JESC2018: Delegação portuguesa reage aos resultados do Festival Eurovisão Júnior 2018


Através das redes sociais, a delegação portuguesa no Festival Eurovisão Júnior 2018 reagiu ao 18.º lugar de Rita Laranjeira: "Significa que conseguimos mostrar à Europa que as canções para crianças também singram".

A delegação portuguesa no Festival Eurovisão Júnior 2018 reagiu, nas redes sociais, ao 18.º lugar alcançado por Rita Laranjeira e "Gosto de Tudo (Já Não Gosto de Nada)" no certame que teve lugar esta tarde, em Minsk. "Obrigada a todos os que votaram. Um 18.º lugar, com 42 votos do público, é um presente bonito. Significa que conseguimos mostrar à Europa que as canções para crianças também singram" pode ler-se nas redes sociais da RTP que, posteriormente, partilhou uma imagem dos bastidores com a cantora portuguesa, "Sem ela, nada disto tinha sido possível. A Rita Laranjeira encantou toda a gente, com a sua simpatia, boa energia. Nunca deixou nenhum dos concorrentes para trás durante as brincadeiras, mesmo quando eles não sabiam falar inglês. Subiu ao palco com a alegria que distribuiu todos os dias e terminou a competição com o mesmo sorriso. OBRIGADA".





Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Imagem: RTP/Vídeo: JESC

24 comentários:

  1. Anónimo18:27

    Aonde é que esta música é para crianças ?? Poupem me ! O resultado foi vergonhoso ! Não há motivo para alguém se orgulhar disto ! Continuem a convidar João so e essa gentinha toda que se dizem compositores que vamos continuar com estes resultados da treta !

    ResponderEliminar
  2. "Significa que conseguimos mostrar à Europa que as canções para crianças também singram"

    Alguém que diga à RTP que a ideia do "orgulhosamente sós" é demasiado anos 60 e injusta para crianças que podem ter uma perspectiva de sucesso na carreira pela frente.Se percebem que não se identificam com o concurso (como por exemplo fizeram os nórdicos), desistam e evitem fazer passar estas crianças/adolescentes por estas situações.

    E atenção que concordo com a ideia de que concursos com crianças nem sequer deveriam existir.E pior fica quando se adultiza-as como faz o JESC atualmente.Depois queixem-se das gerações mais novas serem individualistas,depressivas e frustradas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:49

      Mas ganhar o JESC não é garantia de ter carrera de sucesso, nem sequer María Isabel depois de "Antes muerta que sencilla" tem

      Eliminar
    2. Anónimo14:21

      100% de acordo com o comentário do Marcos Nunes.

      Eliminar
  3. Anónimo18:30

    Ficou em 11 lugar no televoto?

    ResponderEliminar
  4. Anónimo18:31

    Alguém me pode explicar como é que a gritaria medonha da Austrália teve tantos 12 do júri?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:38

      Eu já esperava que isso acontecesse, estão sempre a sobrevalorizar a Austrália.

      Eliminar
    2. Anónimo18:49

      A Austrália pode dar-se ao luxo de levar á Eurovisão uma vaca a mugir, que vai ser sempre top 5 do juri. E nesta Eurovisão para juniores, por sorte não havia países nórdicos, senão em vez de top 5 tinha sido top 3.

      Eliminar
  5. Anónimo18:35

    Conseguiram mostrar que as canções para crianças também singram? Quem é que a RTP quer enganar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:03

      Bem, 11.º no televoto até nem é muito mau. Acho que é isso que eles querem dizer... as crianças em casa até gostaram da canção, senão não tinham votado.

      Eliminar
    2. Anónimo17:23

      13º!!!!!

      Eliminar
  6. Anónimo18:47

    Mais vale não participar

    ResponderEliminar
  7. Só por causa dos 0 pontos do júri, já escrevi ao provedor

    ResponderEliminar
  8. Anónimo19:09

    Os pontos do público??? Os pontos foram todos dos (muito poucos) emigrantes portugueses que votaram por esmolinha, para não ficar também com um redondo zero, como foi do júri. Esta RTP só nos envergonha! Sou também da opinião de não participar tanto no jesc como no edc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:48

      Alguém que me esclareça. Basicamente estes 42 pontos podem ser apenas dos votos dos portugueses no território português visto que conta o número de votos. Este sistema é uma palhaçada. Seria interessante retirar os votos por país na sua propria candidatura e ver o resultado final...

      Eliminar
    2. Anónimo20:09

      46 mil votos dificilmente serão apenas de portugueses... ninguém em Portugal vê isto.

      Eliminar
  9. Anónimo19:17

    "Não deixou nenhum concorrente para trás nas brincadeiras" (será verdade, não questiono), mas teve comentários reveladores de uma certa superioridade (afinal, em quê?) e que se podem conhecer noutra página do ESC: desde risinhos sobre o facto de o participante de Israel ser reservado a considerações sobre a roupa doutras intérpretes (convenhamos que desta vez nem se pode dizer que a nossa participante era a mais bem vestida, como antigamente se dizia no ESC), passando pelas críticas às "mensagens" das outras canções (a palavra é dela, que se esqueceu de esclarecer qual a "mensagem" da canção portuguesa)… E já agora: preza-se de saber falar inglês (mais uma vez, não questiono), mas a canção era toda em português - o problema é que, após entoar o refrão pela primeira vez, houve vários versos em que não se percebeu uma palavra que fosse (valha a verdade ou sobejava letra ou a música era apertada)…

    ResponderEliminar
  10. Já estão preparados para o próximo "susto"? A divulgação dos compositores para o FC2019? Não há coração que aguente tanto desgosto.

    ResponderEliminar
  11. Rui Ramos19:50

    A rtp vive.numa realidade paralela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:28

      100% de acordo com este comentário!

      Eliminar