Holanda: Haia quer receber o Festival Eurovisão 2020


Depois de Amesterdão, a cidade de Haia manifestou o interesse em receber o Festival Eurovisão em 2020: "Se as casas de apostas estiverem certas, Haia deve receber a edição de 2020" defende o deputado municipal Ralf Sluijs.

Após a presidente da Câmara de Amesterdão ter manifestado interesse em receber a competição de 2020, caso Duncan Laurence triunfe em Telavive, o Groep de Mos/Hart voor Den Haag, partido político com maioria no Conselho Municipal de Haia, defende que a cidade deverá receber o Festival Eurovisão de 2020. "Não vamos vender a pele antes de matarmos o urso, mas é claro que podemos sonhar alto. Se as casas de apostas estiverem certas, Haia deve receber o Festival Eurovisão 2020" defendeu Ralf Sluijis, dirigente do partido e deputado municipal, garantindo que a organização do evento assinalaria os 75 anos do acordo de paz após a Segunda Guerra Mundial, na "sede do Tribunal Internacional de Justiça".

Recordando as organizações do evento em 1976 e 1980 no World Forum, local com capacidade máxima de 5 mil pessoas, Ralf Sluijis garante que o Cars Jeans Stadion, local construído em 2007 e com capacidade para 15 mil pessoas, poderá receber o evento. "O Festival Eurovisão significa liberdade e sobre saber quem é. Um evento com mais de 180 milhões de telespectadores no estádio ADO... seria lindo!" afirmou, destacando o encaixe direto para a economia local, "Todos os participantes, além da imprensa mundial e visitantes, irão dormir, comer e fazer compras. Esses euros entram diretamente para as caixas registadoras dos empreendedores locais. Já consigo ouvir a classe média feliz e a cantar as canções do Festival". Contudo, o local apontado para a organização do local em Haia precisaria de uma cobertura para cumprir os requisitos da EBU/UER para receber o Festival Eurovisão 2020.




Estreante em 1956, a Holanda conta com 59 participações no Festival Eurovisão e com 4 vitórias no curriculum: 1957, 1959, 1969 e 1975. Em Lisboa, o país foi representado por Waylon e "Outlaw in 'Em", candidatura que terminou em 18.º lugar na Grande Final, sendo o pior resultado holandês numa Final desde 2004.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: rtlnieuws/eurovoix / Imagem: Google/ Vìdeo: Youtube

7 comentários:

  1. Anónimo23:55

    A mim sempre me ensinaram a não deitar foguetes antes do tempo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:50

      França fez o mesmo o ano passado e upsss

      Eliminar
  2. Anónimo01:50

    44 anos sem ganhar dá nisto. Esperou quase tanto tempo como Portugal.

    ResponderEliminar
  3. Pois, eu também quero muita coisa. Para isso, primeiro têm que ganhar a Eurovisão. Vendo pelo facebook da Eurovisão, nota-se que estão a torcer pela vitória da Holanda ou da Suiça, e por isso vão fazer tudo para os favorecer. Contudo, por vezes os júris e o televoto vão mais por outro caminho, e ganha outro.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo12:25

    Estou a ver aqui um caso como França 2018, falam antes de tempo ainda acabam bem longe do top. E eu sou dos que ate acha que o Duncan tem bastantes hipóteses de vencer. Mas se começam a falar tanto antes de sequer ter começado...não ha nada pior.

    ResponderEliminar
  5. Eu acho que o Duncan tem mais hipóteses de se afogar.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo13:42

    Não vale a ponta de uma haste, são 3 acordes básicos e depois repete, repete, ao pior estilo do o jardim, muito pra pior. Nem um voto pra a música da Holanda.

    ResponderEliminar