Slider

Áustria: Russos, bielorrussos e ucranianos assinam petição contra Conchita Wurst


Tal como já foi noticiado, a estação austríaca escolheu internamente Conchita Wurst para a representar em Copenhaga no próximo mês de maio. Depois dos protestos internos (ler notícia AQUI), um grupo russo denominado the All-Russian Parent Meeting criou uma petição contra a escolha da ORF, que conta já com mais de 15 mil assinaturas vindas também da Bielorrússia e da Ucrânia, petição esta dirigida ao Ministério russo das Comunicações, com o objetivo de impedir a transmissão do certame no país. 

Junto da mesma pode ler-se: "A Áustria será representada no ESC2014 pelo concorrente travesti Conchita Wurst, que assume um estilo de vida condenável no ponto de vista dos russos. As nossas crianças estão a assistir ao um evento internacional que impulsiona os ideais liberais europeus. A Rússia é um dos únicos países da Europa que conseguiu manter os valores normais e saudáveis ​​da família com base no amor e no apoio mútuo entre homens e mulheres. É por tudo isto que nos apresentamos contra a transmissão do ESC2014 na Rússia..."

O responsável pelo grupo criador da petição, German Avdyushkin, acrescenta: "A Eurovisão está a ultrapassar os limites. Transmitir esta pessoa na nossa televisão nacional, vai contra a Constituição da Federação  Russa, segundo a qual as nossas crianças devem ser protegidas contra pessoas de orientação sexual não tradicional".


Esta e outras notícias também no nosso Facebook. Visite já!
Fonte/Imagem: escxtra
28
( Hide )
  1. Anónimo16:21

    Mas o que é que essa gentinha de Leste tem a ver com a escolha dos outros Países, nomeadamente a da Àustria?
    Eu tambem não gosto da Paneleira do Dima Bilan da Russia, e tive de levar com ele 2 vezes....

    ResponderEliminar
  2. Anónimo16:26

    E a Verka Serduchka da Ucrania era o Quê? Um ideal de familia? Quem é que esta gente pensa que é?
    Alem de mais a maior parte de Orientação sexual não tradicional, vem dos países de leste, inclusive na produção de filmes para Adultos! Quem é esta gente para falar de Tradicional? E de que os outros escolham para os representar?

    ResponderEliminar
  3. Anónimo16:38

    O mundo a voltar atrás... Mentalidades tacanhas... Quem não quiser ver que mude de canal... E logo a Russia que ganhou à pala de uma bicha...

    ResponderEliminar
  4. Anónimo16:47

    A sério por amor de seus estamos em pleno século 21....

    ResponderEliminar
  5. Anónimo16:48

    Também não gosto muito do tipo de música da conchita wurst, mas sinceramente essa gente não deve ter nada com que se ocupar, nem com que se preocupar. Com tanta coisa útil e boa que se pode fazer para ajudar o mundo e quem precisa. Que petição mais sem sentido.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo16:53

    É mesmo uma besteira essa petição. Sim concordo com o anónimo, o Dina Bilan não podia ser mais gay, não que isso seja mau, até pelo contrário, mas foi um gay meio menina.... E concordo também com o outro anónimo, é só procurar e lá vem os filmes todos russos em que aqueles gajos fazem as coisas mais inamagináveis uns com os outros.

    Tenham vergonha na cara, a Russos e compahia, e metam-se na sua vida.

    ResponderEliminar
  7. Cerca de 88% dos russos apoiam a proibição à propaganda de homossexualidade quer queiramos ou não eles ainda são um povo super conservador (lamentavelmente) como na maioria dos países de leste, no entanto não lhes dão o direito de criticar escolhas que em países liberais como no caso da Áustria são perfeitamente normais na sua maioria quando em edições anteriores já aconteceu casos semelhantes e curiosamente vindos de países de leste. Mentalidades recíprocas!!!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo17:34

    Lol isto tinha de vir dos russos! Pode ser que desistam e sejam penalizados! Já não posso aturar a Rússia!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo18:32

    Muito mal Rússia, muito mal Bielorrússia e Ucrânia!!! Curiosamente os 3 únicos países que fazem parte da União Aduaneira chefiada pelo Putin (Rússia)....tanto a Bielorrússia como a Ucrânia são uns autênticos "paus mandados" da Rússia. Que mentalidades...

