EBU/UER abre candidaturas para a sucessão de Jon Ola Sand


A União Europeia de Radiodifusão abriu, recentemente, o processo de candidaturas para o cargo de Supervisor Executivo do Festival Eurovisão. Jon Ola Sand terminará o seu mandato em maio de 2020.
 

No cargo de Supervisor Executivo do Festival Eurovisão desde 2011, Jon Ola Sand anunciou, recentemente, que abandonará o cargo após a edição do próximo ano. Deste modo, a União Europeia de Radiodifusão abriu, através do seu site oficial, o processo de candidaturas para a ocupação do cargo.

Experiência como profissional de mídia de alto nível, a capacidade de trabalhar em ambiente internacional, o domínio do inglês e, preferencialmente, do francês e mais de oito anos de experiência na área são algumas das qualificações exigidas pela EBU/UER, que realça a necessidade de visitas e reuniões frequentes na sede ao longo do ano e da permanência em Genebra durante quatro semanas antes dos eventos eurovisivos. As inscrições estão abertas até 14 de novembro.

Aceda AQUI a mais pormenores.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Imagem; EBU/UER

9 comentários:

  1. Anónimo20:15

    Candidata-te, Carla Bugalho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:46

      Ela como chefe da delegação portuguesa têm feito um bom trabalho?
      Como produtora da Eurovisão 2018 fez um bom trabalho?
      A meu ver a resposta para ambas a perguntas é não e isso basta para ver que ela não têm qualidade e capacidade para estar à frente da Eurovisão.
      Acrescento também que se há alguém neste momento ligado à eurovisão que têm demonstrado um excelente trabalho como produtor da eurovisão e do melfest é o Christer Björkman, quer gostem ou não, é a verdade.
      Porém outros candidatos existirão, o Jon Ola Sand ganhou o lugar graças à sua carreira anterior e ao trabalho que fez em 2010 aquando a Noruega organizou a eurovisão, certamente existirão bons produtores que produziram a eurovisão no passado (ou a irão produzir em 2020) com um largo currículo e experiência a produzir outros espetáculos na televisão

      Eliminar
    2. Anónimo22:14

      QUAC! 😂🤣😄😆

      Eliminar
    3. Anónimo23:57

      Pois a Carlha Burgalho foi a que logrou que os Irmaos Sobral ganhasem e que RTP pudesse organizar um EUrovisao, isso é mais do que fiz José Poiares, por exemplo. Mas nao acho que Carla Burgalho tenha alguma possibilidade, provavelmente sera Sietse Bakker (nao acho que seja Bjorkman, ele junto com Ola Meizig estao muito ocupados com o projeto American Song Contest)

      Eliminar
  2. Cheira me a Björkman...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo23:54

    Christen Bjorkman... Ha alguma duvida??

    ResponderEliminar
  4. Anónimo13:09

    Deviam escolher um Suéco ou uma Suéca

    ResponderEliminar
  5. Anónimo13:24

    Não vai ser o Björkman, ele vai-se focar agora no American Eurovision Sony Contest.

    ResponderEliminar
  6. O Bjorkman está há altura de assumuir esse cargo, caso ele queira.

    ResponderEliminar