Alex Callier: "Se os lucros fossem destinados à caridade, eu teria participado"

 
A banda Hooverphonic não participou na interpretação conjunta de "Love Shine A Light" decorrida no programa Eurovision: Europe Shine A Light. Alex Callier, líder do grupo, reagiu à polémica nas redes sociais.

Escolhidos para representar a Bélgica no Festival Eurovisão 2020 e 2021, os Hooverphonic não participaram na interpretação conjunta de "Love Shine A Light" decorrida no programa Eurovision: Europe Shine A Light. Alex Callier, chefe do grupo, havia revelada a não-participação, em entrevista ao Ger Late Night na passada quinta-feira, garantindo não gostar da canção escolhida: "É uma canção com a qual não me identifico. Faço isto há 25 anos e nunca fiz nada contra a minha vontade. Aceitei participar no programa porque foi permitido agir por minha conta".

No entanto, a polémica instalada nas redes sociais, com milhares de utilizadores a criticarem Alex Callier pela atitude num programa "feito para unir a Europa", o artista reagiu nas redes sociais da VRT: "Nunca me comprometi artisticamente... Só pensaria participar nesse momento, se todos os lucros da canção tivessem sido destinados à caridade: nesse caso, teria deixado de lado os meus princípios, mas isso não aconteceu. Foi uma mera transmissão de televisão" referiu o artista, garantindo que nunca concordou em participar no programa, "Nunca concordei participar nesse tipo de programa. Apenas concordei em participar no Festival Eurovisão, o que irei fazer e dar 200% para o melhor resultado possível na competição. Realmente não tendo a comoção com o programa".

 


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: VRT / Imagem: Google/Vídeo: Eurovision.tv

3 comentários:

  1. Estou 200% de acordo com ele. Eu também sou um pouco assim, não gosto de abdicar dos meus princípios, o que já me causou algumas guerrinhas e, felizmente, ganhei-as todas porque não eram muito relevantes. Nem deixo que sejam.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo00:23

    Enfim. Isto era para unir a Europa e por um capricho nao o fez. Se fosse a Belgica tambem nao os queria como representantes

    ResponderEliminar
  3. Anónimo03:35

    Pois mas o concurso este ano foi cancelado, o que aconteceu ontem é fruto desse acontecimento. É muito triste no meio de 41 países, ser o único que não teve a decência de dar 5 segundos da sua voz para uma música, para um programa que servia para honrar músicas, povos, a união. 0 pontos para a Bélgica que dá pelo nome de Alex Callier

    ResponderEliminar