    ResponderEliminar
  10. Anónimo20:05

    Puff gentinha com falta do que fazer...0 pontinhos para a Rússia é o que eles estão a precisar.E as crianças tambem ñ são obrigadas a ver retirem-nas da sala qd for a vez da Austria actuar se isso os incomoda tanto pq sinceramente sabem lá os pais se eles já ñ viram coisas piores sem eles saberem LOOL.

    Tão tradicionais,tão perfeitos...todos uns anjinhos não acha duvida.
    Já nem posso ouvir tanta lamuria( e ainda influenciam a Belarus e a Ucrania)enfim isto nem merece mais comentários.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo20:54

    acho muito bem
    participaçoes destas so degrinem o esc
    a dana pelo menos agora é uma mulher.. isto é o quê?

    ResponderEliminar
  12. Nuno21:03

    Rússia, Ucrânia e Bielorússia fora do Festival.

    ResponderEliminar
  13. Anónimo21:53

    ó anónimo das 20:54: boooo! xô! xô! Vai pró Irão!

    ResponderEliminar
  14. Anónimo22:04

    tudo bem ser transexual mas ela tem que ter barba?

    ResponderEliminar
  15. Anónimo00:23

    As pessoas de certeza que nao sabem o significado de transgender...Dá me pena viver num mundo onde TUDO TÊM DE HAVER ROTULOS.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo09:51

    Toda esta publicidade só favorece o artista e vai levar a que muitos gays votem nele no ESC, mesmo que não gostem da canção.

    ResponderEliminar
  17. Shevek12:12

    A petição é hipócrita como todo este género de movimentos tende a ser. Que não deixem os filhos ver o ESC, se acham que a Conchita é ofensiva.

    P.S. - referir-se ao Dima Bilan como 'a Paneleira' é também ofensivo, ainda por cima anonimamente. Tem vergonha, anónimo algures em cima.

    ResponderEliminar
  18. Dizem os especialistas em Marketing que não existe má publicidade: "Toda a publicidade é boa publicidade!"

    Ou seja, estas notícias são boa publicidade até mesmo mais para a Rússia, para a Ucrânia e para a Bielorrússia do que propriamente para a Áustria.

    ResponderEliminar
  19. Anónimo14:01

    Fui eu que chamei de paneleira ao Dima Bilam, peço desculpa ao Shvek que se sentiu ofendido, por eu não ter assinado, já tu assinas com Shevek (Fico muito mais esclarecido , lol , tu não és anónimo lol ) tem tu vergonha, por seres tão picuinhas!


    Assino: João Pedro Martinho

    B.I - 119 508 67

    ResponderEliminar
  20. Anónimo14:07

    Alem do Dima Bilan , ser paneleira a patinadora que atuou mo palco, tbm é uma beca abixanada e segundo consta um icon gay da Russia, mas como já ambos conseguiram medalhas e prémios para a Russia, eles não se importam....

    ResponderEliminar
  21. Anónimo14:22

    This is so interesting .... durante anos muita santa gente que segue religiosamente o festival dizia que os países de leste vieram dar-lhe nova luz e nova vida com as suas musicas (cof cof) ... simultaneamente essa nova era de luz e vida é marcada por um publico maioritariamente gay ... e chegamos a 2014 ... 10 anos depois da espalhafatosa vitoria da Ucrânia (que ate hoje não vou entender ... a minha cadela tb sabe saltar e abanar o pelo ... ) ... e dez anos depois deste passaporte que deu ao bloco soviético a luz verde para irem solidificando o seu status neste concurso ... PAW! vejam agora onde eles querem mexer contra .... todos aqueles que lhes deram esse status ... É ironicamente hilariante ... e ao mesmo tempo um bem feito para todos os que não tiveram 2 palmos de testa para perceber a "mentalidade cultural e social" destes países ... que desde que foram ganhando num ano ou outro ... só trouxeram controvérsias e barulho ...e musica? raramente algo que se possa chamar de música ... Agora entendam-se com eles ... limpem a sujeira deles fruto dos vossos "braços abertos" a quem ainda não merecia tanta atenção ...

