[ENTREVISTA] Mikolas Josef "deu a volta" a uma balada triste tornando-a num hit alegre

O ESCPORTUGAL teve oportunidade de falar com o representante da República Checa no Festival Eurovisão da Canção 2018, Mikolas Josef, que, de forma descontraida e divertida, nos recordou a sua passagem recente por Portugal, e não só.

Mikolas Josef foi um dos primeiros participantes no Festival Eurovisão da Canção 2018 a gravar o seu "postcard" em Portugal. O artista checo esteve na aldeia de Podence onde, tal como publicámos na ocasião AQUI, teve oportunidade de se "vestir" de careto e de interagir com a população local. "A equipa de gravação era mesmo enorme... nunca tinha gravado com tanta gente", afirmou ao ESCPORTUGAL aquando da entrevista que fizemos com o artista em Londres. "Toda a gente era muito simpática", recorda Mikolas, que destaca em particular o facto do local ser tão autêntico, longe das grandes cidades para onde habitualmente viaja. Outra particularidade teve a ver com o facto de ter adorado a gastronomia local. "O tempo foi passado 50% a comer e 50% a gravar", afirmou a sorrir.

Sobre a canção com a qual irá representar a República Checa em Lisboa, Mikolas revelou que quando a compôs e escreveu,a canção começou por ser uma balada triste com uma guitarra... "mas decidi dar a volta à negatividade e à tristeza oferecendo arranjos mais alegres".

Veja o vídeo com um excerto da conversa com o ESCPORTUGAL:


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: ESCPORTUGAL / Vídeo: ESCPORTUGAL

3 comentários:

  1. Anónimo14:38

    Quem é a pessoa que está a entrevistar? Tem uma voz fantastica

    ResponderEliminar
  2. Não sei porque mas acho que a republica Checa pode chegar a dar a sorpresa porque tem uma canção para um potencial top tres

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:56

    Ai se ele não tivesse refeito a suposta "balada triste" num tema "a la Jason Derulo" ... um certo grupo de pessoas iria arrasá-lo para o fundo do ranking LOL

    ResponderEliminar