À margem da realização da final nacional para o Festival Eurovisão Júnior 2017, o diretor de programas da RTP1 falou-nos desta nova aposta no festival dos mais jovens, mas também do Festival da Canção e da Eurovisão. 


Após o fecho do programa “Juniores de Portugal” na passada quinta-feira no Centro de Produção da RTP em Vila Nova de Gaia, o diretor de programas da RTP1, Daniel Deusdado falou-nos deste regresso à Eurovisão dos mais pequenos, 10 anos depois da última participação. “Esta foi uma ótima edição que parte de um principio que é a revalorização da marca Eurovisão em Portugal”, afirmou em conversa com o ESCPORTUGAL. “A vitória do Salvador na Eurovisão “dos adultos” – recordou - permite que os formatos Eurovisão tenham hoje uma outra atenção que não tinham até aqui. Até aqui, o que era 'cool', o que era moderno, era estar nos 'talent shows'. A partir do momento que o Salvador ganha, abre-se uma nova janela com uma importância extrema. Por isso, é possível pegar no Júnior e dar-lhe força”.

Em resposta à nossa questão, Daniel Deusdado garantiu não haver qualquer compromisso ou obrigação por parte da RTP em participar também no Júnior, depois da vitória portuguesa no outro concurso. “Foi uma atitude simpática da nossa parte, digamos assim, no contexto do nosso envolvimento com a EBU que é organizar o evento tão gigantesco que é o Eurovision Lisbon. Mas não tínhamos nenhum compromisso ou obrigação”. A participação da RTP no Júnior pode, pois, voltar a acontecer no próximo ano.

O “Juniores de Portugal” que serviu de seleção nacional para a Eurovisão Júnior 2017, decorreu no Centro de Produção da RTP na região do Porto. “Fazer esta edição no Porto teve a ver com a gestão dos recursos disponíveis”, sublinhou Deusdado. “Este estúdio do ‘Praça’ é muito interessante. Quando o criámos há quase três anos foi com o sentido de o utilizar para outros eventos. Com alguma iluminação e pequenos truques de 'decor' não nos obriga a construir cenário a cenário para todos os eventos”.



O mesmo sentido de descentralização irá acontecer, como sabemos, com a final do Festival RTP da Canção a 4 de março de 2018 em Guimarães. “A RTP comprova que é possível fazer bem em diferentes espaços pelo país”. Daniel Deusdado tem uma intervenção ativa na criação do programa – “a equipa do Festival é comum à equipa da RTP1” – sendo que a trave mestra do evento se mantém da edição passada: “A nossa equipa, que é uma equipa comum da RTP1, pensa na música e foi à procura de talento. Sempre com base nos compositores e depois estes convidam os intérpretes. Temos muito talento em Portugal e isso vai ficar de novo demonstrado”.

Por fim, o ESCPORTUGAL falou com Daniel Deusdado sobre a grande empreitada que é a construção do Festival Eurovisão da Canção, que irá decorrer em maio de 2018 em Lisboa. “A organização do Festival Eurovisão está a correr otimamente”, garante este responsável. “Portugal é um país e a RTP é uma estação que tem tradição em organizar bem eventos”. A equipa de produção está a trabalhar desde maio passado. “O núcleo duro está a trabalhar, é português, tendo sido necessário reforçá-lo com alguns elementos que fazem a ponte com a história e o formato Eurovision. Aquilo que as pessoas correm o risco de não compreender – faz questão de esclarecer - é que o Eurovision é um formato televisivo. Por exemplo, quando fazemos o ‘The Voice’ fazemo-lo sob um formato. O Eurovision é também um formato! Não podemos fazê-lo totalmente à nossa maneira. Existe um caderno de encargos e terá de haver pontes de ligação. Há um grande know-how português, que a Eurovisão já elogiou e está a acompanhar. E há elementos de fora que vêm fazer a ponte com as anteriores produções”.

O calendário está a ser cumprido, esperando-se para breve novos anúncios, nomeadamente datas para a venda de bilhetes e abertura da fase de candidaturas para voluntários.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: RTP / Vídeo: YOUTUBE

6 comentário(s):

  1. Anónimo18:19

    Gostei de ler

    ResponderEliminar
  2. Anónimo19:34

    A aposta no junior nao correu bem

    ResponderEliminar
  3. Anónimo20:28

    Eu confio num boa organizacao

    ResponderEliminar
  4. Anónimo21:24

    "nomeadamente datas para a venda de bilhetes"

    Alguém sabe se os bilhetes tem sido vendidos sob a forma de "passes" como acontece nos festivais de verão, isto é, ao comprarmos temos direito à semi 1 + semi 2 + final ou temos de comprar bilhetes "individuais", por assim dizer?

    Precisava mesmo de saber...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro leitor: habitualmente pode comprar nas duas formas: individualmente por show e ensaio ou um pack com tudo.

      Eliminar
  5. Anónimo00:13

    O estúdio da Praça é feio... A iluminação esta horrível...
    Mais valia terem feito no estúdio do Agora Nós!

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top