Rodrigo Alves, conhecido como o Ken Humano, quer apresentar o Eurovision Song Contest 2018 e há quem afirme que já está em negociações com a RTP.


Graças a várias cirurgias plásticas, Rodrigo Alves, mais conhecido como Ken Humano, tem feito várias aparições em vários reality-shows e programas de televisão ao longo dos anos, não só no Brasil mas também na Europa. O brasileiro de 34 anos quer outra aventura – fontes próximas disseram que ele está em negociações para ser um dos anfitriões do Eurovision Song Contest, que se realizará em Lisboa, Portugal.

Essa fonte contou ao tabloide inglês Daily Mail que "ele está atualmente em conversações para ser o co-anfitrião. Para ser o anfitrião da Eurovisão, é preciso falar a língua do país onde o festival será realizado. Como o português é a sua língua nativa – e ele fala espanhol, francês, italiano, inglês e alemão – é um encaixe perfeito. Os responsáveis pelo espetáculo também repararam na sua crescente popularidade. O Rodrigo orgulha-se da sua aparência e adora ser visto em figurinos atraentes. Como tal, planeia garantir que ele tenha pelo menos cinco mudanças de roupa disponíveis – ele realmente quer causar impacto".

De acordo com o jornal britânico, Rodrigo gastou quase 2 milhões e 200 mil reais em 200 operações, incluindo ter seis costelas removidas, quatro aumentos de peito, lipoaspiração, labiaplastia e uma mudança da cor dos olhos. 

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPedia / Imagem: Cosmopolitan

25 comentário(s):

  1. Anónimo21:00

    Por amor a Deus!!! NAOOOOOOO
    Não quero ser envergonhado!!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo21:01

    Sim sim, logo a RTP, uma televisão tão conservadora

    ResponderEliminar
  3. Lol algum dia a RTP =))

    ResponderEliminar
  4. Anónimo21:13

    Nãaaaaaaao

    ResponderEliminar
  5. Anónimo21:34

    Ótima notícia!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo21:57

    Apenas rumores. Publicidade gratuita. Nunca. Não precisamos de ti, Ken(?), já temos profissionais muito competentes, obrigado!

    ResponderEliminar
  7. Anónimo22:57

    Não Ken! Venha só assistir na plateia pode ser no Premium Golden Circle $-)

    ResponderEliminar
  8. Anónimo23:10

    Os meus parabéns à escportugal por terem escolhido uma foto que mostra o Rodrigo duma forma mais natural, porque as fotos que aparecem no google metem medo...

    ResponderEliminar
  9. Anónimo23:15

    Se é para apostar em algo nesta onda, mais vale o José Castelo Branco, que é Português e está a fazer sucesso nos EUA. Seja como for, uma aposta deste genero só se for para a passadeira azul.

    TACV

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo08:58

      "uma aposta deste genero só se for para a passadeira azul"

      isto é homofobia, transfobia, qualquercoisafobia!

      Será que nenhum gay, drag queen, transgénero, travesti, etc tem capacidade para ser apresentador principal?

      Eliminar
    2. Anónimo09:00

      Eu por mim já tinha posto o José Castelo Branco a atribuir os pontos: Azerbaijan 12 points! Imaginem só a classe! Aliás, não consigo pensar em ninguém mais qualificado para ser porta-voz que o JCB.

      Eliminar
    3. Anónimo18:38

      Anónimo das 8:58. Uma pessoa que é famosa pelas revistas cor de rosa ou pelas plásticas que faz nada tem que ver com LGBTQ+ . O preconceito está na sua cabeça. Em Portugal existem pessoas formadas em comunicação jornalismo etc com experiência. Ou acha que colocar este Ken humano a apresentar a Eurovisão é pelo talento dele? Obviamente que seria pela sua imagem e forma diferente e pouco comum. Não seja um falso moralista. Disse passadeira azul porque o castelo branco ou esse Ken tem mais aptidão para a critica do social e de moda (algo bom para a passadeira).
      Enfim ...

      TACV

      Eliminar
    4. Anónimo21:34

      Aceito a sua explicação e rogo-lhe que não leve a mal o meu comentário. Não sei se o Ken Humano tem algo a ver com os LGBTQ+ ou não, mas como falou em "uma aposta deste género", eu fiz a associação com os LGBTQ+, porque estes às vezes são remetidos para "pessoas deste género".

      Nada disto tem grande importância, porque a RTP não o vai selecionar. Às vezes, se calhar mais vale a RTP ser conservadora.

