Maio faz três anos da conquista de Salvador Sobral no Eurovisão; relembre os principais concertos do cantor


Sob aplausos e carinho da plateia no International Exhibition Centre, em Kiev, em 2017 o cantor Salvador Sobral emocionava a todos os portugueses com a conquista inédita no Eurovisão.

Primeira vitória de sempre de Portugal no festival, o cantor lisboeta tornou-se famoso internacionalmente com a sua actuação no evento. Como maio temos a efeméride de exactos três anos da vitória portuguesa no maior festival de competição musical da Europa, é hora de relembrar um pouco da trajectória de Salvador e também dos seus principais concertos na carreira.

Relembre a trajectória até ao título do Eurovisão

Salvador cresceu a ouvir todos os tipos de música. Nas viagens de carro com a família até ao Algarve, desde cedo o lisboeta cantava canções de diferentes géneros. Os Beatles, Beach Boys, Bob Dylan e a música lusofónica dominavam as preferências musicais do miúdo.
Fã das canções de Caetano Veloso e Maria Bethânia, Salvador incorporou o estilo suave de cantar dos principais músicos brasileiros. Em Barcelona, onde estudou música, aprofundou-se ainda mais na sua profissão.
Quando chegou a vez de representar Portugal no Eurovisão de 2017, o lisboeta ainda era bem jovem com os seus 27 anos, mas já contava com uma vasta experiência de música devido aos seus vários anos dedicados à profissão.
Com uma voz madura e um estilo de voz único, Salvador logo chamou a atenção da música pelo mundo todo. Caetano Veloso, músico que o português adorava desde miúdo, estava na torcida para ver o jovem vencer.
«Salvador Sobral, eu quero que ele ganhe o Eurovisão. Ele é bom demais», disse Caetano em um vídeo gravado em casa enquanto torcia por Salvador nos momentos finais do festival. 
A canção cantada por Salvador no festival, “Amar pelos dois” e composta pela irmã Luísa Sobral, rapidamente distinguiu-se das outras. Na final, ele apenas confirmou o grande favoritismo e venceu sem muitas dificuldades. A vitória de Salvador, além de ter sido a primeira de Portugal no Eurovisão, entrou para a história com a mais alta pontuação de sempre. A conquista, que aconteceu no dia 13 de maio, foi realizada com 758 pontos na votação combinada dos júris nacionais e do público, algo nunca visto em todas as décadas de festival.

Na segunda colocação geral ficou Kristian Kostov, da Bulgária, mas que não chegou perto de Salvador, pois somou só 615 pontos.


Principais concertos no percurso


Antes da conquista no Eurovisão, Salvador recorda que as suas músicas não eram tocadas nas rádios e nos concertos e que a realidade mudou completamente com o título. «Agora, as rádios querem minha música que antes não queriam, as salas de espectáculos têm datas livres que antes não tinham e o meu disco está entre os mais vendidos», disse em entrevista ao site El País.

Desde 2017, Salvador já realizou alguns concertos impressionantes que fizeram aumentar ainda mais sua popularidade por todo Portugal. Entre as arenas e as salas de espectáculos, o Casino Estoril é um dos locais mais especiais da curta carreira do cantor.

O Casino Estoril é um lugar prestigiado na cultura do entretenimento português. Na parte de jogos, cada salão é equipado com muita variedade, com a presença das divertidas roletas e suas rodas de 37 buracos, além das luminosas máquinas de slot e as tradicionais cartas no blackjack.

Já quando o assunto é música, o Casino Estoril também é um grande destaque. No Salão Preto e Prata, principal sala de espectáculos do lugar, nomes importantes da música já apresentaram-se por lá, como por exemplo Ana Moura, Caetano Veloso, Sérgio Coutinho e outros. Salvador também teve a sua oportunidade de brilhar neste casino e assim ocorreu por algumas vezes.

A primeira apresentação marcante do cantor no Casino Estoril aconteceu em outubro de 2017, quando nos jardins do estabelecimento realizou o seu último concerto antes de submeter-se a uma cirurgia no coração.

No retorno aos palcos, um dos primeiros locais de apresentação de Salvador foi no Casino Estoril. Ao lado de Luísa Sobral, ele realizou uma actuação-surpresa para cantar a canção “Amar pelos dois”.

Outro concerto marcante da carreira de Salvador aconteceu em outubro de 2019, quando realizou o sonho de cantar em Paris. Após a apresentação no teatro Bouffes du Nord, o cantor não escondeu a satisfação. «É um sonho realizado, sempre pensei: ‘Um dia vou tocar a Paris.’ Até porque veio toda a família da mulher e os amigos dela, ainda por cima num sítio tão bonito.»

Teatro dos mais tradicionais de Paris, o Bouffes du Nord foi inaugurado em 1876 e está na lista do Ministério Francês como um dos monumentos mais históricos e importantes da capital francesa. Além de Salvador, nos últimos anos o local sediou concertos de cantores como Kanye West, Mayra Andrade e tantos outros.

Para fechar a lista dos concertos marcantes da carreira de Salvador, vale também citar a apresentação do lisboeta em fevereiro deste ano no Grande Auditório do Centro Cultura de Belém (CCB).

Na apresentação, chamada “Salvador Sobral Canta Brel”, o cantor interpretou as músicas mais conhecidas e importantes da carreira do belga Jacques Brel, como “J’Arrive”, “Quand on a que l'amour e Les Paumés du petit Matin”, “Les Bonbons” e “Les Bourgeois” Além da apresentação no CBB, Salvador também trouxe a música de Brel para a Casa da Música, no Porto, e o Teatro Aveirense, em Aveiro.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!

Sem comentários