SUÉCIA: BENJAMIN INGROSSO COM "DANCE YOU OFF" É O VENCEDOR DO MELODIFESTIVALEN 2018


Depois de seis semanas de competição, eis os representantes da Suécia no Festival Eurovisão 2018: Benjamin Ingrosso e "Dance You Off" são os grandes vencedores do Melodifestivalen 2018 e representam o país em Lisboa.

Chegou ao fim mais uma edição do Melodifestivalen. Depois de percorrer a Suécia de norte a sul, coube à Friends Arena e a Estocolmo acolher os doze temas apurados: os oito vencedores de cada semifinal e os quatro vencedores de cada duelo da Andra Chansen:
A escolha do tema vencedor coube a um júri internacional (50%), composto por 11 países (Polónia, Albânia, Islândia, Itália, Chipre, Austrália, Geórgia, Reino Unido, Arménia, França e Portugal) e à votação do público, através de chamada telefónica, de SMS ou da APP (50%). 

Com 114 pontos, Benjamin Ingrosso conquistou o júri internacional, incluindo Portugal, que lhe atribuiu 12 pontos (tal como Albânia, Itália, Chipre, Austrália e Arménia). Felix Sandman, com 94 pontos, arrecadou o 2.º lugar; John Lundvik, com 66 pontos, ficou com o 3.º posto.


O público, ao contrário do ano passado, concordou com o júri internacional. Benjamin Ingrosso venceu o televoto, com 67 pontos dos 638 possíveis. Felix Sandman e John Lundvik fecharam o pódio.


Benjamin Ingrosso e "Dance You Off" serão os representantes da Suécia no Festival Eurovisão 2018, em Lisboa. Aceda, de seguida, ao vídeo da atuação na Final do Melodifestivalen 2018:



Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!

Fonte / Imagem/Vídeo:SVT

30 comentários:

  1. Anónimo21:03

    Foi o melhor mas duvido que ganhe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:29

      fast food musica... nem no top 15 devia ficar... e se ficar é porque é a suecia.. enfim.

      Eliminar
  2. Anónimo21:03

    Desilusão. Estava a espera do Felix Sadman ou do Samir e Viktor

    ResponderEliminar
  3. Anónimo21:12

    Não gosto nada. Como sempre, para eles o visual é que interessa....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:42

      Isto não é um programa de rádio , como é claro o visual também conta

      Eliminar
  4. Anónimo21:30

    Obrigado Suécia ! Que grande atuação ! Eurovisao precisa disto !!!!

    ResponderEliminar
  5. Nãooooooooo. Vou chorar.
    Samir & Viktor - Shuffla..... 😭😭😭😭😭

    ResponderEliminar
  6. Anónimo22:44

    O melodifestivalen tem uma falha ... como todos votam em aplicativos e como não há limite de votos a votação do público fica super renhida o que faz quem ganha no júri ganhe o melodi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:56

      Também reparei nisso... Desde 2016 que a votação do público é feita principalmente através da aplicação, com cada pessoa a poder votar mais que uma vez e em quem quiser. O vencedor desta noite ganhou o televoto com 10.5%... Absolutamente surreal uma percentagem tão baixa. Para além disso, o apresentador no final disse que no total dos 6 espetáculos foram recebidos cerca de 32 milhões de votos!

      Eliminar
  7. Desculpem mas isto é o quê? muito efeito visual e uma voz fraquinha, suécia este ano ficas nos ultimos para aprender.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:37

      Só espero que não passem para a final

      Eliminar
  8. Anónimo23:38

    Quero ver como raio ele apresenta isto em Lisboa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:33

      É possível fazer o mesmo em Lisboa, criando umas paredes amovíveis com tubos luminosos, é mais caro que usar leds, mas é possível.
      O problema que vejo é o tamanho do palco no Altice, pelas imagens é muito maior e não sei se funcionaria da mesma forma

      Eliminar
    2. Anónimo13:28

      Nada do que ele usou em palco na sua actuação era do próprio palco, por isso podem muito bem trazer para Lisboa, e quanto ao tamanho toda a atuação são planos fechados logo não interessa o tamanho do palco ca

      Eliminar
  9. Esta é uma canção muito fraca, não me admiro nada se ela não chegar à Final.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo00:02

    Quero ver como raio ele apresenta isto em Lisboa.

    ResponderEliminar
  11. Não concordo nada com a inclusão de um júri internacional a intervir nas contas do resultado final de um concurso nacional.Falta no regulamento da Eurovisão uma cláusula relativa a este detalhe.Se fosse eu a votar até teria votado no que ficou em 2º lugar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:29

      A Eurovisao não tem nada a ver com o que se faz nas finais nacionais, não vivemos numa ditadura

      Eliminar
  12. A Cabana da Margaret não vêm para Lisboa... Que decepção...
    Era muito mais animada e divertida que esta...

    ResponderEliminar
  13. Anónimo01:39

    se demos 12 ao rapaz secalhar é porque sabem que isto nao vai funcionar em lisboa, o nosso juri nao é burro, basta ver os pontos que demos o ano passado, mas continuo na duvida...os suecos conseguem moldar as coisas de modo a que funcionem..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:33

      O ano passado a RTp não deu pontos no Melodifestivalen

      Eliminar
    2. Anónimo22:07

      13:33 Eu estava a falar da eurovisão, os pontos que nao demos à Bulgaria, nao do melfest.

      Eliminar
  14. Anónimo01:42

    Mais plástico sueco... E chateia o facto disto ter tanta voz pré-gravada. Permitiu-se no ano passado aos noruegueses um bocadinho do refrão, e isto ainda estica mais a corda. A continuar assim ainda vamos ver uma actuação em playback no ESC.

    ResponderEliminar
  15. Anónimo09:00

    Ai tantos comentários negativos por aqui ! Lembrem se que na última vez que a Suécia levou algo com tantos efeitos visuais ganhou a eurovisao !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:41

      Mas a música era muito melhor e falava sobre depressão e ansiedade, no fundo é um hino para a juventude de hoje em dia.
      Esta música é um bocado monótona e não têm nenhuma mensagem importante

      Eliminar
  16. Anónimo10:10

    Fraquinga, sem inovar nada, com uma voz que nem sempre acerta. Passará pq é da Suécia, mas não disputa os primeiros lugares.

    ResponderEliminar
  17. Anónimo12:44

    Canção fraca e com uma voz fraca. É uma canção datada dos anos 80, à qual reconverteram com alguns sons eletrónicos. O refrão não faz a canção crescer nem o cantor tem carisma. Valeu pelo impacto visual, mas não será candidata aos primeiros lugares. Mas o ESC precisa sempre de uma canção que dê espetáculo. SC

    ResponderEliminar
  18. Anónimo13:19

    Ganhou a minha preferida e espero que alcance o top 5 em Lisboa! Finalmente alguma música de jeito num ano tão fraco.

    ResponderEliminar
  19. Anónimo13:23

    Todos os anos vejo portugueses a falarem mal das musicas suecas e depois na eurovisao somos dos países que mais pontos lhes dá ! Ainda ano passado nosso televoto deu 10 pontos ao Robin na semifinal

    ResponderEliminar