Itália: Matteo Salvini desagradado com a vitória de Mahmood no 'Festival di Sanremo 2019'


Matteo Salvini, vice primeiro-ministro de Itália, utilizou as redes sociais para mostrar o seu desagrado com a vitória de Mahmood no Festival di Sanremo 2019: "Eu teria escolhido o Ultimo".


Uma das vozes mais sonantes da atual crise nas relações diplomáticas entre França e Itália, Matteo Salvini, vice-primeiro ministro de Itália e ministro do Interior, utilizou as redes sociais para mostrar o seu desagrado com a vitória de Mahmood no Festival di Sanremo 2019. "Mahmood.... mah... Esta é a melhor canção italiana?" escreveu o político, admitindo que Ultimo era o seu candidato favorito na Final do Festival di Sanremo 2019.

As reações dos utilizadores do Twitter não tardaram e há quem ataque o político, frisando as suas ideias nacionalistas e de extrema-direita. "Isto porque ele é gay?" e "Só porque Mahmood é de ascendência egípcia" são alguns dos comentários que se podem ler na publicação de Matteo Salvini no Twitter.



 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RAI /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

5 comentários:

  1. Anónimo16:08

    O Salvini e o Trump devem-se dar tão bem um com o outro para usarem as redes sociais da mesma forma que um adolescente que chega a casa e não tem vontade de fazer os trabalhos de casa e espera que a mãe lhe dê a sopa à boca.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:13

    Ao invés de tentar encontrar uma solução para os problemas sociais que a itália enfrenta,vem para as redes sociais falar com desagrado sobre a música vencedora, ajudando ao espezinhamento público que o rapaz vai enfrentar.Tipico de extrema-direita...procuram sempre as "soluções finais" mais fáceis(se é que me entendem).

    ResponderEliminar
  3. Temos pena, Salvini
    Agora aguenta! :D

    ResponderEliminar
  4. Ele nem sequer é o primeiro, é só o vice, mas tem todo o direito de gostar ou não de uma música, neste caso preferia o Ultimo. De facto a canção que ganhou é horrível. Não sei se é de propósito mas parece que os países estão a escolher as piores canções para os representarem em Israel.

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar