Marcelo Rebelo de Sousa: "Madalena Iglésias é uma saudosa memória viva para quem a ouviu"


O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou a morte da cantora Madalena Iglésias, recordando-a como uma das pioneiras do Festival Eurovisão: "Madalena Iglésias é uma saudosa memória viva para quem a ouviu, à época como agora".

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, lamentou, esta terça-feira, o falecimento de Madalena Iglésias, cantora que faleceu, esta manhã, aos 78 anos de idade, numa clínica em Barcelona. "Neste ano em que nós temos em Portugal o Festival Eurovisão e que se segue à vitória de um português no último Festival, é com saudade que recordamos aquelas e aqueles que foram os pioneiros" afirmou o chefe de Estado, em declarações aos jornalistas, tendo acrescentado que "não só recordo com saudade, naturalmente, Madalena Iglésias, como já enviei aos seus familiares as minhas condolências".

Posteriormente, numa nota divulgada no portal da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa descreve a cantora como "um ídolo de uma geração e estrela da rádio e televisão", realçando também a "conhecida dupla cinematográfica com António Calvário". 


"Pela sua presença, pela sua voz, e pela capacidade que teve de representar as novidades ‘pop’ que influenciavam a ‘música ligeira’ de então, Madalena Iglésias é uma saudosa memória viva para quem a ouviu, à época como agora", considera, recordando também a troca do "estrelato pela vida familiar", nos anos 70, mas que "manteve-se um mito português,  ao ponto de um famoso espetáculo musical se ter intitulado ‘What Happened to Madalena Iglésias?'".



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: NTV / Imagem: Google / Vídeo: Youtube

Sem comentários

Temas em Destaque