EBU/UER "sem planos" para o regresso do Festival Eurovisão de Jovens Dançarinos



A EBU/UER confirmou que o Eurovision Young Dancers não acontecerá em 2021, frisando que "não há planos para uma edição futura".

 
A União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER) confirmou que o Eurovision Young Dancers não decorrerá em 2021, sendo a quarta vez que o evento bienal não é realizado desde a sua criação em 1985. Sem revelar as razões para a não realização, a EBU/UER revelou apenas que "não há planos para uma edição futura", sendo que a pandemia de Covid-19 e o baixo interesse das emissoras poderão estar na génese do cancelamento do certame.

Criado em 1985, o Festival Eurovisão de Jovens Dançarinos conta com 15 edições, tendo contado com a participação de 36 países, com destaque para o Kosovo e o Canadá. No entanto, o evento não foi realizado em quatro ocasiões: em 2007, a EBU/UER e a SRG SSR concordaram em não realizar o evento e realizar o Prix Laussane no seu lugar, enquanto que, em 2009, a competição, que seria realizada em Oslo, foi adiada para 2011, devido ao reduzido número de participantes. 
 
Em 2017, o concurso, que foi realizado em Praga, na República Checa, também esteve perto de ser cancelado, depois da PBS, emissora de Malta, ter desistido da organização. A Ceska Televize, que havia sido a anfitriã em 2015, ofereceu-se para organizar o evento pela segunda vez consecutiva, edição que contou com apenas oito países participantes, o número mais reduzido de sempre, sendo a última edição realizada, depois do cancelamento da edição de 2019 e de 2021.
 
A RTP apenas se fez representar em quatro ocasiões no concurso: Ana Lacerda (1989), Sonia Lima (1991), Ricardo Macedo (2011) e Raquel Fidalgo (2015). Contudo, nenhuma das participações conseguiu disputar a Superfinal do evento, duelo em que é decidido o grande vencedor.



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix / Imagem/Vìdeo: EBU

Sem comentários