[ESPECIAL] As canções que ficaram em 2.º lugar na corrida por Roterdão


24 países participantes no Festival Eurovisão 2020 usaram finais nacionais para a escolha das suas canções para o concurso internacional. Recorde connosco todas as canções... que ficaram em 2.º lugar.

Do Festivali i Këngës ao Festival da Canção, a pré-temporada eurovisiva deste ano ficou marcada pela realização de inúmeras finais nacionais, com 24 países a escolherem publicamente a sua canção para o Festival Eurovisão 2020 que teria lugar em Roterdão. Com diversos modelos de votação e formatos de seleção, 24 canções foram escolhidas... mas hoje, o ESCPORTUGAL desafia-o a recordar as canções que ficaram em 2.º lugar nas diversas finais nacionais deste ano.

Acompanhe connosco este rescaldo das 24 finais nacionais de 2020:

Naquela que foi a primeira final nacional da temporada, a escolha da Albânia causou uma das maiores polémicas do ano. Arilena Ara e "Shaj" venceu o Festivali i Këngës 58 com apenas a pontuação máxima de um dos cinco jurados, enquanto a favorita à vitória, Elvana Gjata e "Me Tana", arrecadou 3 pontuações máximas. Contudo, as baixas votações dos 2 jurados albaneses, colocaram a candidatura no 2.º lugar a apenas 3 pontos da proposta vencedora.


Após a escolha interna de 2019, a Arménia voltou a apostar no Depi Evratesil para a escolha dos seus representantes. Doze candidatos disputaram a gala, com Athena Manoukian a vencer com "Chains On You", sendo a favorita do júri internacional e do júri arménio. A votação máxima do público rumou a Vladimir Arzumanyan, vencedor do JESC2010, que terminou em 3.º lugar, com ERNA e "Life Faces" a ocuparem a 2.ª posição da tabela classificativa.


Pelo segundo ano consecutivo, a Austrália escolheu os seus representantes para o Festival Eurovisão 2020 através de uma final nacional, o Eurovision: Australia Decides. Dez canções estiveram na corrida, com Montaigne a vencer a competição com "Don't Break Me", canção que recolheu 107 pontos. A apenas 7 pontos de distância, Casey Donovan e "Proud" alcançaram o segundo lugar, fruto do primeiro lugar no televoto e o terceiro no júri.


Após uma ronda preliminar, a Bielorrússia realizou o habitual Eurofest para a escolha do seus representantes. Doze candidatos estiveram na corrida, com o duo VAL e "Da Vidna" a alcançarem a vitória com o segundo lugar no júri e no televoto. O grupo CHAKRAS e "La-Ley-La", favoritos do público e quinto classificados no júri, ficaram na segunda posição da gala.


Dezasseis candidatos estiveram na corrida para representar a Croácia no Festival Eurovisão 2020, com o DORA 2020 a ser o método de seleção escolhido pela HRT. Damir Kedzo e "Divlji vjetre" venceram a competição, em igualdade pontual com Mia Negovetic e "When It Comes to You". Mia Negovetic foi a favorita do júri, tendo alcançado o segundo lugar no televoto a escassos 260 votos da marca alcançada por Damir, que lhe deu a vitória no concurso.


Devido à pandemia do novo coronavírus, o Dansk Melodi Grand Prix 2020, final nacional da Dinamarca, foi realizado sem público, com dez candidatos na corrida. Ben & Tan com "Yes" venceram a competição com 61% dos votos do público na SuperFinal, enquanto Sander Sanchez e "Screens" ocuparam a 2.ª posição com 20% dos votos registados.


Com doze artistas participantes, o EMA 2020 foi usado como processo de seleção da Eslovénia para o Festival Eurovisão 2020. Depois do júri escolher os dois candidatos para a SuperFinal, Ana Soklic e "Voda" adquiriram o passaporte eurovisivo com 53,54% dos votos, deixando Lina Kuduzovic, terceira classificada no JESC2014, no segundo lugar com "Man Like U".


