ESC2018: Israel prepara grande concerto de homenagem a Netta Barzilai


Netta Barzilai prevê chegar a Telavive as 5h30 da manhã de segunda-feira, depois de viajar de Lisboa via Madrid. Já está agendada uma conferência de imprensa e um grande concerto em sua homenagem. 

De acordo com o Times of Israel, Netta Barzilai prevê chegar ao aeroporto Ben Gurion, em Telavive, às 05h30 desta segunda-feira, menos duas horas em Lisboa. A vencedora do Festival Eurovisão da Canção 2018 será, logo depois, a protagonista de uma conferência de imprensa. Na noite de segunda, o ponto alto das comemorações da vitória irá decorrer na praça Rabin, com um concerto em sua homenagem. O espaço tem capacidade para acolher mais de 30 mil fãs. A televisão israelita pediu, este domingo, autorização às forças policiais para organizar o referido concerto, considerando os inúmeros acontecimentos políticos de momento, como as comemorações do 70.º aniversário da fundação do Estado de Israel, a transferência da Embaixada Americana para Jerusalém e acontecimentos de extrema violência junto à Faixa de Gaza. A Polícia terá dado o seu acordo, prometendo um reforço das medidas de segurança no local. Para além de Netta Barzilai, o concerto incluirá atuações de anteriores representantes do país no Festival Eurovisão da Canção, como Shiri Maimon, Orna & Moshe Datz, Gali Atari e a vencedora de 1998 Dana International.

A vitória de Netta Barzilai na noite de ontem foi efusivamente celebrada em Israel, já era madrugada no país considerando a diferença horária. Em Telavive, milhares de pessoas saíram às ruas, concentrando-se sobretudo na praça Rabin. Por toda a cidade havia cartazes a felicitá-la e o edifício da Câmara Municipal foi iluminado com a palavra "Toy". 






Após a vitória de sábado em Lisboa, Netta recebeu telefonemas de felicitação dos líderes políticos do país, incluindo do primeiro-Ministro Benjamin Netanyahu. "É um momento de alegria que nos junta a todos, é um consenso", disse Izhar Cohen, que conquistou a primeira coroa de Israel na Eurovisão, há 40 anos, citado pela AP, considerando que o concurso permite agregar um país separado por "tantas visões e lados políticos".

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: TIMES OF ISRAEL, ESCPORTUGAL / Imagem: GOOGLE

6 comentários:

  1. Anónimo23:42

    Música à parte, vergonha por Israel ter triunfado em Lisboa. Um estado assassino, colonialista e opressor...e que ainda por cima com a provocação de sediar o próximo ESC numa cidade ocupada, Jerusalém.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:54

      O que isso tem a ver com a canção? Por essa lógica: Portugal ficou em último, deve ser pq foi colonialista e opressor. As coisas que aprendo com estes mouros inteligentes.

      Eliminar
  2. Anónimo00:13

    As pessoas não votaram em Israel. Votaram na Neta e na sua canção. É tão difícil compreender isso? É preciso explicar devagarinho?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo04:12

      Sim, a Austrália que o o diga com os votos do público europeu e a Suécia com os do júri. Os países tambem contam sim. Desculpe isto ter sido a pressa, espero que compreenda.

      Eliminar
  3. Anónimo10:01

    Nunca gostei da cancao de israel mas o meu filho adora .ele so tem 10 anos e pediu me para votar na netta e eu enquanto mae nao podia dizer nao .portugal deu 2 votos a israel 1 do juri e o outro do tevoto e o meu filho com a inocencia propia da idade ficou feliz ao saber que o do televoto era o voto dele.para o ano ha mais e oxala portugal fique melhor calssificado.parabens a netta porque guerras a parte ela ganhou e merece respeito

    ResponderEliminar
  4. Anónimo13:00

    Parabéns Netta. Foi original, ousada, esforçada. Mereceu. (O meu televoto foi para outra canção.)
    Salvador deveria parar de dar tiros nos pés (mau para Portugal tb). Se tivesse ficado calado, evitaria a figura triste que fez ao entregar o prémio. As apresentadoras foram mais inteligentes. Não fizeram comentários sobre favoritos e músicas horrorosas até a competição acabar.

    ResponderEliminar