FC2020: Canções do Festival da Canção 2020 superam as 500 mil visualizações


Reveladas ontem aquando da Conferência de Imprensa, as 16 canções do Festival da Canção 2020 superaram as 500 mil visualizações. Saiba quais foram as mais ouvidas no primeiro dia.


Pela segunda vez na história do Festival da Canção, a RTP divulgou, aquando da revelação dos intérpretes do certame, as canções a concurso na edição deste ano. Os lyrics videos foram divulgados na conta oficial do concurso no Youtube, registando mais de 500 mil visualizações até às 22h (hora de Lisboa), segundo valores retirados pelo ESCPORTUGAL.

Bárbara Tinoco e "Passe-Partout" lideram as visualizações, com o vídeo da canção a superar as 80 mil visualizações, sendo seguido pelas canções defendidas pelos Blasted (71 mil) e Elisa (51 mil). Jimmy P, Kady, Dubio feat. +351 e Filipe Sambado seguem-se nas visualizações.

Aceda, de seguida, ao número de visualizações das canções às 22h00 (hora de Lisboa):

Bárbara Tinoco - "Passe-Partout" - 84 833 visualizações (15,89%)
Blasted - "Rebellion" - 71 098 visualizações (13,32%)
Elisa - "Medo de Sentir" - 51 143 visualizações (9,58%)
Jimmy P - "Abensonhado" - 37 188 visualizações (6,96%)
Kady - "Diz Só" - 32 389 visualizações (6,07%)
Dubio feat. +351 - "Cegueira" - 31 150 visualizações (5,83%)
Filipe Sambado - "Gerbera Amarela do Sul" - 27 459 visualizações (5,14%)
Throes + The Shine - "Movimento" - 25 936 visualizações (4,86%)
MEERA - "Copo de Gin" - 25 351 visualizações (4,75%)
Elisa Rodrigues - "Não voltes mais" - 24 520 visualizações (4,59%)
Luiz Caracol e Gus Liberdade - "Dói-me o País" - 21 913 visualizações (4,10%)
JJaZZ - "Agora" - 21 577 visualizações (4,04%)
Tomás Luzia - "Mais Real que o Amor" - 20 203 visualizações (3,78%)
Ian Mucznik - "O Dia de Amanhã" - 19 995 visualizações (3,74%)
Judas - "Cubismo Enviesado" - 19 811 visualizações (3,71%)
Cláudio Frank - "Quero-te Abraçar" - 19 002 visualizações (3,56%)

Total: 533 568 visualizações


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Vídeo: RTP /Imagem: Créditos Pedro Pina | RTP

15 comentários:

  1. Anónimo22:48

    Alguém sabe se, até agora, os valores são melhores ou piores que os do ano passado? Ou apenas estão mais dispersos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11:12

      As visualizações estão mais dispersas, mas os resultados deste ano estão a ser muito melhores que as do ano passado.
      Em 2019 a escportugal registou que após três dias da publicação das músicas no youtube o total de visualizações superava 1 milhão de visualizações e este ano as músicas alcançaram metade desse valor em menos de metade desse tempo

      (http://www.escportugal.pt/2019/01/fc2019-cancoes-do-festival-da-cancao_24.html)

      Também em termos de top nas têndencias este ano é melhor, "Telemóveis" 24h depois de publicada estava no 5º lugar das tendências com mais de 125 mil visualizações e este ano "Passe-Partout" entrou no 3º lugar 24h depois de publicada, senão fosse pela limitação de que apenas um vídeo por canal pode aparecer no top de têndencias certamente que "Rebellion" e "Medo de Sentir" também estariam no top (ou então o top era única e exclusivamente vídeos do Wuant e do Filipe Netto, we'll never know...)

      (http://www.escportugal.pt/2019/01/video-fc2019-cancao-de-conan-osiris-em.html)

      Ganhe quem ganhar a RTP e o Nuno Galopim estão de parabéns, o número mais elevado de visualizações apenas provam que apesar dos resultados na ESC a produção portuguesa e o modelo atual do FDC está a dar os resultados desejados, revitalizar o FDC e a torná-lo novamente um evento relevante em Portugal, tanto para o público como artistas.
      Agora é esperar para ver se também as audiências e sobretudo o número de chamadas de televoto irão subir

      Eliminar
    2. Anónimo12:42

      Então é bom sinal ehehe
      Obrigada pela resposta!

      Eliminar
  2. Anónimo23:08

    Eis a musica que eu acho que devia vencer, cada hora que passa acho mais que "Passe-Partout" é a escolha certa para este ano!!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo23:34