      Eliminar
    5. Julieta23:35

      "Será que nenhum gay, drag queen, transgénero, travesti, etc tem capacidade para ser apresentador principal?"

      Isto é que é homofobia e da brava! Identificar este acto com a comunidade LGBTQ+ só demonstra ignorância e doença...

      Eliminar
    6. Anónimo11:52

      Ah pois é. Tem toda a razão, Julieta.

      Natércia

      Eliminar
    7. Anónimo12:07

      Epá desculpem lá, mas eu, sendo uma pessoa LGBT, gostava de perceber onde é que está o preconceito no comentário do TACV. Se me conseguirem explicar, agradecia... é que sinceramente uma pessoa que faz uma data de plásticas para se parecer com um "Ken", não tem de ser uma pessoa LGBT. Concordo a 100% com o seu comentário feito às 18h38. Passem bem.

      Eliminar
    8. Anónimo15:49

      Parece-me a mim que o desentendimento começou com: "uma aposta deste género". Não era completamente claro o que "uma aposta deste género" poderia significar.

      Mas vem depois TACV clarificar num segundo comentário que uma "aposta deste género" significava afinal: "uma pessoa formada em comunicação, jornalismo, e com experiência", uma pessoa com talento e que não baseia a sua carreira profissional na sua imagem diferente e pouco comum. Muito bem! Ficou mais claro assim, mas estaria isto tudo claro no primeiro comentário?

      (Mais vale nem entrarmos na questão: será que para apresentar a Eurovisão é necessário ser formado em comunicação? Para mim, não é, tudo depende da pessoa em questão.)

      Desconhecendo eu a 100% a pessoa Ken Humano, e logo, desconhecendo eu a orientação sexual do Ken Humano, mas tendo o TACV associado o Ken Humano ao José Castelo Branco (ao dizer que mais valia JCB do que KH), a seguir eu parti do princípio que o Ken Humano seria homo. Não é? Erro meu, má fortuna... Fui preconceituoso ao associá-lo aos LGBT? =)) =)) =))

      Mais uma vez vamos ter de ir por partes. A comunidade LGBT (o que quer que isso seja) é muito extensa e muito diversa. Todos os LGBT não se parecem com o Ken Humano, nem eu alguma vez afirmei ou quis afirmar tal coisa. Porém, os Ken Humanos e as Conchitas Wursts existem na comunidade LGBT (e ainda para mais na Eurovisão), e até foram eles os precursores na reivindicação dos direitos dos LGBT.

      Tenho sempre em mente que a comunidade LGBT é muito diversa e não costumo fazer julgamentos de valor sobre as pessoas, baseando-me apenas na sua imagem. Eu próprio sou trolha, ando o dia inteiro de fato-macaco e todo porco e sofro na pele quotidianamente o rebaixamento social de não ser manequim, advogado, estrela da televisão.

      Voltando ao início:

      Será o Ken Humano uma boa escolha para apresentador da Eurovisão? Não sei. Desconheço-o a 100%. Não sei se é ou não formado em comunicação, presumo que "exista" profissionalmente à conta da sua imagem, mas nada disto me permite afirmar com assertividade que não tem talento de apresentador e ainda menos remetê-lo para a passadeira azul.

      Eliminar
    9. o anonimo das 8h58 nem sabe que o ken costuma sempre apresentar as suas namoradas? preconceito é seu que achou que ele era gay só pela aparência

      Eliminar
  10. Anónimo23:30

    Nao! que desgraça! Xô daqui, xô!

    ResponderEliminar
  11. Anónimo00:02

    A RTP têm alguns defeitos mas...nunca ia descer tão baixo assim de nível =))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:01

      A RTP é demasiado conservadora e umbiguista.

      Eliminar
  12. Anónimo09:57

    A Catarina Furtado estará lá para o mundo :)

    ResponderEliminar
  13. Anónimo10:18

    Alguém acredita nisto? Poupem-me... Agora vêm o carlos Costa, a Maria Leal e o castelo branco dizer que também foram convidados...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:20

      e o zezé camarinha e a lili caneças ja agora

      Eliminar
  14. Que monstruosidade, digo eu.Ele há cada maluco! Pôr em risco a própria vida para ficar igual a um boneco não é para todos. Não vamos agora transformar um festival internacional que já tem o seu estatuto criado há décadas feito de muita seriedade e notoriedade sã que por isso cativa tanto as pessoas. Se vamos entrar num mundo de anormalidade começa a perder interesse e as pessoas vão se afastando cada vez mais do seu espetáculo anual preferido.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top