Slider

Suécia: Que países vão participar na Eurovisão 2016?

Quantos e quais os países que vão participar no Festival Eurovisão 2016 'é a pergunta para 1.000.000 de dólares'. Respostas certas e exatas ainda ninguém sabe, pois ainda decorre o período de inscrição. Fazemos, neste artigo, uma ronda pela Europa, numa análise pelas decisões já anunciadas, e as que ainda se aguardam...


De acordo com o regulamento do próximo Festival Eurovisão da Canção (ESC2016), o número máximo de países participantes será de 46, com 20 países a competirem em cada uma das duas semifinais. Para além destes, continuarão a participar diretamente na final o país vencedor da edição passada (Suécia) e os Big 5 (Espanha, França, Itália, Alemanha e Reino Unido). Contudo, 46 é o número de países que a UER nunca conseguiu motivar a participar no concurso; historicamente, o número máximo de países participantes foi de 43 e isso ocorreu nas edições de 2008 e 2011.

Considerando as desistências anunciadas, as estreias que serão adiadas e as esperadas desistências, tudo aponta para que serão mais de 40 os países que estarão representados em Estocolmo a 10, 12 e 14 de maio de 2016.

O prazo de inscrição, agendado inicialmente para 15 de setembro, foi adiado para 10 de outubro. Até lá, qualquer estação de televisão pode proceder à inscrição ou até desistir! Após essa data, uma desistência pode ainda ocorrer, mas aí a estação de televisão respetiva já irá sofrer uma penalização financeira. Contudo, pela experiência de anos anteriores, todos sabemos que já foram aprovadas exceções, sempre que a organização pretendeu a inscrição de uma qualquer estação de televisão incumpridora (recorde-se o exemplo da Grécia em 2014).

A lista final de países participantes será anunciada pela UER em finais de dezembro, inícios de janeiro.

Quais os países que já anunciaram a sua participação na Eurovisão 2016?

Alemanha
Arménia
Áustria
Azerbaijão
Bélgica
Bielorrússia
Bósnia e Herzegovina
Bulgária
Chipre
Dinamarca
Eslovénia
Espanha
Estónia
Finlândia
França
Geórgia
Grécia
Holanda
Irlanda
Islândia
Israel
Itália
Letónia
Lituânia
Malta
Noruega
Polónia
Reino Unido
República Checa
Roménia
Suécia
Suíça
Ucrânia

Países que já anunciaram que não irão participar:

Andorra
Luxemburgo
Mónaco
Liechtenstein


Países que ainda não confirmaram, mas tudo indica que não irão participar:

Croácia: A Croácia ainda não efetuou qualquer anúncio quanto à sua participação, ou não, no ESC2016. A última vez que participou na Eurovisão foi em 2013. Certo é que já anunciou a desistência da Eurovisão Júnior, depois do último lugar alcançado na edição passada.

Marrocos:
Não houve qualquer anúncio nesse sentido, mas depois da participação isolada em 1980 e do convite insistente para participar em 2015 a propósito dos 60 anos da Eurovisão mas que não foi aceite, não nos parece que será em 2016 que voltaremos a ver um país africano no concurso.

Eslováquia: A televisão local alega sempre o desinteresse dos eslovacos no concurso. Em 2015, nem o facto da Eurovisão se realizar "ali ao lado" em Viena, fez com que aceitasse o convite. 

Turquia: Logo após o festival de maio passado, a imprensa turca avançou que o país regressará na próxima edição devido a 'melhorias significativas nas razões apontadas para a desistência'. Contudo, nenhuma decisão oficial foi tornada pública. Lembramos que a TRT alegou a sua desistência em 2013 devido a não concordar com os Big5 e com o sistema atual de votação.


Países que ainda não confirmaram, mas tudo indica que irão participar:

Albânia: A emissora estatal albanesa RTSH começou a preparar a 54.ª edição do Festivali i Këngës, certame que desde 2004 é utilizado como final nacional para o Festival da Eurovisão. Este ano nada foi dito se o festival será usado como final nacional para o ESC2016, mas tudo indica que sim.

ARJ Macedónia:
O Skopje Fest deixará de ser o método utilizado pela ARJ da Macedónia para selecionar o seu representante no Eurovision Song Contest. O histórico festival vai voltar a ser organizado (aliás, já está em curso a receção de canções), mas o mau resultado alcançado em Viena poderá definir a desistência do país no ESC2016.

