ESC2018: Netta Barzilai recebida em apoteose em Telavive

A vencedora do Festival Eurovisão da Canção 2018, Netta Barzilai, chegou "exausta" esta manhã a Telavive, onde foi recebida em apoteos, mas de forma realista afirmou estar satisfeita por dar uma alegria ao país "já que temos tão poucos motivos para celebrar".

Netta Barzilai regressou esta manhã a Telavive, seriam 05h30, mais duas horas que em Lisboa. A vencedora do Festival Eurovisão da Canção 2018 afirmou aos jornalistas que estava "exausta", mas "orgulhosa" e "muito satisfeita" por ter ganho o concurso que dercorreu em Lisboa no sábado passado. "Estivemos a celebrar todo o tempo e não chegamos a dormir desde então", afirmou à chegada ao aeroporto Ben Gurion. Numa conferência de imprensa realizada em pleno aeroporto, Netta destacou ser este "um grande momento para mim, para nós delegação e para nós como país, já que temos tão poucos motivos para celebrar neste momento", sem especificar qualquer um dos muitos problemas, sobretudo políticos, vividos no seu país. "Faz-me sentir feliz saber que dei uma razão para podermos celebrar". Terminando a sua intervenção, a artista desejou "muito boa sorte ao Estado de Israel agora que a Eurovisão será aqui no próximo ano. É mesmo um prazer saber que este evento irá decorrer aqui".

Esta noite, decorrerá um grande concerto em Telavive, tal como publicámos ontem AQUI, sendo que nessa ocasião mais de 30 mil pessoas terão oportunidade de ver ao vivo a sua mais recente vencedora.




No passado sábado, Netta Barzilai ganho o Festival Eurovisão da Canção 2018, que decorreu na arena do Parque das Nações, em Lisboa. Recorde a sua atuação:



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: TIMES OF ISRAEL / Imagem: TIMES OF ISRAEL / Vídeo: YOUTUBE

7 comentários:

  1. Anónimo13:12

    acho estranho na semi final este país ter sido apenas quarto no televoto e depois na final ganha o televoting ... houve compra de votos sim !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:54

      Na semifinal so votam 18 paises e na final 43... Ja lhe explicaram isso

      Eliminar
    2. Anónimo das 16:54 até pode ter razão mas é MUITO estranho e nunca aconteceu uma diferença tão grande nas votações.

      Para além de que sempre que pode (últimos três anos são o exemplo) o vencedor da Eurovisão foi motivado por questões políticas ou económicas.Não sejamos ingénuos!!

      A Ucrânia ganhou no apogeu do conflito com a Rússia, dando a credibilidade europeia que precisava.

      Portugal ganhou após vencer o Euro, o Rio ter sediado os Jogos Olimpicos e no ano em que é eleito melhor destino do mundo (voces não acham que o Turismo de Portugal não iria aproveitar a onda para organizar um evento como a Eurovisão...até nem foi patrocinador nem nada LOL)

      Israel ganhou no ano em que faz 70 anos e no ano em que Trump tem maioritariamente politicas pro-israelitas como a questão da embaixada ou o cancelamento do acordo com o Irão.Esta vitória só serviu para realçar mais o poder de Israel,numa clara resposta à Europa:"vocês precisam de nós e nós somos poderosos"

      Acham mesmo que na Eurovisão ganha mesmo a melhor música?Pffff

      Eliminar
    3. Anónimo11:52

      Marcos Nunes, Exactamente! Este certame não é mais que um instrumento político. Em relação a Portugal, não foi só por temos uma boa canção. A visibilidade para o investimento estrangeiro foi determinante (e não creio que terá sido "cozinhado" por portugueses). Tenho a certeza que se a canção do ano passado fosse competir este ano, não tinha a menor hipótese para ganhar! Porquê?! Isso vocês já sabem.

      Eliminar
  2. Anónimo13:28

    Ta muito confiante que vai ser em Israel

    ResponderEliminar
  3. Anónimo14:32

    PAra mim só ganhou por causa disso mesmo . O país percisa do festival para ter alegria . Assuntos políticos são muitas das vezes decisivos para vencer

    ResponderEliminar
  4. Acompanho a Eurovisão desde 2007 e é definitivamente o pior vencedor que alguma vez vi e ouvi!!O Azerbaijão em 2011 foi pobrezinho mas pelo menos ainda tinha alguma qualidade e seriedade artística.Agora isto?

    A rapariga tem uma voz aceitável, mas as coisas boas acabam aqui.Tudo o resto é de um mau gosto inarrável: indumentária,galinhas a cacarejar,a dança ridicula, a desafinação total dos coros durante a música,a "apropriação cultural" completamente sem sentido, letra ultra-básica e quase de ódio contra os homens (parece que está na moda agora), fogo de artificio para show off, as expressões faciais infantis,etc!!

    P.S 1: Se a grande vantagem da música era o facto de ser divertida, então a Moldávia conseguiu fazê-lo 30x mais com muito melhor gosto, qualidade e originalidade.

    P.S 2: Vivemos num mundo eurovisivo estranho quando a canção que vence o JESC é demasiado adulta e a canção que vence o ESC é isto...

    P.S 3: Sabes que tens uma performance de porcaria quando a meio o que podem mostrar nas cameras é um conjunto de gajos a dançar vestidos de galinha.

    ResponderEliminar