Portugal: RTP revela novidades do Festival da Canção 2020 na próxima semana


A RTP revelou, nas redes sociais, que serão reveladas novidades do Festival da Canção 2020 na próxima semana, confirmando assim a participação de Portugal no Festival Eurovisão do próximo ano.

Depois de Nuno Galopim ter garantido a confirmação de dois compositores para o Festival da Canção de 2020, aquando da apresentação dos compositores da edição de 2019, a RTP confirmou, esta tarde, a realização do evento no próximo ano. A confirmação foi feita através das redes sociais do concurso, avançando que novidades sobre o evento serão reveladas durante a próxima semana.
Até ao momento, 23 países confirmaram provisoriamente a participação no Festival Eurovisão 2020: Albânia, Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Chipre, Dinamarca, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, Geórgia, Holanda, Israel, Lituânia, Noruega, Portugal, Reino Unido, República Checa, São Marino, Sérvia, Suécia e Suíça. Também Bielorrússia, Hungria, Montenegro, Roménia e  Ucrânia revelaram pormenores sobre as finais nacionais, mas não foi confirmada a participação no Festival Eurovisão. Por outro lado, Andorra, Bósnia-Herzegovina, Eslováquia, Luxemburgo e Mónaco estão oficialmente de fora do evento.

Estreante em 1964, Portugal participou em 51 edições do Festival Eurovisão, falhando a presença em 1970, 2000, 2002, 2013 e 2016. Com 42 presenças na Grande Final, o melhor resultado de Portugal no concurso foi alcançado em 2017, com Salvador Sobral a vencer a competição com "Amar Pelos Dois". Em Telavive, Conan Osíris e "Telemóveis" foram os representantes portugueses, falhando o apuramento para a Grande Final ao terminarem em 15.º lugar com 51 pontos, o pior resultado do país nas semifinais desde 2011.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte,Imagem e Vídeo:RTP



27 comentários:

  1. Anónimo18:37

    Podiam abrir inscrições...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo18:42

    Eu acho que não são novidades do ESC mas sim do JESC e que vai ser uma canção sobre a Jenga (tendo en conta a foto)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fosse sobre o jESC, eles não punham a hashtag #festivaldacancao + uma foto referente ao FC do ano passado...

      Eliminar
  3. Anónimo19:07

    Ui,que medo!!!!!!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo20:58

    A RTP nao tem o mínimo jeito para isto. O Salvador foi uma excepção!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:20

      São os compositores que fazem as músicas,não a RTP. A RTP tem feito um bom trabalho nos últimos anos, só precisa de ser mais ambiciosa e inteligente com as nossas atuações e cenários. Espero que o espalhanço deste ano tenha servido de lição, porque mais do que a música foi o staging e o fato que falharam. Tinham um bom produto e não o souberam vender.

      Eliminar
    2. Anónimo14:37

      17:20 Sao os compositores mas quem convida é a RTP. É inocente da sua parte pensar que ao serem mais ambiciosos com as atuaçoes e cenários que as coisas vao mudar. Se a cançao nao presta, nao presta. Ponto. Diversidade nao é so trazerem uns artistas de raça diferente. Se a musica estiver dentro do mesmo genero, nao faz diferença. No caso do Conan foi uma questao de staging, mas o resto das cançoes que tínhamos por lá nao eram nada de mais. Baladinhas, musicas que exigem pouco em termos de cenário pois assim poupam dinheiro. Por isso é que convidam o mesmo tipo de compositores. A RTP tem de perceber que em Portugal faz-se muita boa musica, de todos os estilos, e que ao fecharem as portas a musicos desconhecidos so porque em anos anteriores tivemos maus resultados, estamos a prejudicar-nos. Flor de Lis foram das melhores coisas que levámos e nao foram convidados. Queremos diversidade musical, menos preconceito musical. Basta de elitismos. A Europa quer ver um lado mais pop de Portugal porque o que eles têm em mente neste momento é que somos só melancolia, tristeza...acaba por ser previsivel e nada original. Galopim disse que no FC temos musica que os portugueses ouvem. Será? Se espreitarmos a lista de musicas mais vendidas, rap e pop estão nos primeiros lugares. Encontras uma ou outra baladinha, mas de resto...é tudo bastante alegre e atual.

      Eliminar
  5. Anónimo22:16

    Espero que a novidade seja que Portugal abandona o concurso, já chega de gastar o dinheiro dos contribuintes com esta palhaçada

    ResponderEliminar
  6. Anónimo02:03

    Depois da vergonha que foi a nossa representação deste ano espero que a rtp esteja a trabalhar bem para que não voltemos a repetir

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:50

      Vergonha para si.

      Eliminar
    2. Anónimo01:38

      Não gosta , não veja! Não sabe, não fale!

      Eliminar
    3. Anónimo14:27

      A cançao nao foi uma vergonha, foi a atitude dos artistas e da equipa. Ignoraram completamente o publico, tal como aconteceu em 2018, e deram-se mal. Avisámos constantemente que aquele fato nao servia e que teriam de esmerar-se na apresentaçao. O Conan esteve melhor na final em Portugal.

      Eliminar
    4. Anónimo20:25

      Concordo. Foi das atuações mais vergonhosas, ao lado dos homens da luta.

