[ESPECIAL] Quem estaria de regresso ao Festival Eurovisão em 2020?


No dia em que decorreria a Grande Final do Festival Eurovisão 2020, recorde connosco todos os artistas que estariam de regresso ao concurso em Roterdão.

Entre os 41 artistas selecionados para o Festival Eurovisão 2020, eram vários os nomes reconhecidos dos eurofãs. Entre antigos backing singers, participantes no concurso infanto-juvenil ou anteriores representantes dos países, vários artistas estariam de regresso ao concurso em 2020.

Recorde connosco todos esses artistas:

Vencedora do Festival Eurovisão Júnior 2015, a cantora Destiny Chukunyere seria a segunda vencedora do concurso infanto-juvenil a participar no concurso, depois das Tolmachevy Sisters terem participado em 2014. Além disso, a cantora integrou a comitiva de Malta em 2019, tendo sido backing singer de Michela em Telavive. Em 2020, Destiny, vencedora do X Factor Malta, defenderia "All Of My Love" no concurso, tendo sido já confirmada para 2021.



A cantora Ksenija Knežević participou no Festival Eurovisão em 2015 enquanto backing singer na atuação do seu pai Knez, representante de Montenegro em Viena. Em 2020, a cantora, integrada nas Hurricane, adquiriu o direito de representar a Sérvia em Roterdão com a vitória no Beovizija 2020 com "Hasta La Vista". A emissora da Sérvia não revelou nenhum detalhe sobre a participação em 2021.





Ao lado de Arsenium e Connect-R, Natalia Gordienko representou a Moldávia no Festival Eurovisão de 2006 com "Loca", canção que ficou em 20.º lugar na Grande Final com 22 pontos, sendo 3 deles oriundos do televoto de Portugal. Catorze anos depois, a cantora regressou à final nacional, adquirindo o direito de representar o país em Roterdão com "Prison", canção que venceu a votação do público e do júri. Até ao momento, a TRM não revelou nenhum detalhe sobre o concurso do próximo ano.



Sanja Vučić foi escolhida internamente pela RTS para representar a Sérvia no Festival Eurovisão de 2016 com "Goodbye (Shelter)", tendo a canção ficado em 18.º lugar com 115 pontos na Grande Final. Em 2020, a cantora, integrada nas Hurricane, adquiriu o direito de representar a Sérvia em Roterdão com a vitória no Beovizija 2020 com "Hasta La Vista". A emissora da Sérvia também não revelou nenhum detalhe sobre a participação em 2021.



A cantora italiana Senhit foi escolhida, em 2011, para representar São Marino no Festival Eurovisão com "Stand By", falhando o apuramento para a Grande Final ao ficar em 16.º lugar, fruto do 19.º lugar (e último) no televoto e do 8.º lugar nos jurados. Nove anos depois, a cantora foi escolhida novamente para o concurso, onde defenderia "Freaky!", canção vencedora de uma final nacional online. A SMRTV ainda não fez nenhuma comunicação sobre 2021.



Com 17 anos de idade, Stefania Luberakakis nasceu no país anfitrião da Eurovisão deste ano, Países Baixos, sendo filha de pais gregos. Em 2016, a cantora integrou o grupo Kisses, representando o seu país de nascimento no Festival Eurovisão Júnior, onde terminou em 8.º lugar. Em 2020, Stefania defenderia "Superg!rl" no concurso, tendo sido já confirmada como representante grega na edição de 2021.



Juntas para acompanhar John Lundvik no palco do Festival Eurovisão 2019, Ashley Haynes, Loulou Lamotte e Dinah Yonas Manna continuaram o projeto The Mamas depois da saída de Paris Renita, tendo participado no Melodifestivalen 2020 com "Move". A canção venceu o concurso com apenas 1 ponto de vantagem, numa das votações mais renhidas dos últimos anos. A emissora sueca SVT já revelou que não fará seleção interna para 2021, confirmando a realização do Melodifestivalen 2021.


  
Depois de ter integrado o coro que acompanhou Tamara Todevksa no Festival Eurovisão 2019 em Telavive, o cantor Vasil Garvanliev foi escolhido internamente para representar a Macedónia do Norte no concurso internacional. Em Roterdão, o cantor defenderia "You" na primeira semifinal do certame.
 



Depois de ter acompanhado Vincent Bueno no palco do Festival Eurovisão de 2017, o cantor Vincent Bueno foi escolhido internamente para representar a Áustria no concurso internacional de 2020 com "Alive". Após o cancelamento do certame, a emissora aústriaca ORF confirmou a escolha do artista para a edição de 2021.





Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL/ Imagem: Google / Vídeo: Youtube

Sem comentários