A Estónia voltou a usar o Eesti Laul 2020 como final nacional para o Festival Eurovisão, com 12 candidatos a disputarem a Final do certame. Uku Suviste e "What Love Is" venceram o concurso com 68,2% dos votos na SuperFinal, enquanto Jaagup Tuisk e "Beautiful Lie", vencedores da primeira ronda de votação da Final, terminaram em segundo lugar na ronda final com 16,1% dos votos do público.


Após duas edições restritas a um cantor escolhido internamente, a Finlândia voltou a realizar uma edição do Uuden Musiikin Kilpailu com submissão aberta. Aksel Kankaanranta e "Looking Back" venceu a competição, com a votação máxima do júri e o segundo lugar no televoto, enquanto Erika Vikman e "Cicciolina", favoritos à vitória, terminaram em segundo lugar apesar do triunfo na votação popular.


Na Islândia, o Söngvakeppnin 2020 foi o formato usado como final nacional, com todas as canções a serem interpretadas em islandês nas semifinais mas com liberdade linguística na Final. Daði & Gagnamagnið e "Think About Things" venceram a competição com mais de 118 mil votos, deixando Dimma e "Almyrkvi" na segunda posição da SuperFinal com 80 mil votos do público.


Depois da escolha de Eden Alene através do HaKokhav HaBa L'Eurovizion, a KAN realizou uma final nacional para a escolha da canção de Israel para Roterdão. Quatro canções disputaram o HaShir HaBa L'Eurovizion, com "Feker Libi", canção interpretada em inglês, amárico, hebraico e árabe, a vencer o concurso com a pontuação máxima do televoto e o segundo lugar no júri. "Roots", a favorita do  júri, a ocupar a segunda posição do evento.



O Festival di Sanremo voltou a ser escolhido pela emissora de Itália como formato de seleção para o Festival Eurovisão, com os 24 candidatos a manifestarem, previamente, o interesse em representar (ou não) o país em Roterdão. Na Superfinal, Diodato e "Fai Rumore" venceram o concurso com 39,32% dos votos, fruto da vitória na sala de imprensa, do segundo lugar do júri e o terceiro no televoto. Francesco Gabbani, representante italiano em 2017, ficou em 2.º lugar no concurso com "Viceversa", tendo sido o candidato mais votado pelo júri e pelo televoto e o segundo classificado na sala de imprensa.


Com uma versão reduzida do Supernova, a Letónia escolheu os seus representantes para o Festival Eurovisão 2020 numa gala com nove candidatos e com votação exclusiva do público. Samanta Tina e "Still Breathing", canção composta por Aminata, venceu o certame com a votação máxima do voto online e o segundo lugar no televoto. Por sua vez, Katrina Dimanta, representante do país em 2014, ficou em segundo lugar no concurso com "Heart Beats", a canção favorita do televoto e segunda classificada no voto online.


A Lituânia renomeou a sua final nacional para o Festival Eurovisão 2020 para Pabandom iš naujo! com oito candidatos a disputarem a Grande Final do formato. O grupo The Roop e "One Fire" venceu a final nacional com a votação máxima do público e do júri, alcançando uma marca histórica no televoto com mais de 50 mil votos. Moniqué e "Make Me Human" seguiram-se na classificação, com o segundo lugar na votação do júri e do público.



Após uma ronda preliminar com audições, 20 candidatos foram apurados para a Final do O Melodie Pentru Europa 2020, formato de seleção da Moldávia para o Festival Eurovisão 2020. Natalia Gordienko, representante do país em 2006, venceu a final nacional com "Prison", arrecadando a votação máxima do público e do júri. Em segundo lugar ficou Pasha Parfeny, representante do país em 2012, com "My Wine", sendo o segundo classificado nas duas vertentes da votação.