Austrália:
A SBS participou na final de 2015 por convite, com vista a assinalar o 60.º aniversário do Festival Eurovisão. Contudo, uma participação única poderá dar lugar a uma repetição em 2016, tendo em conta as diversas declarações públicas de responsáveis da televisão local. Estamos em crer que a decisão será tomada na reunião do grupo de referência da Eurovisão em breve.

Hungria:
Ainda em fevereiro de 2015, aquando da seleção dos seus candidatos para Viena, os representantes da MTVA mostraram interesse em continuar a usar o A Dal como método de seleção para a Eurovisão. Contudo, ainda não há fumo branco em Budapeste.

Moldávia:
Todos os anos, os problemas financeiros da pequena televisão local fazem temer a desistência do país na Eurovisão.

Montenegro: A televisão local só decide no fim do mês se participa, ou não, no concurso. As razões da sua possível desistência não se prendem com resultados alcançados no concurso, visto que nas duas edições anteriores conseguiu alcançar a final. A estação pública não esquece o facto do voto dos seus jurados ter sido anulado em 2015 (como pode recordar AQUI).

Portugal: A RTP não chegou a oficializar a sua inscrição até 15 de setembro, tendo em conta que o prazo foi alargado pela UER. Neste momento, as equipas técnicas têm já o modelo de Festival da Canção que querem organizar para a Eurovisão 2016, mais aberto e abrangente que aquele que foi desenvolvido em 2015. Falta, contudo, a autorização final da direção e administração da estação. Certo é que a RTP não irá participar na Eurovisão Júnior 2015, depois de ter participado apenas duas vezes em 2006 e 2007 sem grande sucesso classificativo.

Rússia
: Depois do 2.º lugar alcançado no Festival de 2015, a televisão estatal da Rússia ainda  não anunciou publicamente a sua participação no ESC2016, mas tudo aponta que sim. Neste momento, as atenções centram-se na final nacional para o Festival Eurovisão Júnior, que decorrerá no próximo sábado.

São Marino: Anita Simoncini e Michele Perniola representaram o micro-país em Viena, não alcançando a final. Aliás, esse feito apenas foi conseguido uma vez, em 2014, na última das três participações consecutivas de Valentina Monetta. Ainda é uma incógnita saber se iremos contar com a SMRTV em Estocolmo, havendo rumores que anunciam a sua participação, e outros o seu contrário.

Sérvia: A RTS ainda não anunciou a sua participação em Estocolmo, mas tudo indica que sim. Até ao momento, a televisão esteve centrada na decisão quanto ao seu representante para a Eurovisão Júnior, que decorreu precisamente ontem, dia 21.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: GOOGLE
32
( Hide )
  1. Noticias melhores que as que eu esperava em relaçao a Portugal. Parece que ha luz no fundo do tunel!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo21:29

    ahhhhhhh ca nervosssss

    ResponderEliminar
  3. Anónimo21:49

    Excelente se se confirmar que o festival será aberto a todos os interessados e nao apenas por convites

    ResponderEliminar
  4. Rita Martins21:51

    Eu tenho fé que Portugal vai participar. Ha varios paises que faltam confirmar por isso não há que enervar nem stressar :-t

    ResponderEliminar
  5. Anónimo21:53

    Com isto já soubemos muitas coisas:
    - Portugal não vai participar no JESC deste ano, o que já era de esperar;
    - Já está organizado um modelo para o Festival da Canção (deve ser semelhante ao de 2010), mas falta a direção aprovar (vamos ver se o Gonçalo Reis quer o festival, depois dos cortes que têm feito);
    - Afinal a data limite de inscrição é 10 de outubro!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo21:54

    Eu tenho fé!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:15

      ano passado tive fé, e o festival da cançao foi o pior dos ultimos anos...

      Eliminar
  7. Anónimo22:13

    mais aberto? abertura de candidaturas?? seria otimo!

    ResponderEliminar
  8. O alargamento do prazo pode ter sido certamente a salvação de Portugal!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo22:18

    esc portugal se sabem mais de alguma coisa sobre o método de seleçao de Portugal caso participe, por favor digam-nos!!

    ResponderEliminar
  10. Anónimo22:24

    mais abrangente?? que isso significa??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Significa que poderás participar sem ser por convite :)

      Eliminar
    2. Anónimo23:18

      duvido que isso aconteça... está bom demais para uma emissora como a rtp...

