[DIRETO] Acompanhe connosco a 1.ª semifinal do Festival da Canção 2020

Boa noite! Seja bem-vindo à primeira noite de Festival da Canção de 2020. Fique desse lado e acompanhe connosco tudo o que passa no Estúdio 1 da RTP onde tem lugar o evento.



20:40 - Boa noite! Está tudo a postos para a 1.ª semifinal do Festival da Canção 2020. Oito canções sobem ao palco esta noite mas apenas quatro conseguirão o apuramento para a grande final do concurso. A semifinal tem início marcado sensivelmente para daqui a uma hora.

20:50 - As oito canções estarão a votação do público e do júri de sala. As quatro mais votadas, que serão anunciadas aleatoriamente, passam para a Grande Final.

21:10 -  Anabela e Conan Osíris, representantes de Portugal no Festival Eurovisão de 1993 e 2019, respetivamente, integram o painel, juntamente com os compositores Capicua, Héber Marques e Miguel Ângelo, participantes nas últimas edições do concurso. A locutora Isilda Sanches e o crítico Rui Miguel Abreu ocupam também um lugar no júri das semifinais.

21:50 - Começa a primeira semifinal do Festival da Canção e hoje serão escolhidos os primeiros quatro finalistas. Prognósticos?

21:53 - Inês Lopes Gonçalves apresenta-nos a Green Room, onde vão estar todos os participantes em espírito de grande camaradagem!

22:58 - Começa o desfile de canções e os Meera são os anfitriões. Uma atuação dinâmica e esperada, com a vocalista a dar uns toques na bateria, sem dúvida o seu forte!



22:02 - Seguimos com Filipe Sambado que vem para se fazer ver! A atuação em palco parece ter sido pensada ao pormenor... Estaremos perante um dos finalistas desta noite? A ver vamos...



22:07 - "O Dia de Amanhã" é a canção que se segue, numa performance elegante e clássica. Uma boa aposta para a canção.



22:11 - O postcard de Bárbara Tinoco com Tiago Nacarato foi gravado em Marvão. Segue-se a favorita "Passe-Partout", numa performance que contou com a presença do compositor em palco e ainda um corpo de dança.



22:16 - A primeira conversa após a atuação foi com os Meera, que se mostram orgulhosos da sua atuação e felizes por fazerem parte desta festa da canção. Filipe Sambado também faz uma retroespetiva da sua participação no festival e da sua mensagem.



22:24 - Começa a rebelião em palco com os Blasted que apresentam uma performance energética a a interagir com o público presente em estúdio. Sente-se falta de pirotecnia e de algum elemento surpresa.



22:31 - Segue-se Elisa com "Medo de Sentir". Uma performance segura da madeirense e com um staging a combinar perfeitamente com a música. Uma das mais aplaudidas da noite.



22:36 - "Agora" já foi interpretada no palco do Festival da Canção. A aposta em cena destaca-se pelo uso de isntrumentos musicais, como a harpa, mas também de um megafone. Uma tentativa de ser mais memorável.



22:41 - Throes + The Shine são os últimos a subir ao palco e que momento! Cheios de energia e ritmo, este "Movimento" promete ficar na cabeça dos portugueses. Será que serão uma surpresa na classificação final?



22:43 - Nova ligação à green room onde Inês Lopes Gonçalves vai falar com os artistas e compositores das últimas quatro canções desta noite.

22:49 - Primeira recap da noite! Anote os números de telefone e vote nos seus favoritos. O público tem 50% do poder de decisão esta noite.

22:52 - E a seguir à recap é tempo para um intervalo. Até já!

23:02 - Estamos de volta! E é tempo para recordarmos novamente as 8 canções da noite. Já votou nos seus favoritos?

23:05 - Tempo para conhecermos os 7 jurados desta noite.

23:13 - Depois da longa introdução do júri voltámos à green room. Inês Lopes Gonçalves volta a falar com os concorrentes desta semifinal no habitual tom humorístico.

23:17 - Terceira recap da noite.

23:21 - A primeira homenagem prestada nesta 1.ª semifinal do Festival da Canção 2020 será a José Mario Branco. O cantor do Porto faleceu em 2019.

23:26 - Mais uma ligação à green room.

23:29 - E agora mais uma recap. Estamos a aproximar-nos do final das votações. Se ainda não votou esta pode ser a sua última oportunidade.

23:31 - 5...4...3...2...1... encerraram as votações!