Para assinalar o 60.º aniversário da estreia no concurso, a Noruega realizou o Melodi Grand Prix 2020 com uma série de semifinais, algo que não acontecia desde 2014, com o voto online a escolher os diversos apurados. Depois de três rondas de votação, Ulrikke Brandstorp e "Attention" venceram o concurso com 50,72% dos votos, com Kristin Husoy e "Pray for Me" a ocuparem a segunda posição a cerca de 5 mil votos do triunfo.


Com três semifinais com covers de várias temáticas, o Szansa na Sukces - Eurowizja 2020 foi escolhido como formato de seleção da Polónia para Roterdão depois de ter sido usado na versão infantil do concurso. Alicja Szemplińska e "Empires" venceu o formato, com a votação máxima do público e do júri, com Albert Cerny, representante checo em Telavive, e "Lucy" a acabarem na segunda posição, fruto do segundo lugar nas duas vertentes de votação.


A cidade de Elvas recebeu a Grande Final do Festival da Canção 2020 com 8 candidatos na corrida para representar Portugal no Festival Eurovisão 2020. Elisa e "Medo de Sentir" conquistaram a vitória, com o 2.º lugar nas preferências no televoto e no júri, enquanto Bárbara Tinoco e "Passe Partout" ocuparam o segundo lugar na tabela classificativa, fruto do 1.º lugar no televoto e o 5.º no júri regional.


Apesar dos planos iniciais de uma gala televisionada, a República Checa voltou a escolher os seus representantes através do formato online Eurovision Song CZ. Sete candidatos estiveram na corrida, com Benny Cristo e "Kemama" a vencerem com a votação máxima do televoto e o segundo lugar no júri. Elis Mraz feat. Čis T e "Wanna Be Like" ficaram em segundo lugar, fruto do 2.º do televoto e do 3.º no júri, enquanto Barbora Mochowa ficou em terceiro lugar, depois de vencer a votação do júri... e do último lugar no televoto.


Após a escolha interna de Roxen, a emissora estatal da Roménia realizou o Selecția Națională 2020 para a escolha da canção para Roterdão. "Alcohol You" venceu o concurso com a pontuação máxima do júri e do televoto, enquanto "Storm" terminou em segundo lugar na classificação final, fruto do segundo lugar nas duas vertentes da votação.


Nove anos depois de ter representado o país em Dusseldörf, Senhit foi escolhida internamente para representar São Marino no Festival Eurovisão de 2020. Com uma votação online durante dois dias, os internautas escolheram "Freaky!" para representar o país em Roterdão, enquanto "Obsessed" ficou no segundo lugar da votação com 48,4% dos votos registados.



Pelo terceiro ano consecutivo, a Sérvia escolheu os seus representantes para o Festival Eurovisão 2020 através do Beovizija. As Hurricane e "Hasta La Vista" confirmaram o favoritismo, vencendo o concurso com a pontuação máxima do júri e do público, enquanto Naiva e "Baš, baš" terminaram no segundo lugar, fruto do terceiro lugar no júri e o quarto no televoto.


Seguindo os moldes dos anos anteriores, a Suécia usou o Melodifestivalen 2020 como formato de seleção para o Festival Eurovisão 2020 com 12 candidatos apurados para a Grande Final, após quatro semifinais e uma gala de apuramento. The Mamas e "Move" venceram a competição, numa das votações mais renhidas de sempre, superando Dotter e "Bulletproof" por apenas 1 ponto: as duas candidatas terminaram empatadas na votação do júri, com o público sueco, cujos votos são ponderados por idades dos votantes e televoto, a decidir a votação com apenas 1 ponto de diferença.


A Ucrânia voltou a organizar o Vidbir para a escolha dos seus representantes em Roterdão, seguindo o modelo dos anos anteriores. Go_A e "Solovey" venceram o certame com a pontuação máxima do júri e do público, com Khayat e "Call For Love" a ficarem em segundo lugar na classificação, fruto do 3.º lugar do júri e o 2.º no televoto.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

1 comentário:

  1. Anónimo11:42

    A Albânia, a Islândia, a Moldávia e Portugal deram um grande tiro no pé!

    ResponderEliminar