      Eliminar
    3. 23:18 - A RTP durante varios anos organizou o FC aberto a todos.Nada de novo,caso assim venha a acontecer....

      Eliminar
  11. Anónimo22:38

    só quero que Portugal participe se a RTP estiver com o pensamento de vencer, e não de ir à final.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo22:57

    Nao quero q a Austrália participe. Nao faz sentido nenhum

    ResponderEliminar
  13. Australia? Nao,obrigado!

    ResponderEliminar
  14. Anónimo23:19

    isto está com bom ar para portugal! mas parece bom demais, conhecendo a rtp como conheço... é melhor nao me iludir muito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:13

      Ja foi muito bom parecer q n iamos participar e afinal tudo indica q vamos... Isso já foi conseguir algo,na minha opinião :) agora é eles continuarem a trabalhar bem de maneira a levarem nos a bom porto.

      Eliminar
  15. ai tantos aziados por aqui.
    australia deve participar sim, pois faz falta ao festival!
    paises como portugal, esses sim, devem se retirar, nao fazem falta nenhuma neste concurso, levam musicas da treta que os estrangeiros até se riem!
    australia conseguiu top5 em um ano! algo que portugal nunca conseguiu em 50.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. só abandonado o Português e apostar no inglês e outra uma coisa que está na minha mente é um Grammys Europeus com as línguas nativas isto sim era o ideal para a europa e não só para Portugal.

      Eliminar
    2. A Australia nao faz FALTA NENHUMA ao ESC. Portugal,bem como todos os outros paises MEMBROS EFECTIVOS/ACTIVOS da EBUER,ESSES SIM FAZEM FALTA.Nesse grupo de paises incluem-se varios do Norte de Africa e Medio Oriente.Atençao: eu gostei da cançao da Australia,mas isso e outra historia!

      Eliminar
    3. Anónimo15:10

      Concordo e confesso q até gostava de ver países como Marrocos Tunísia e etc no esc :)

      Eliminar
  16. Anónimo02:09

    Espero que tentem seleção interna com um dos nossos artistas de sucesso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:15

      Por acaso já ouvi algures q sim e at foram apontados alguns nomes... Mas resta saber se são apenas suposições ou se são de facto certrzas

      Eliminar
  17. Anónimo09:55

    Australia out, Portugal in. Portugal é EUROPEU e pronto.

    ResponderEliminar
  18. Anónimo14:38

    As notícias k eu li em relação a Portugal são mais do que boas, mas como dizem aqui e como todo o povo "quando a esmola é em demasia o pobre desconfia" , mas não sei penso que Portugal este ano vai ter outra postura no esc, agora só resta esperar.

    ResponderEliminar
  19. Anónimo15:09

    Ainda bem que tive uma pontinha de sorte, apesar de ao mesmo tempo não acreditar num FC2016. Penso que o FC já faz parte do nosso país e como tal não podia faltar um novo FC. Bem me parecia que eles (RTP) andavam calados não por n haver,mas sim por estarem a preparar as coisas em silêncio. Diz se que quem cala consente e confirma.se. ;) e afinal tb fzia sentido oo esc Portugal não responder aos nossos comentários qd pediamos para contactarem... Há coisas q n se podem passar logo para fora :) eu tinha razão qd cheguei a comentar isso no suposto prazo limite. E spero q agora venha aí um grande FC, e que seja mesmo excelente o artista a representar. Força Portugal!!!!!

    ResponderEliminar
  20. Anónimo15:16

    Se a Austrália participar, será injusto p/ os outros países e entao sendo assim será melhor começar se a pensar numa mundovisao mas isto já requer muito boa organização para não gerar cobfusoes

    ResponderEliminar
  21. Anónimo16:03

    Fez-se luz? (h)

    ResponderEliminar
  22. Anónimo20:19

    de que servem mudar o festival se vao continuar a fazer ele à ultima da hora? já há paises a escolherem representantes, já nos, la para fevereiro é que saberemos alguma coisa.

    ResponderEliminar
  23. Haverá uma réstia de esperança de ouvir um "Sim, vamos à Suécia"?

    ResponderEliminar

Ideas

both, mystorymag

A NÃO PERDER...

TOP
© Todos os direitos reservados
Criado por templatezoo Personalizado por ESC Portugal - PG, 2022.