[Olhares sobre o FC2020] "Agora" e "Movimento"


"Agora" e "Movimento" foram as últimas canções da semifinal 1 a serem analisada pelo Olhares sobre o Festival da Canção 2020. Haverá novo líder na votação?

Mais uma vez, as canções do Festival da Canção serão analisadas e comentadas por um painel de colaboradores do ESCPORTUGAL. A ordem seguida será a de atuação nas semifinais do concurso, sendo que os comentadores atribuem também uma pontuação a cada canção, de 1 a 12 pontos, permitindo assim classificá-las da mais para a menos votada.

"Agora" dos JJaZZ não foi além dos 21 pontos e entrou diretamente para o último lugar da votação, enquanto "Movimento", dos Throes+The Shine, arrecadou 75 pontos e ocupa a terceira posição da tabela.

Para ler os comentários basta clicar no seu respetivo título. Convidámos também os nossos leitores a deixarem as suas apreciações na caixa de comentários.

Classificação Geral Provisória:

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte e Imagem: ESCPortugal

9 comentários:

  1. Movimento: Não passaram os Mechanism mas passou esta monstruosidade.Isto não tem nada a ver com um festival da canção e só está a desvirtuá-lo ainda mais. Como foi possível admitir esta fantasia carnavalesca no FC e pior ainda ajudar a que passasse à final.Temos mesmo que estar preparados para tudo não é só para o coronavírus.Pontuação: 0 pontos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo02:55

      "Movimento" está a desvirtuar o festival da canção e por isso dás 0 mas a "Rebellion", uma música totalmente em inglês(!) e que poderia ter destruído o nosso record de participações consecutivas com músicas cantadas em português, dás um 12...
      Não compreendo a tua lógica

      Eliminar
    2. Anónimo12:10

      Sim, porque o importante é mesmo manter o record de participações com músicas cantadas em português... então assim se hipoteticamente houvesse uma final com imensas canções em ingles preferias que fosse a portuguesa só por ser na nossa língua, mesmo que fosse super fraquinha, é isso? E olha que antes que me critiques, eu até sou mt patriota e quem me conhece sabe disso, tal como sabe que a minha tendência é para vibrar logo com musicas festivaleiras relacionadas com mar etc etc

      Eliminar
    3. Anónimo15:18

      @12:10 Por acaso não estava a falar a sério, acho que quem anda realmente a desvirtuar o festival são artistas como a Capicua e o Frankie Chavez que em vez de defenderem o seu estilo musical vergan-se à ideia pré-concebida do que é o fdc e o que deve representar Portugal(i.e. Desfolhada ou Amar pelos dois), mas continuo sem perceber a opinião do Dan Carv, afinal de contas este ano os Throes não são os únicos artistas com influências africanas, tivemos os Tvorchi no Vidbir(Ucrânia), há o Benny Christo(Rep Checa) e a Eden(Israel)

      Eliminar
    4. E para o ano se calhar vai o Pelé.

      Eliminar
    5. O meu comentário não tem nada a ver com origens.

      Eliminar
    6. Anónimo17:12

      @Dan Carv Dizes que o teu comentário não têm a ver com origens, mas mandas a boca de que "para o ano secalhar vai o Pelé"(?)

      Eliminar
    7. Não é indirecta nenhuma, é só para brincar com os nomes aventados que não me dizem nada.

      Eliminar
  2. Agora: Agora ou nunca. Acho que nunca, nunca devia ter aparecido ali na rodela.Uma música a condizer muito bem com a indumentária, para ser mesmo igual ainda lhe faltam as guarnições mas a matéria-prima é de plástico. Pontuação: 2 pontos.

    ResponderEliminar