Portugal: Júlio Resende despede-se do projecto de Salvador Sobral


Júlio Resende anunciou a aposta em exclusivo à sua carreira a solo, confirmando a despedida projecto de Salvador Sobral com quem partilhou várias tournées e lançamentos nos últimos 5 anos.

Júlio Resende, compositor participante no Festival da Canção 2018, anunciou, recentemente, uma nova etapa na sua carreira de 13 anos e 7 discos concebidos em nome próprio: o pianista vai dedicar-se em exclusivo à sua carreira a solo de compositor de canções, de performer, de criativo ou de criador de bandas sonoras. Deste modo, Júlio Resende despede-se do projecto de Salvador Sobral com quem partilhou várias tournées, alguns discos e projectos nos últimos 5 anos.

O regresso pós-pandemia de Júlio Resende contará com novas parcerias nas mais variadas áreas artísticas, a aposta na carreira em Espanha, e um novo projecto editorial - JÚLIO RESENDE PLAYS... - que estreará em Setembro, onde o pianista interpretará versões de temas que o inspiram e de músicos que são ídolos de sempre. As canções serão lançadas em exclusivo nas plataformas digitais. A digressão de Cinderella Cyborg, o mais recente trabalho discográfico do pianista, seguirá em função das medidas de segurança em torno da pandemia resultante do Covid-19, em Portugal e Espanha.


Convidado pela RTP, Júlio Resende foi um dos compositores a concurso no Festival da Canção 2018, tendo entregue "Para Sorrir Eu Não Preciso De Nada" a Catarina Miranda. A candidatura ficou em segundo lugar na Grande Final com 22 pontos, tendo sido a favorita do júri regional, a mesma pontuação que "O Jardim", vencedora do certame. Dois meses depois, Júlio Resende acompanhou Salvador Sobral e Caetano Veloso na Final do Festival Eurovisão 2018.



Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Imagem: AntenaLivre / Vídeo: RTP

Sem comentários