Sequin: "O Festival da Canção foi bom como experiência, mas acho que não voltava a repetir"


Participante no Festival da Canção em defesa de "All Over Again", Sequin revelou que o concurso "não é a minha praia, é todo um ambiente muito distante do público e daquilo que eu costumo fazer".

Editado pela Leitura Tropical e quatro anos depois do seu antecessor, Penelope, o segundo capítulo discográfico de Sequin, projeto a solo de Ana Miró, foi lançado no passado mês de maio. Produzido com a ajuda de Moullinex, a produção de Born Backwards ficou a cargo de Xinobi, nome artístico de Bruno Cardoso, compositor responsável pela participação de Sequin no Festival da Canção 2018.

A propósito do lançamento do segundo disco, a cantora Sequin esteve à conversa com o Rimas e Batidas (AQUI), tendo recordado a sua participação no evento com "All Over Again", tema que terminou em último lugar na semifinal, sem qualquer pontuação. "Interpretar músicas do Bruno é algo muito prazeroso para mim, por isso, quando ele me convidou não hesitei e disse que alinhava em concorrer. O melhor da minha passagem pelo Festival foi sem dúvida poder continuar a trabalhar com o Bruno e as pessoas incríveis que tive o prazer de conhecer e partilhar experiências e histórias durante os ensaios e a semi-final." afirmou a cantora, admitindo que provavelmente não voltará a repetir a participação no concurso, "De resto, confesso que não é a minha praia, é todo um ambiente muito distante do público e daquilo que eu costumo fazer. Foi bom como experiência, mas acho que não voltava a repetir. Prefiro mesmo estar cara-a-cara com o público e não com um júri.".


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RimaseBatidas /Imagem/Vídeo: RTP

5 comentários:

  1. Anónimo23:05

    uma grande musica com uma voz terrivel! foi pena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:47

      Ela até canta bem, mas não sei o que lhe aconteceu, nessa noite desafinou horrívelmente, infelizmente ela destruío a música do Xinobi

      Eliminar
    2. Anónimo10:26

      E o anónimo das 23.47 destruiu a língua portuguesa no comentário...

      Eliminar
  2. Anónimo07:50

    A disposição do palco, em frente a um júri, estilo talent show não ajuda à interpretação de canções pop.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:40

      Isto, nem mais. Os nervos atrapalharam, sim, mas aquele palco não dá com nada. E o jogo de luzes foi muito fraquinho.

      Eliminar