A RTP vai anunciar novidades quanto ao Eurovision Song Contest 2018 a 7 de novembro, num evento que decorrerá no Oceanário de Lisboa.


A RTP revelou em comunicado, a que o ESCPORTUGAL teve acesso, que haverá um evento a 7 de novembro, no Oceanário de Lisboa, onde serão anunciadas novidades sobre o Festival Eurovisão da Canção de 2018. Este evento terá lugar pelas 15h30 (hora de Lisboa).

Na última semana, a União Europeia de Radiodifusão anunciou que iria reunir com a equipa da RTP para discutir o slogan, logótipo e todo o design do ESC2018, bem como o transporte de delegações, acomodação, venda de bilhetes e os sorteios de alocação nas semifinais, que terão lugar em janeiro. É expectável que o anúncio do dia 7 de novembro se prenda com estas discussões.


A Eurovisão chega a Portugal, pela primeira vez, 53 anos depois da estreia do país no concurso. A 50.ª canção portuguesa no maior concurso musical do mundo será apresentada em solo nacional depois da vitória de Salvador Sobral, em Kiev, com Amar Pelos Dois.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RTP / Imagem: ESC-Plus / Vídeo: Eurovision.tv

10 comentário(s):

  1. Anónimo22:05

    Cant wait

    ResponderEliminar
  2. aposto em "Music is feeling" ou "Feel the music" para slogan :)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo22:21

    Excelente organizacao. Tudo com tempo

    ResponderEliminar
  4. Eu gostaria de um slogan é um logótipo originais que rompam com os modelos precedentes... apenas isso. Que reflita um novo paradigma na Eurovisão, no seguimento do ano passado.

    Uma fórmula mais universalista, virada para a diversidade cultural e linguística, tendo em vista a recente intenção de exportar o modelo a outros continentes. E isto não poderia ser mais apropriado tendo em conta que Lisboa faz parte das cidades universais e cosmopolitas no contexto mundial. Sendo uma cidade oceânica, a única capital europeia realmente marítima com ligações afetivas e culturais a outros continentes. Seria de todo importante evitar centrar a celebração num contexto histórico ligado ao passado colonial, mas antes no contexto atual de abertura e do respeito que Portugal demonstra em relação a todas as culturas, povos e nações... tenho profunda confiança na RTP e na sua capacidade de realizar um espetáculo inesquecível e profissional que muito nos honrará e orgulhará, bem como a todo o continente europeu...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo02:00

      O seu texto é que parece do passado da altura dos descobrimentos... Lisboa nao e mais que Estocolmo, Kiev, Viena e Compenhaga qie tambem sao cidades referencia mundial...

      Eliminar
    2. Anónimo11:29

      02:00 - Tem toda a razão. "Compenhaga" é uma referência mundial, se não for mesmo universal.

      Eliminar
    3. Anónimo 02.00: o seu comentário denota que não sabe a época em que vive. Os descobrimentos foram a primeira globalização. A internet marca a segunda globalização. Por isso faz todo sentido realçar Lisboa como cidade estratégica ao longo dos séculos. Lisboa só se pode afirmar pela diferença em relação às outras cidades

      Eliminar
    4. Anónimo20:36

      14:47 ui ui nao esquecer o genocidio dos povos indigenos
      que fizeram parte desses descobrimentos, ou mesmo dos escravos japoneses e africanos que eram trazidos pra lisboa. Grande globalizaçao, deviamos mesmo glorificar isso. A globalizaçao desses tempos não tem o mesmo significado que a de agora, como bem disse o anonimo 02:00.

      Eliminar
  5. Ricardo Alves01:08

    Sera que vao anunciar os apresentadores?

    ResponderEliminar
  6. Anónimo14:53

    Aposto em algo que tenha a ver com igualdade de genero.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top