Adelaide Ferreira eliminada do programa 'A Máscara'

 

Adelaide Ferreira, representante de Portugal no Festival Eurovisão de 1985, foi a quarta artista a ser eliminada da segunda temporada do A Máscara.


Depois da eliminação de Luís Represas (Robot) e Telma Monteiro (Lagostim) nos dois primeiros programas, o terceiro episódio da segunda temporada do A Máscara contou com uma dupla expulsão. As dez máscaras a concurso foram divididas em dois lotes, com os três candidatos em risco de cada lote a disputarem um Confronto Final, onde o menos votado era eliminado.

Filipa Nascimento (Abelha) foi a eliminada do primeiro lote, depois de ter estado em risco de expulsão no primeiro episódio, enquanto, no segundo lote, a máscara eliminada foi o Bulldog Francês, que escondia Adelaide Ferreira. A representante portuguesa no Festival Eurovisão de 1985, cuja identidade foi desvendada por Sónia Tavares, uma das investigadoras do programa, interpretou "Wake Me Up" na última prestação.

Aceda AQUI à atuação da cantora.

Depois da estreia em 1980 integrada nas As Alegres Comadres onde acabou eliminada na semifinal, Adelaide Ferreira fez a sua estreia a solo no Festival da Canção em 1984 com "Quero-te, Choro-te, Odeio-te, Adoro-te", tendo terminado em 5.º lugar. No ano seguinte, e depois de ter alcançado o segundo lugar no Festival da OTI, o melhor resultado português de sempre, Adelaide vence o Festival da Canção com "Penso em Ti (Eu Sei)", tendo terminado em 18.º lugar no Festival da Eurovisão. Regressa ao concurso nacional em 2015 enquanto compositora e intérprete de "Paz", tema que acabou afastado na primeira semifinal do concurso.

Sem comentários