23:37 - A palavra é agora do júri que justifica os critérios para a sua escolha e mostram satisfação em geral com o espetáculo de hoje!

23:44 - Após uma breve passagem pela green room a votação está prestes a começar. Nesta edição do festival da canção não será revelada a pontuação individual de cada canção, sendo os finalistas relevados de ordem aleatória.

23:45 - O primeiro finalista é "Passe-partout" de Bárbara Tinoco! Uma apuração esperada. Como segunda finalista temos Elisa e "Medo de Sentir".

23:46 - A terceira canção finalista é Gerbera Amarela do Sul, Filipe Sambado está na final do Festival da Canção!

23:47 - Os últimos finalistas são os Throes + The Shine. Junta-se assim ao lote de finalistas!!!

23:51 - Termina assim a primeira semifinal do Festival da Canção 2020. Contentes com os resultados? Deixe a sua opinião na nossa caixa de comentários.

Um agradecimento a todos os que acompanharam o nosso direto atualizado ao minuto. Até para a semana!


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPortugal / Imagem: RTP

60 comentários:

  1. Anónimo22:00

    Previsões?
    Passam Tinoco, Blasted, Elisa e Throves + the Shine e um dos 3 favoritos vai desiludir com a performance.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:20

      Acertaste em quase tudo... blasted desiludiram

      Eliminar
  2. Nesta - agradável mas fraco

    ResponderEliminar
  3. Anónimo22:04

    Nao sei quanto a vocês mas eu nao gosto muito deste novo conceito de postcards. Visualmente sim mas acho que devia ter alguem a falar sobre os concorrentes. Eles mesmos ate acho que fazia sentido. Isto resulta no ESC porque tem alguem a comentar. Mas o que voces acham?

    ResponderEliminar
  4. Anónimo22:05

    O staging do Filipe Sambado está brutal!

    ResponderEliminar
  5. Sambado - Com originalidadecmas não aprecio. E não queremos outro barbara dex

    ResponderEliminar
  6. Anónimo22:08

    Os Meera desiludiram um bocado vocalmente e a vocalista parecia que nao sabia o que fazer em palco

    ResponderEliminar
  7. Anónimo22:09

    O Filipe Sambado tem uma apresentaçao muito boa mas paarece me demasiada tentativa de imitar o Conan

    ResponderEliminar
  8. Anónimo22:09

    O Ian Muzik é pena a musica ser tao secante porque esta bem apresentada e vocalmente perfeita

    ResponderEliminar
  9. Bárbara - muito bem, bonito e muito bem interpretado

    ResponderEliminar
  10. Anónimo22:16

    Honestamente fiquei desiludido com a Barbara Tinoco. O inicio esta bom mas depois a apresentacao torna se demasiado banal e antiquada com os bailarinos. E a Barbara nao consegue travalhar bem com as camaras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:50

      Acho que é mais culpa das câmaras.

      Eliminar
  11. Anónimo22:16

    Não gosto de nenhum . Tudo seca

    ResponderEliminar
  12. Anónimo22:19

    A Bárbara foi a melhoe até agora!!! Lindo!

    ResponderEliminar
  13. Anónimo22:23

    A Bárbara esteve bastante bem mas precisa melhorar a presença em palco. Há muitos momentos em que ela parece não saber o que fazer então fica muito parada. No geral gostei do conceito mas precisa de ser mais trabalhado.

    ResponderEliminar
  14. Blasted - as vozes parecem com pouco volume,no geral.
    Esperava um pouco diferente e melhor. Não gosto da idumentaria.
    Gosto muito da música.

    ResponderEliminar
  15. Elisa - muito espressiva e bela música.
    Coro não sei bem.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo22:32

    Os Blasted mesmo nao tendo pirotecnia esta uma boa apresentação mas vocalmente deicou a desejar

    ResponderEliminar
  17. Anónimo22:32

    A Elisa apesar do defice vical em algumas partes teve a melhor na minha apresentacao

    ResponderEliminar
  18. Blasted e um azeite, horrivel! QUe vergonha se levamos esta cancao ...

    ResponderEliminar
  19. Anónimo22:35

    Estas apresentações estão ao nível de um natal dos hospitais. A realização está péssima. Mil planos gerais que não acrescentam nada. Tudo muito básico. Se esta é a melhor semi final nem é preciso ver a segunda. Nem cometemos o humor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:48

      Discordo. Acho que em termos de apresentação e dos melhores anos de sempre da RTP. Os LEDS estao impecaveis. So acho que as luzes estao em exagero

      Eliminar
    2. Anónimo00:22

      Os leds péssimos.

