[VÍDEO] Suíça: Gjon's Tears interpreta "Répondez-moi" pela primeira vez ao vivo


O cantor suíço Gjon's Tears interpretou, pela primeira vez ao vivo, a canção que defenderá no Festival Eurovisão 2020, "Répondez-moi".

Depois de ter sido apresentado como representante da Suíça em Roterdão, o cantor Gjon's Tears interpretou, pela primeira vez ao vivo, a canção que defenderá no Festival Eurovisão 2020. A atuação de "Répondez-moi" aconteceu no concerto de ontem, 13 de março, no Nouveau Monde.




Vencedora da primeira edição do certame, a Suíça participou por 58 ocasiões no Festival da Eurovisão, contabilizando duas vitórias (1956 e 1988). Fora da Final desde 2014, Luca Hänni e "She Got Me" conquistaram, em Telavive, o melhor resultado do país desde 1993, terminando em 4.º lugar com 364 pontos, com 6 pontos de Portugal (1 do júri e 5 do televoto).


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte, Imagem e Vídeos: Eurovision.tv

13 comentários:

  1. Anónimo14:54

    Odiei os arranjos desta versão(faz lembrar o revamp da Kemama que deu cabo da música) mas o Gjon esteve fantástico, perfeito em termoa vocais.
    A Suíça certamente vai ter um excelente resultado este ano e eu vou apoiar para que isso aconteça!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo02:11

      É um concerto ao vivo com musicos a tocar em palco sem pré-gravações. Um aspeto musical que a Eurovisão de hoje não poderá compreender. O backing track pré-gravado terás em grande abundância na semana da Eurovisão, na qual o unico elemento ao vivo será a voz dele e porque é obrigatório.

      Eliminar
  2. Anónimo15:05

    grande interpretação, pensei que ele nao ia conseguir aquelas notas ao vivo!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:17

    Isto vai ser top dos júris na semifinal provavelmente!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo17:34

    Eu discordo. Acho que esta pessimo ao vivo, mas vamos ver

    ResponderEliminar
  5. Anónimo17:47

    Chega com alguma dificuldade aos agudos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo02:15

      O objetivo não é recriar a versao estudio nota a nota ... num concerto desta natureza ele faz o quer com a voz ... Mas cm sempre há um gosto sádico quase delicioso para muitos quererer procurar defeitos em tudo.

      Eliminar
  6. Anónimo20:17

    O que voces queriam era outro Despasito c outro miudo quase semi nu a dancar mais do q cantar ...

    ResponderEliminar
  7. Finalmente houve uma canção do festival na rádio. A Elisa.
    Penso que é a versão de estúdio original. Eu gosto da canção gosto da letra e a terra música e da melodia.
    Gostei muito de ouvir.
    Se ela cantasse assim no dia do juízo e com bom staging talvezzzzz se safasse.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:51

      pois, mas ela ao vivo é muito fraquinha e não eleva a musica em si...fica sempre a sensação de que falta algo, não chegou lá!

      Eliminar
    2. Anónimo23:17

      Acho que lhe falta experiência, ela têm uma voz muito doce que se adequa mais a esta canção que a voz da Marta, mas ainda têm um longo caminho que percorrer para tornar-se realmente numa boa intérprete, a gesticulação excessiva prova disso e distraí o espectador da letra da música.
      A Cláudia Pascoal também gesticolou desnecessariamente no festival da canção, mas corrigir isso para a esc, espero que o mesmo aconteça, mas a Elisa também precisa de transmitir a emoção do que está a cantar para quem não percebe inglês algo que o Gjon, por exemplo, consegue fazer quase na perfeição

      Eliminar
    3. JamesP03:58

      A Cláudia Pascoal é uma interprete muito superior à Elisa, muito mais carismática e sabe cativar. Elisa pode melhorar bastante, mas não acredito na final para aquela musica.

      Eliminar
    4. Veremos se 'elas' escutarão estás reflexões.
      Obrigado

      Eliminar