      Eliminar
  7. Anónimo10:51

    A RTP pelo menos agora trabalha antecipadamente... E o Festival e muito melhor que ha 4 ou 5 anos. Quem vem para aqui comenntar que deviamos desistir e que a RTP nao tem jeito sao aqueles que nao viam o Festival antes do Salvador e que so comecaram a ver em 2017... Apesar de aindda nao estarr no ponto, a RTP te tentado aperfeiçoar o festival aos poucos e os resultados irao aparecer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:08

      Finalmente alguém que se lembre de em Janeiro ainda não se saber nada sobre o Festival e tudo ser em cima do joelho, se os resultados agora são diferentes? Não não são (tirando o Salvador), mas a maioria não sabe o que é ser a chacota da Europa e quando todos já sabiam ou artistas ou como iam escolher nos éramos sempre os últimos

      Eliminar
    2. Anónimo17:32

      Que parvoíce. Vejo o fetival desde 2010. Quem apoia este novo formato são precisamente aqueles que apareceram so por causa do Sobral, aqueles fake fãs que só voltaram a seguir por causa desta mudança. Eu e muitos andamos aqui desde a Vania, desde a Nucha e Luciana abreu. O ''pimba''!!! E digo que era MUITO melhor em anos anteriores. Havia mais trabalho staging, mais criatividade visual, musical...nao havia aquela mania de elitismos e pseudo intelectualismo musical. A RTP está a afundar o FC. O melhor que podia acontecer era ver um artista pop portugues ou ''pimba'' participar noutro país e representar outro país. Garanto-lhe que ficava melhor posicionado que nos.

      Eliminar
  8. Anónimo11:23

    Ainda bem que teremos Portugal, Telemóveis foi uma obra-prima subvalorizada pelos jurados internacionais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:15

      Infelizmente o público também não gostou. Eu continuo a ouvir, mas confesso que o staging me desiludiu.

      Eliminar
    2. A questao do staging nem tudo foi culpa da RTP. A produçao Israelita nao estava preparada para o evento. De tal forma que a grande maioria dos paises participantes, se queixaram de igual modo. Adereços, iluminaçoes e angulos de cameras que ao serem pedidos, nao foram satisfeitos. O Duncan (vencedor) teve problemas em arranjar o piano. Estonia, teve problemas com as transiçoes de ecrã; Chipre angulos de cameras que foram recusados. Portugal teve falta de adereços, e iluminaçao que nao foi mudado. Os Angulos de camera, nao foram mudados, e nem sequer os close up conseguiram fazer. A RTP com o festival da cançao, ofereceu melhores planos e angulos que a produçao Israelita rodeada com profissionais da Eurovisao.
      Os paises sofreram pela incompetencia da Produçao Israelita. Uns mais que outros.
      A unica coisa que posso aceitar como critica, é o fato. Porque consigo entender que as pessoas nao tenham gostado. Quanto ao resto, a RTP ou o Conan nao tiveram a culpa. Ate porque quando o Conan falou, cairam em cima dele acusando de ser "queixinhas". Quem viu a live do Bernado com o Wiwiblogs. Viu a reacçao dele e os comentarios. Ele proprio disse que teve acesso as mudanças exigidas pela RTP e que a produçao Israelita nao aceitou uma. Quando eles tiveram um ou dois meses antes, para poderem acertar. E se na altura aceitaram tudo, é porque era possivel.
      Conseguiu-se perceber que este ano A eurovisao teve uma qualidade inferior a anos anteriores.

      Eliminar
  9. Anónimo12:02

    Já começam a destilar veneno. Não gostam não vejam.

    ResponderEliminar
  10. Que venha o FC mais uma vez, é um dos eventos da RTP que mais me diverte, nem é tanto pelas canções, que venha o demo e escolha uma, mas é por todo o ambiente festivo, o afã sem cansaço, a alegria, o prazer de o fazer, enfim por todas as coisas boas que o rodeiam. Quanto à música não há nada a fazer, é o que temos, pode ser que um dia surja uma supresa de todo inesperada. Não é só ganhar que interessa, queremos ganhar mas com um tema e uma música prodigiosos. Estamos cá para ver...

    ResponderEliminar
  11. Anónimo17:15

    Pelo menos não ficamos tão mal como a Irlanda

    ResponderEliminar
  12. Anónimo00:11

    E que mantenham o mesmo juri

    ResponderEliminar
  13. Anónimo14:24

    Costumo criticar sempre a RTP mas parece-me bom sinal. Começam a trabalhar cedo, no entanto isto pode ser anto sobre o JESC ou o ESC. Gostava que fizessem uma semi final só com cançoes de artistas não convidados. Seria mais equilibrado. Lembro-me que a Barbara Tinoco participou no FC pela Antena 3 e nao foi escolhida. Gostava de ver um juri mais diverso e quando digo diverso, nao me refiro à cor de pele mas sim estilo musicais e perspetivas diferentes em termos eurovisivos. Curioso para ouvir as novas propostas e se vao mudar alguma coisa no concurso. Depois do nosso pessimo resultado com alguem como o Conan, acho que sim. Duvido que o Galopim deixe tudo como está.

    ResponderEliminar
  14. Anónimo14:40

    Aposto que o Tiago Nacarato foi convidado ou vai participar. Está muito dentro do genero do que a RTP costuma convidar para o FDC. Para quando uma mudança? Bah...

    ResponderEliminar
  15. O facto de não termos ganho não significa vergonha nenhuma!
    Foi uma boa actuação,sim, nem tudo foi perfeito.. Mas nunca é!!!
    Mesmo que melhorem os, e esse é o verdadeiro sentido numa competição, nada é garantido que voltemos a ganhar.
    Conan abriu horizontes a todos aqueles que pensavam que música é só baladas para que tenham a liberdade de criar,inventar, experimentar novos conceitos.
    Acredito que para o ano vamos ser bem melhores.

    ResponderEliminar