Islândia: RÚV anuncia mudanças na votação do 'Söngvakeppnin 2019'


A emissora islandesa RÚV anunciou uma série de mudanças no sistema de votação do Söngvakeppnin 2019, final nacional para o Festival Eurovisão 2019.

A escassos dias da revelação dos participantes na competição, a emissora estatal da Islândia revelou algumas mudanças no sistema de votação do Söngvakeppnin 2019, final nacional para o Festival Eurovisão 2019. Com cinco candidatos em cada uma das duas semifinais, o júri e o público determinarão os dois apurados de cada gala, sendo que a RÚV poderá escolher, internamente, um quinto finalista do certame.


Na Grande Final, a emissora anunciou que aumentou o tamanho do painel de jurados de 7 para 10 elementos, sendo que a gala contará com duas rondas de votação. Na primeira, o júri e o televoto selecionarão os dois apurados para a Super Final, onde o público decidirá o representante islandês em Telavive. Contudo, ao contrário dos anos anteriores, a votação do público na primeira ronda será mantida para a segunda fase. De realçar que, caso o novo sistema fosse aplicado na última edição, Dagur Sigurðsson teria representado o país em Lisboa.

Estreante em 1986, a Islândia conta com 31 participações no Festival Eurovisão, tendo como melhor resultado o segundo lugar alcançado em 1999 e 2009 por Selma e Yohanna, respetivamente. Fora da Final desde 2014, a Islândia voltou a falhar o apuramento para a Grande Final em Lisboa: representado por Ari Ólafsson e "Our Choice", o país ficou no último lugar da semifinal com apenas 15 pontos, não tendo recebido qualquer pontuação do televoto.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RÚV / Imagem: Google / Vídeo: Eurovision.tv

2 comentários:

  1. Islândia ficou em 2º lugar em 1999 e 2009. Será que neste 2019 voltarão a repetir o feito?
    Adoro estas coincidências.

    ResponderEliminar
  2. A Islândia não deveria definitavemente ter ficado em último em 2018...

    ResponderEliminar