ESC2018: Jessica Mauboy é a representante da Austrália em Lisboa


Depois de ter representado o país no interval act em Copenhaga, a cantora Jessica Mauboy será a representante da Austrália no Festival Eurovisão 2018 em Lisboa.

A emissora australiana SBS revelou, esta madrugada, o nome do seu representante na próxima edição do Festival Eurovisão que decorrerá em Lisboa. Jessica Mauboy, representante do país no interval act da edição de 2014, está de regresso ao concurso, tendo sido escolhida internamente pela SBS.



O tema que Jessica Mauboy defenderá em Lisboa será revelado no início do próximo ano, não tendo sido avançada nenhuma data para a revelação da candidatura.


Com três participações no curriculum, a Austrália é o único país que nunca ficou de fora do top10 do Festival Eurovisão, tendo como melhor resultado o 2.º lugar alcançado por Dami Im e Sound of Silence, em Estocolmo, sendo a candidatura mais votada pelo júri. Em Kiev, o país fez-se representar por Isaiah e Don't Come Easy terminando em 9.º lugar com 173 pontos, 5 deles oriundos do júri português. Recorde a atuação de seguida:

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: SBS / Imagem: RNL / Vídeo: Eurovision.tv

6 comentários:

  1. Anónimo07:45

    Ainda nao é este ano que vai a Kilie Minogue 😏

    ResponderEliminar
  2. Anónimo11:24

    Tanto barulho para nada! Que desilusão! Serei eu o único que não gostou da Jessica Mauboy no interval act de Copenhaga?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não és o úncio, mas a performance dela vai depender também da música que levar.
      Ela também pode ter tido umas aulitas de canto entretanto para conseguir dominar melhor a voz ou os nervos (em Copenhaga a voz dela estava muito tremida).

      Eliminar
  3. Anónimo11:30

    Ela canta tão mal ao vivo , não entendo a escolha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:00

      Não é para entenderes, ouves e não votas!

      Eliminar
    2. Era o que faltava agora as pessoas não terem direito à opinião anónimo das 16h!

      Eliminar