    ResponderEliminar
  22. Shevek14:32

    Divirtam-se.

    ResponderEliminar
  23. Anónimo14:46

    olha os tugas a falar, uma nação de incestos... todos em voz alta, mas todos anónimos... já para falar das oportunidades que "Europa deu aos países de Leste" a quanto tempo vocês saltaram dos burros para os carros comprados à crédito?? ))
    Quanto à musica portuguesa, nem vale a pena deixar comentários com os vossos Tony Carreira e por ai fora.... sempre me da vontade de rir também os vossos concursos de música na TV. É só talentos))

    ResponderEliminar
  24. Anónimo09:49

    E tu Tuga das 14.46, não és anónimo???? Como dizia o Joaquim Monchique: Odeio Anónimas Modernas :) !

    Assino : Pedro Miguel Lopes Castanheira

    ResponderEliminar
  25. Anónimo00:27

    Nunca a sauna eurovisiva esteve tão interessante como agora ... as duas grandes forças que caraterizam o que outrora foi um concurso televisivo de musica (repito .... foi) hoje estão em luta uma contra a outra ... queriam festa ...agora aguentem ... deram a coroa a quem ainda tinha muito que gatinhar para chegar a ela ... e agora eles querem manter a coroa a todo o custo ... e evacuar do espaço todos os que lhe deram a coroa. É o que acontece quando se deixa de dar importância a verdadeira essência das coisas ... agora em vez de musica ... temos a comunidade LGBT em guerra com a mentalidade social retrograda e o fachada politica dos países de leste ... Ambos andaram durante os últimos 10 anos a procura desesperadamente de uma plataforma de autopromoção e visibilidade .... e já não se podem ver! Fizeram todos a mesma cama .. agora deitem-se nela!

    ResponderEliminar
  26. Falangistas Rusos, Bielorrusos, Ucranianos, fuera de la UER.

    ResponderEliminar
  27. Anónimo18:21

    O grande problema é o facto do ESC autorizar países que não são democracias particparem num espectáculo que é sobretudo um forum de multiculturalidade, tolerância e democracia, apenas devido ao poderio politico-económico destes países. Um país sem liberdade de expressão, associação, ou mesmo, identidade sexual, saberá entender o espírito do ESC? Dignifica-o? Na Rússia, os homossexuais são vistos como pessoas enfermas, e como tal a "propaganda gay" não pode ser disseminada entre as crianças e jovens. Apesar de ter sido representada pelo Dima Bilan, ou pelas Tatu, que ameaçavam beijar-se em palco. A Ucrânia, apesar de mais liberal, continua a ser altamente homofóbica, e agora com esta recente proximidade à Rússia, que pôs o país num clima de quase guerra civil, piorará mais ainda. Apesar de ter sido representada por um famos travesti, não posso precisar em que ano, e de cada vez levar mais músicas gay. A Bielorrússia auto-intitula-se a "última ditadura da Europa": a homossexualidade é proibida por lei e criminalizada com vários anos de prisão. Nem vou comentar o teor das músicas todos os anos, mas dizer que são completamente gay, só rotularia ainda mais o evento.
    Enquanto o ESC não tiver coragem de expulsar ou penalizar alguns países pela imiscuição e desrespeito pelos valores democráticos do mais velho continente do mundo, ficará condenado a este braço de ferro que nada dignifica o concurso e não deixa prever nada de bom para os próximos anos.

    ResponderEliminar
  28. Há pelo menos um nome que eu já sei que não vou incluir na minha lista do próximo concurso da Eurovisão. Ao mesmo tempo adianto que já tenho em mente o nome de um país preparadíssimo para entrar no meu top 10 e só não lhe atribuo ainda pontos porque desconheço todas as outras futuras concorrentes.

    ResponderEliminar

Ideas

both, mystorymag

A NÃO PERDER...

TOP
© Todos os direitos reservados
Criado por templatezoo Personalizado por ESC Portugal - PG, 2022.