      Eliminar
  20. Anónimo22:35

    Meera=seca
    Filipe=carnaval
    Ian=não aquece nem arrefece
    Barbara=a melhor até agora
    Blasted=gostei mas falta algo
    Elisa=não percebo o favoritismo

    ResponderEliminar
  21. Anónimo22:36

    Este ano o festival está horrível . Parece um bando de amadores creddooooo

    ResponderEliminar
  22. Anónimo22:37

    Musica 7 sem duvida a pior e mais patetica

    ResponderEliminar
  23. Movimento - não aprecio muito está musica mas foi a que mais me surpreendeu pela positiva.

    ResponderEliminar
  24. Isto está ao nível de um programa da tarde ou mesmo de um natal dos hospitais. Apresentações básicas que não acrescentam nada. Os planos gerais são em demasia e péssimos. A Bárbara estava perdida no meio daquela dança datada, os blasted tentaram ter presença e ficaram por aí, o sambando foi uma surpresa, a Elisa até foi bem mas comparando esta prestação com a moça da Noruega não tem hipótese, movimento teve uma boa prestação. O resto adios. Se a primeira semi está assim nem vale a pena ver a segunda. Poupem-nos dessas tentativas de humor

    ResponderEliminar
  25. Não fiquei muito satisfeito no geral.
    Até tenho medo da segunda semi final.

    ResponderEliminar
  26. Anónimo22:47

    Ou seja, vamos ter que esperar que os novatos do concurso do público salvem o festival. Vai “Cegueira”!!

    ResponderEliminar
  27. Anónimo22:48

    A melhor nesta semi-final para mim foi a Bárbara.
    Elisa desiludio-me

    ResponderEliminar
  28. Throes +The Shine vão ganhar o festival!!!! A única música de jeito que podemos levar à eurovisao! Os Blasted , a nível vocal deixaram muito a desejar.. A Barbara e a Elisa , musicas agradáveis, mas ficamos na semifinal na eurovisao ........

    ResponderEliminar
  29. Anónimo22:49

    Ok, a RTP está muito aquém. Trocaram as Elisas...

    ResponderEliminar
  30. Anónimo22:54

    Eu acho que temos de esperar. No últimos anos as semifinais foram também uma miséria e as canções cresceram bastante na final, com boas coreografias e interpretações cénicas. Tenham fé!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:06

      É o que me dá alento. Portugal é um dos parentes pobres da Eurovisão. Não existe nenhum esforço cénico, não um fogo, não há uma ventoinha, enfim... As atuações do The Voice, que não servem para representar o país, têm atuações que dão 10-0 a todas as atuações do festival (não só este, como todos eles)

      Eliminar
  31. Anónimo22:59

    No geral pareciam todos amadores. A Bárbara Tinoco andava ali perdida, nem olhava para a câmara. Os Blasted desiludiram-me, vocalmente fracos, faltou mais energia. Também não gostei das roupas. A Elisa foi a melhorzinha, mas não me entusiasmou. Para quem disse há dias que estavam a preparar uma atuação especial, não se viu nada.
    Ou esta gente se está a guardar para a final e brilhar num palco maior, ou então estamos tramados. Vamos ser bottom 5 da semifinal do ESC quase de certeza.
    Esta gente não vê a Eurovisão, só pode. Se fossem minimamente inteligentes, essas três músicas tinham tudo para brilhar em palco. Foi tudo muito amador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:12

      Acho que pôs o dedo na ferida. As musicas até têm potencial, mas as atuações deixam MUITO a desejar. As três favoritas estiveram mal, é escusado dizer que não. A Bárbara foi secante, os Blasted estiveram mal vocalmente e a Elisa, para quem tinha uma atuação nunca antes vista, apresentou aquilo que se viu. Caso passem, é imperativo que melhorem bastante a atuação da final, mudem tudo (caso da Elisa) e quem for a Roterdão, que rentabilize o pouco tempo que terá, em construir uma boa performance. Dúbio e Jimmy P, não desiludam para a semana, por favor!!

