Portugal: Salvador Sobral continua a recuperar dentro do esperado e inicia reabilitação

Numa nova nota informativa emitida pelo Hospital de Lisboa Ocidental, é possível ler-se que Salvador Sobral continua a recuperar "bem e dentro do esperado".


Salvador Sobral encontra-se bem e recupera dentro do esperado do transplante cardíaco a que foi submetido na sexta-feira, divulgou nesta terça-feira, num comunicado, a direção clínica do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental.

"A Direção Clínica do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, E.P.E. informa que Salvador Sobral encontra-se bem, a fazer a sua recuperação com uma evolução dentro do esperado", refere a nota, assinada por José Manuel Correia, diretor clínico do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental. De acordo com o comunicado, Salvador Sobral "está bem-disposto e já iniciou um programa de fisioterapia e reabilitação, encontrando-se nas condições habituais de isolamento das transplantações". Estas informações foram divulgadas, segundo a nota, com a autorização de Salvador Sobral.

Recorde-se que o músico, que venceu o último Festival Eurovisão da Canção, foi submetido na sexta-feira passada a um transplante cardíaco, no Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide, Oeiras. Numa conferência de imprensa, realizada no sábado, a equipa que operou o músico disse que a recuperação será demorada, o que é normal neste tipo de transplantes, mas que o músico "vai ter uma vida completamente normal" se tudo correr bem.

Salvador Sobral anunciou em setembro que iria fazer uma pausa na carreira, por motivos de saúde e por tempo indeterminado.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Público / Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

5 comentários:

  1. Anónimo10:41

    Força Sobral. Tens aqui o meu apoio!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo10:42

    Força Sobral. Tens aqui o meu apoio!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo11:54

    Grato pela notícia. Continuação de uma boa recuperação, amigo Salvador!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo13:32

    Mediatismo exagerado.

    ResponderEliminar