[ESPECIAL] Qual o melhor lugar para atuar no Festival Eurovisão Júnior?

 Qual o melhor lugar para atuar no Festival Eurovisão Júnior 2020, segundo o histórico do certame? O ESCPORTUGAL pôs mãos à obra e mostra-lhe a compilação de todas as edições do concurso.


Se no Festival Eurovisão, a posição número 2 no alinhamento é considerada amaldiçoada por nenhum vencedor ter atuado nesse lugar, no Festival Eurovisão Júnior há várias posições em que nenhum vencedor atuou. Contudo, será que o alinhamento terá alguma influência nos resultados finais do Festival Eurovisão Júnior 2020? O ESCPORTUGAL pôs mãos à obra e traz-lhe uma compilação de resultados e alinhamentos da história do concurso.

No Festival Eurovisão Júnior não há dúvidas: o último lugar é um dos melhores lugares para atuar. Em 17 edições do certame infanto-juvenil, o último lugar do alinhamento já atribuiu cinco vencedores (2005-2007, 2016 e 2019). Além disso, o último a atuar nunca ficou em último lugar, tendo uma média de classificação de 6,7, sendo que a pior classificação obtida por um último a atuar foi o 13.º lugar em 2015. Será um bom presságio para França?

Por falar em médias, qual será a melhor posição para atuar? Segundo as 17 edições anteriores, a posição nº 20, que apenas foi preenchida em 2018, é a que apresenta melhor média... tendo em conta que foi a posição do país vencedor em 2018. O n.º 15 segue-se na tabela com uma média de posição de 5,4, enquanto o 11.º posto encerra o pódio com uma média de 6,4. Será um bom sinal para a candidatura da Ucrânia?

Em sentido inverso, o n.º 18 do alinhamento é o pior para atuar, registando uma média de 13,6 na classificação. Segue-se o n.º 16, com 10,8, e o n.º 8 com 10,7 de média de classificação. Mau sinal para Malta?

No que diz ao primeiro lugar do alinhamento, nenhum vencedor abriu o alinhamento do Festival Eurovisão Júnior. O melhor resultado foi o 4.º lugar, registado em 2007, 2011 e 2018, sendo que, em 2017, o país que abriu o alinhamento terminou em último lugar. Será que a Alemanha irá mudar a tendência?

Relativamente à parte do alinhamento em que atua o vencedor do Festival Eurovisão Júnior, há uma grande discrepância. Apenas em 2 edições, o vencedor atuou na primeira parte do alinhamento: 2003 (n.º 2) e 2008 (n.º 6). Por outro lado, em 2009, o vencedor atuou na posição intermédia, sendo que os restantes 14 vencedores atuaram na segunda parte do alinhamento do concurso infanto-juvenil.

O ESCPORTUGAL convida-o a analisar os resultados de todas as edições do concurso, bem como a média de classificação de cada posição do alinhamento do certame:


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem/Vídeo: JESC

Sem comentários