      Eliminar
    2. Faço das suas as minhas palavras

      Eliminar
  32. Anónimo22:59

    Epá tanta insatisfação e queixume. Querem regressar ao tempo das Non Stop, Sabrinas e afins? A RTP está esforçar-se mais no staging e algumas das canções até têm potencialidade. Vamos aguardar pela final

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é insatisafaçao.... Só acho que as nossas finais do festival estão a anos de luz de distância da maioria das finais de grande parte dos países que participam na eurovisao... Não só a nível de stage, com tb de cantores.....

      Eliminar
    2. Anónimo00:10

      Hoje vi o Vidbir onde também vocalmente houve muitas deceções, mas pelo menos visualmente se safavam, aqui nem isso...

      Eliminar
    3. Anónimo02:01

      De facto, as nossas atuações ficam muito atrás de países como a Albânia, a Moldávia, a Lituânia - todos eles, supostamente, mais pobres do que Portugal. O design e os apresentadores da RTP são melhores, mas as performances em palco revelam uma falta de investimento muito grande.

      Eliminar
  33. Para mim Bárbara foi a melhor gostei muito.

    ResponderEliminar
  34. Anónimo23:04

    A minha família preferiu ver "A máscara" porque o festival era uma chateza... E de facto, uma seca!

    A estrutura do concurso não tem nenhuma originalidade e nada capta o telespectador. Nem parece um concurso. Televisões de países mais pequenos que Portugal põem mais movimento apelativo do que a nossa tv. Charme nenhum. E continuam com a lenga-lenga de ressuscitar o festival que continua morto...

    As canções foram uma seca, cantadas ora por amadores sem voz, ora por profissionais sem impacto. O que eu acho estranho é que os amantes incondicionais de música anglo-saxónica que pulula nas rádios comerciais derretem com este festival...

    Salvou-se a Bárbara Tinoco mas com uma prestação que tem de ser multiplicada por mil em melhorias. O resto...

    Se depois deste concurso ficarmos de novo mal na Eurovisão tudo vai ter de ser mudado na FC, incluindo a equipa que está à frente dele e que o orienta neste estilo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que vale é que podes sempre ir ver a Mascara....

      Eliminar
  35. Anónimo23:07

    Há atuações que até numa festa de finalistas do secundário seriam pobrezinhas. A menina da canção nº7 podia ter cantado em qualquer língua que não se perceberia à mesma o que cantava (?). O intérprete da canção nº 3 parecia apavorado. Ao da canção nº 2, que achou que estava num programa de Carnaval, a certa altura parecia faltar a voz. A da canção nº 6 cantou uma letra sobre o medo (de sentir), mas, pelo excesso de gestos, parecia antes estar a querer meter medo a alguém. O vocalista da nº 5 transformou Rebellion em Rebel John. A da nº 1 parecia estar a ver câmaras pela primeira vez. A da nº 4 pareceu surpreendida quando lhe apareceram os bailarinos (e manteve-se surpreendida). Já o último marimbou-se para as câmaras. Terá havido ensaios?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:00

      O seu resumo assenta que nem uma luva.

      Eliminar
  36. Anónimo23:20

    Sou só eu que acho a Elisa a cara chapada da Demi Lovato?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:55

      Pois, ao fim de tantas horas parece-me que é mesmo o único...

      Eliminar
  37. Anónimo23:25

    Tou muito triste e desiludido com as atuações que vi e analisei hoje.

    ResponderEliminar
  38. Anónimo23:52

    Penso que o júri tramou os Blasted. Não se justifica que não tenham passado apesar de não terem tido a performance mais bem cobseguida de sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:52

      Foi culpa do Júlio Isidro. E talvez também de alguns professores de inglês que estiveram a ver e acharam que Rebelgium era um incentivo a uma rebelião na Bélgica.

      Eliminar
  39. Anónimo23:58

    Pensei que os Blasted passariam... mas também não se perde nada.

    ResponderEliminar
  40. Anónimo00:02

    Acho justo os 4 semi finalistas. Foram as melhores performances e cancoes (para mim). A musica dos blasted tinha um pouco azeite que veio ao d cima na live performance.

    ResponderEliminar
  41. Anónimo00:30

    Achei justo o resultado... blasted era a minha favorita mas na tv não resultou... a interpretação não esteve a 100 por cento, leds péssimos, luzes azuis, sem nada a ver com o resto. Parabéns ao Sambado que soube trazer inovação a este festival.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:53

      Só lhe faltou trazer uma bailarino para ser mais inovador.

      Eliminar