segundo cenário apresentado contempla um distanciamento social entre todos os elementos de 1,5 metros, o que levaria a uma capacidade limitada do Rotterdam Ahoy nos 9 eventos. As delegações que rumariam a Roterdão teriam um número limitado de elementos, bem como os elementos creditados da imprensa. Os eventos paralelos também seriam adaptados para o distanciamento social. Caso tal aconteça, haverá um sorteio para decidir quem assistirá ao evento.


Cenário C: Festival Eurovisão com restrições de viagens

O terceiro cenário também contempla um distanciamento social entre todos os elementos de 1,5 metros, o que levaria a uma capacidade limitada do Rotterdam Ahoy nos 9 eventos, bem como a possibilidade de várias delegações não poderem rumar a Roterdão: assim, estes candidatos atuariam nos países de origem. No entanto, todas as restantes atuações terão lugar em Roterdão, bem como a apresentação e os interval acts.


Cenário D: Festival Eurovisão em lockdown

O quarto (e último) cenário apresentado contempla uma possível situação de lockdown nos Países Baixos, o que levaria a um Festival Eurovisão sem público e sem atividades paralelas. As atuações terão lugar nos próprios países e serão apresentadas no programa, tal como aconteceu no Festival Eurovisão Júnior 2020.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte:Eurovoix / Imagem: Eurovisiontv

Sem comentários