    E em princípio o top 3 vai ser mesmo esse: Bárbara Tinoco, Blasted e Elisa. Falta saber quem tem mais argumentos para ganhar. Vamos ter que aguardar pelas performances ao vivo.
    Os Blasted são uns monstros do palco, sabem galvanizar o público como poucos. Têm carisma para dar e vender. Penso que "Rebellion" é daquelas músicas que pode crescer muito em palco e arrebatar o televoto. Não é uma música para brilhar junto do júri, mas não nos podemos esquecer que o júri da final é mais mente aberta, e por isso tudo é possível. Na Eurovisão, sendo um espetáculo ao vivo, e conhecendo a experiência da banda ao nível do visual e performance, esta música pode resultar muito bem. Há quem compare os Blasted ao Conan, devido á extravagância visual, mas os Blasted têm a vantagem de levar uma música menos estranha para os ouvidos europeus. Tem um som muito Linkin Park.
    A Elisa com "Medo de Sentir" e a Bárbara Tinoco com "Passe-Partout",uma delas deve vencer o voto do júri, depois tudo vai depender da opinião do público. Ambas as músicas têm imenso potencial em palco e vai depender muito da performance de ambas.
    Não conheço a Elisa, mas em vários comentários nos sites internacionais referem que se arrepiaram a ouvir a sua música. Se ela conseguir envolver o público dessa forma na Eurovisão, pode dar um bom resultado a Portugal. Não esquecendo que os júris dão sempre o 1º lugar a uma balada, e para mim, "Medo de Sentir" é bem superior á música da Macedónia que venceu o voto do júri o ano passado.
    A Bárbara Tinoco é muito novinha, é uma revelação no panorama português, estou curiosa para ver de que forma ela vai defender "Passe-Partout". Se for irreverente como o Salvador, pode fazer um brilharete na Eurovisão. Tem uma das músicas mais elogiadas por portugueses e estrangeiros, é uma música bem construída, que concerteza será bem recebida pelos júris. Falta saber se conseguirá cativar como a Zoe da Austria/2016, ou se será uma pãozinho sem sal, como a dinamarquesa do ano passado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:27

      Pois o meu medo é que Bárbara Tinoco nao tenha o carisma nem o staging necessário para elevar a musica, que por si só já tem muito potencial. Acho que se pode destacar bastante em Roterdão, mas como disseste não pode ser um "pão sem sal"...

      Eliminar
  4. Anónimo09:47

    "Passe-Partout" é de longe a melhor musica, e é ja nesta altura a mais visualizada. Confesso que a musica dos Blasted Mechanism foi uma desilusão, estava à espera de algo melhor, mas tem potencial para crescer e sei que eles em palco vão surpreender.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo12:05

    Os Blasted musicalmente nada têm a ver com o Conan, mas após o resultado do ano passado não me estranharia que os portugueses tivessem receio em lhes dar a vitória.
    A versão de estúdio de "Rebellion" têm qualquer coisa em falta, o refrão não têm a força que músicas como "Hatrid Mun Sigra" ou "Viszalt Nyar" têm, mas isso não quer dizer que não teriam um sucesso semelhante ao que Minus One teve em 2016, cujo refrão também não era grande coisa. Tudo vai depender do staging e uma coisa é certa, os Blasted vieram para o fdc para ganhar, representar Portugal em Roterdão e ter um bom resultado é uma oportunidade única de promoverem a sua música por toda a europa e cheira-me que devem ter um novo álbum na calha.

    "Medo de Sentir" acho que, como "Rebellion", pode crescer imenso ao vivo.
    Algumas pessoas a comparam com "O Jardim" e percebo o porquê, mas acho que é melhor, a letra é mais universal e a melodia é mais rica, acho bem possível que seja a favorita dos júris na final e semifinal e a vitória vai depender muito do público, mas não sei até que ponto terá sucesso em Roterdão.
    Por outro lado, se "Passe-Partout" ganhar o fdc e tiver um bom resultado em Roterdão isso só prova que, cantando em portugûes, o importante é ter uma boa melodia e que músicas com uma letra bem melhor como "Medo de Sentir" não funcionam lá fora se a melodia não transmitir a emoção que é transmitida pelas palavras.
    Pessoalmente preferia que ganhassem os Blasted ou a Elisa, mas consigo aceitar que seja a Tinoco a ganhar o fdc, apesar de odiar profundamente a letra (por outro lado a letra de "Passe-Partout" dá-nos boas dicas de como engatar o Nacarato e ele é um pão 🤤)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai sim, é um PÃO sem dúvida

      Eliminar
  6. Anónimo12:21

    Se fosse possivel aos Blasted levar Karkov... o esc para o ano era em Lisboa

    ResponderEliminar
  7. Anónimo13:18

    A esses três, junto as canções dos Throws e do Sambado. Aliás, considero a música dos Throes uma das melhores, e já aparece em primeiro em muitos tops fora do país. Aqui, ainda poucos viram o seu valor.

    ResponderEliminar
  8. A musica dos Blasted, sem sombra de duvida a melhor com uma mensagem poderosa sobre os ataques ao nosso planeta e musicalmente a unica que usou a guitarra portuguesa de uma maneira fabulosa...é de arrepiar

    ResponderEliminar
  9. Rebellion,sem sombra de duvida a melhor musica, não só pelo som que "bate" de imediato, pela mensagem forte contra os ataques ao nosso planeta, e tambem os unicos que usaram a guitarra portuguesa que fez da musica um estrondo...se quisermos ter alguma hipotese de trazer a Eurovisão de novo para Portugal, só os Blasted o conseguirão

    ResponderEliminar
  10. Blasted. Sem dúvida a melhor e mesmo assim... quanto às restantes, mais do mesmo. Não têm alma!

    ResponderEliminar
  11. Blasted. Sem dúvida a melhor e mesmo assim... As restantes são mais do mesmo. Não têm alma!

    ResponderEliminar